Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Água ferruginosa


Cachoeira no Santuário do Caraça, Minas Gerais, Brasil. A Cascatinha está localizada a 2 km do Colégio do Caraça. Seu acesso se dá por uma trilha bem leve e sinalizada. Parte de suas nascentes estão localizadas na região do Pico do Sol, que ao longo do caminho formam várias cachoeiras e piscinas naturais. A maior delas e a mais procurada pelos turistas mede aproximadamente 40 metros de queda. Sua água, como de toda a região, é espumante e amarelada devido a presença do minério de ferro contido nas rochas e também pela ação da matéria orgânica que desce da serra. A história do Santuário do Caraça teve inicio a partir da fundação de uma ermida e um convento no estilo barroco em 1774, pelo Irmão Lourenço. Ao morrer em 1819, o Irmão deixou a D. João VI um pedido para a construção de um colégio no local, que logo mais tarde foi doado aos Missionários Lazaristas, que criaram o primeiro seminário e a primeira igreja neogótica do Brasil. Por ali passaram mais de 10.000 estudantes, muitos deles com destacada posição na sociedade, até que em 28 de maio de 1968, um grave incêndio destruiu os três andares do edifício, juntamente com o teatro e a biblioteca com exemplares bastante raros. Somente a ermida de Nossa Senhora Mãe dos Homens permaneceu intacta e assim foram interrompidas as atividades do famoso colégio interno.