Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

domingo, 20 de novembro de 2011

PLANEJANDO A REENCARNAÇÃO:

PLANEJAMENTO DA REENCARNAÇÃO

por Weber Malcher - webermalcher@hotmail.com

COMO PLANEJAR  A REENCARNAÇÃO .



Após o desencarne do plano físico, as reencarnações são planejadas com antecipação, cujo tempo de preparo será proporcional às necessidades educativas do espírito. Quanto mais evoluído o espírito, • mais tempo terá ele para seu planejamento. Posso lhe afirmar o seguinte: se você está lendo este artigo é porque é um espírito evoluído. • Esses • preparativos vão desde a escolha dos pais ao tipo e detalhes do corpo que se utilizará o espírito. A profissão que exercerá, o país que reencarnará, as provas, as doenças, até o tipo de morte. Isso, no entanto, são probabilidades, não é destino nem se trata de fatalidade, pois temos o livre arbítrio para fazer as escolhas. Como fazer essas escolhas? É simples: tendo conhecimento dessas probabilidades. •  Por exemplo: se você tem Urano na sua Carta Natal( que determina o futuro, as amizades e a esperança), em Touro, na casa 2, significa que você • provavelmente irá nascer na Grécia,nas ilhas gregas, e que exercerá funções na área financeira ou será dono(a) de fazendas, plantações agrícolas, coisas ligadas à terra e ao dinheiro. Percebe? Esse tipo de planejamento você pode fazer mesmo antes de passar pelo desencarne, pois a morte biológica é apenas uma mudança de•  roupa.

Agora imagine o seguinte: você reencarnou em determinado país, em determinado época, a pergunta é: posso mudar o meu planejamento? Claro, pode, inclusive assumir novos compromissos, como fugir de outros, poderá manter•  o previamente planejado, alterar a bel prazer, pois a única coisa certa que existe no Universos são as mudanças. Linhas vermelhas no Mapa são desafios, erros a serem corrigidos(tikun). Mas • deve-se considerar que as ações humanas geram consequências. Não haverá efeito sem causa, nada fica sem resposta, tudo está sujeito à Lei de Causa e Efeito.•  A vida na Terra não é para fazer turismo. Estamos aqui para trabalho, a Terra não é uma colônia de férias, como muitos pensam. Estar no corpo físico é conscientizar-se da responsabilidade por vários processos de aprendizagem que o Universo faculta. A Terra é uma escola que vai desde o ABC até os mais elevados níveis universitários. Estamos aqui por livre escolha, precisamos honrar, pois, essa nossa escolha. Aqui se está para algo aprender. O Deus do Universo é o mesmo Deus dos nossos corações. Ele compartilhou conosco sua Divindade. É preciso acreditar nisso, pois é real, verdadeiro.

Um outro exemplo interessante na carta Natal: um indivíduo que tem Marte em conjunção com Saturno no signo de Gêmeos, é provável que esteja sendo desafiado a aprender a disciplinar e focalizar a sua energia mental, que em vidas passadas foi indisciplinada. É preciso aprender a ter foco. Se você tem Júpiter na Casa 7, vai casar ou já casou com uma pessoa rica. Ex. Jacqueline Kennedi Onassis e outras pessoas que conheço e que têm essa configuração na Carta Natal. A Carta Natal é como se fosse o seu registro de nascimento cósmico, o seu Manual de Instrução para a vida na Terra. • 

Viver bem na Terra de acordo com a Lei Divina, • aspirando a uma vida melhor aqui e agora é dever de todos. O espírito não pode esquecer que, • além de almejar seu progresso, deve tornar o mundo material um local bom de se viver. O reino dos céus, pregado nos meios cristãos, não está lá nas alturas celestes, é tão "além" quanto aqui, isto é, na Terra deve-se implantá-lo, pois ela faz parte do "reino". Atualmente, na Terra, se concentra toda a evolução do Universo. A localização desse reino é uma questão de consciência e responsabilidade. A Terra é a " bola da vez", e o Brasil, por sua vez, é moda. Os olhos do mundo estão voltados para cá e os motivos não são relativos apenas à Copa do Mundo e Olimpíadas, mas o reconhecimento de que a nossa pátria é o Celeiro do Mundo. Aqui todas as etnias vivem bem. O Brasil é a parte da Atlântida que não afundou, mas isso é outra história.

A reencarnação é um processo educativo, mas aprender pela dor é masoquismo, pois o Criador não quer que ninguém sofra. A dor é um método de aprendizagem, o ideal é aprender pelo amor. O método de aprendizagem estará de acordo com a complexidade da lição a aprender, de acordo com aquele ditado que diz:" quem não aprende pelo amor, aprende pela dor". Então, meu amigo, minha amiga. Aprenda pelo amor, pelo conhecimento. Siga os mandamentos, principalmente o primeiro: ame a Deus sobre todos as coisas e ao próximo como a si mesmo.

Na próxima semana estarei apresentando um tema bastante interessante: Os relacionamentos cármicos e dármicos do Novo Ciclo. Fraterno abraço sempre. Weber´

 

Weber Malcher é escritor, membro da União Brasileira de escritores, • (UBE-AM), membro da Ordem Rosacruz(Amorc), Astrologia Tradicional, Cármica e Esotérica, Numerologia Cabalística.