Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

SÃO LÁZARO - OMULÚ

Postado por ATUAA em 16/08/2007 15:48

O B A L U A Ê - O M U L Ú - XAPANÃ - SÃO ROQUE - SÃO LÁZARO - SÃO BRÁZ
Obaluaê é o Senhor dos espíritos encarnados e desencarnados. Poderoso Orixá, responsável pelos elementos desintegradores, cujas transformações se processam momento a momento, na expressão da grande Vida onde a alquimia reúne e dispersa, solve e coagula todos os valores susceptíveis, emanados do grande laboratório da natureza.
Omulú, Senhor da Morte, expande-se pelos “oito cantos do mundo”, na faina de bem servir a causa evolutiva dos seres terrenais.
Consciente dos atos de grandeza de seus propósitos age acertadamente no importante papel que desempenha no nosso mundo sub-lunar, através de seus prepostos e auxiliares, chegando conseqüentemente, até a hierarquia dos Exus que o servem.
O Senhor Obaluaê é conhecido por diversos nomes, que passamos a enumerar: Xapanã, Omulú, O Velho, Senhor da Morte, Senhor da Destruição e outros mais.
O local apropriado para “arriada” das “obrigações” e oferendas Cavernas, lugares esconsos, debaixo de velhas árvores e junto a troco de árvores caídas. Não aceita “trabalhos” para Si no cemitério, embora, de sete em sete anos, seja de seu agrado, ordeiras romarias ou visita pessoal dentro da necrópole para uma reflexão da temporalidade da vida humana e tudo mais.
Obaluaê é um dos mais importantes dos Orixás do panteão umbandista. Saturno é seu planeta, sábado seu dia. Sua insígnia, uma cruz negra. Suas cores: preto e branco extensiva, portanto às “guias” (colares), toalhas, velas, enfeites, roupas dos seus devotos e outros haveres.

Grande é a sua atuação sobre as almas dos africanos, popularmente conhecidos por “pretos-velhos”. Cravos vermelhos são a sua flor predileta e até mesmo nos seus cânticos não faltam alusões a essa preferência.
Ervas conhecidas: Barba de Velho, mastruço, velame, tamarindo (folhas), cotiveira, guiné, cambará, acônito, vassoura preta, figueira, lentilhas (folhas), tremoços (folhas), canela de velho e senza.
Pedra semi-preciosa: ônix
Metal: Chumbo
Frutos: Abacaxi, figo, tamarindo, limão, laranja-lima e outras que se distinguem pela excessiva acidez.
Elemento: Terra
Bebidas: Sumo de ervas, dendê, mel e vinho tinto.
Exu: Senhor Caveira, com toda a sua falange e outros Exus agregam-se à poderosa brigada que guarda a Casa onde se processa a desintegração do poderoso Orixá.
Saudação: 'Atotô, Atotô, Atotô “. Esse cumprimento é seguido com o bater da mão direita no solo três vezes:” Silencio! Silencio! Silencio! Ele está entre nós! Ele está entre nós!”“.

No rtitual de Almas e Angola, Obaluaê é o Orixá mais importante, é o axé que dá ao ritual sua sustentabilidade energética e espiritual. Há ascentamento da casa das almas e no altar onde junto ao Orixá Oxalá e Ibeji completa a tríade sagrada do ritual. Representa a fé, a resignação, a saúde, a benevolência e a beatitude.


Axé de saúde, paz, equilíbrio e harmonia!



Comentários (17):

Em 16/08/2007, às 15:54:35, Kátia Regina de Omulú | página pessoal | e-mail disse:
Atotô Obaluaê!
Atotô Omulú!

Obaluaê é o Orixá que atua na Evolução e seu campo preferencial é aquele que sinaliza as passagens de um nível vibratório ou estágio da evolução para outro.
Muitos associam o divino Obaluaê apenas com o Orixá curador, que ele realmente é, pois cura mesmo! Mas Obaluaê é muito mais do que já o descreveram. Ele é o "Senhor das Passagens" de um plano para outro, de uma dimensão para outra, e mesmo do espírito para a carne e vice-versa.

Saravá!

Axé de paz e luz!
Em 16/08/2007, às 16:10:28, RAFAEL DE OXOSSI | página pessoal disse:
Bença aos mais velhos

Pipoca e fé são remédio são alimento, é saúde, esperança que fazem a vida se multiplicar por vários anos.

Asé
Rafael D’Oxossi