Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

segunda-feira, 9 de julho de 2012

ALMA CIGANA....


































ALMA   CIGANA ...
Nem tentes me prender
Sou livre
Tenho Alma Cigana
Sou  Cigana do Oriente     que  vive  para  aprender.

Não tenho rumo certo
Hoje estou aqui...
Amanhã quem sabe no deserto....
O  vento é meu guia
As  estrelas companheiras
O sol, meu cobertor
E a lua amiga
Sabe todos os meus segredos
De amor.

Eu danço pro fogo
Eu canto
Encanto
Faço versos
Me entrego
Não nego
A magia da paixão.

Meus segredos
Estão amarrados
Todos
Na barra da minha saia
Ando na areia da praia
Deixo meus cabelos
Livres ao vento
Me perfumo
Me arrumo
Um ritual à mim mesma
E canto ao meu coração.

No meu pandeiro solitário
Meu diário e relicário
Gravo as danças
Das noites de solidão
Dias de chuva
Caravana em penúria
Mas não esmoreço,
A vida não tem preço

Coloco uma flor no cabelo
Ascendo uma vela
Agora amarela
Pra espantar assombração
Tomo um banho de ervas
Fico em meditação
E sorrio!
Porque a vida é isso.

Mas ainda se precisar chorar,
Também choro,
Até esvaziar.
E depois de todo o pranto derramado
Novamente eu digo:
Não me prenda.
Sou pássaro livre em céu azul.

O amor é infinitamente belo
Para ficar no cárcere
Se está bom pra ti
Pode ficar
O que menos custa
É levantar acampamento
Eu apenas acompanho
O movimento
Seguindo o fluxo da vida.

E tem mais,
Eu ainda leio
O que está escrito
Na palma da tua mão
Se tens medo
Fica longe do meu caldeirão
Sou Cigana, já te aviso
E ainda de improviso
Te dito uma lição:

Quem ama, deixa livre
Pois o amor se carrega no coração
Amor é sentimento de alma
O amor liberta
Disso estou certa.
Quanto mais espaço
O amor tiver para voar
Maior e mais intenso ele será
Amor é partilha
E não cartilha
Amor é doação
Por mais que rime com prisão
Porque daí rima a solidão.