Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

segunda-feira, 16 de julho de 2012

CIGANA, CIGANA


Tal qual Cigana, meu amor,
A tua sorte eu quero ler,
Se és feliz, se amas com calor,
Estende a mão, quero saber.

Embora tu estejas sorrindo,
A tua mão assim me diz,
Que no momento tu estás mentindo,
Porque não és feliz.

Diz esta linha com firmeza,
E não poderás negar,
Que és portador de uma tristeza,
Está escrito em teu olhar.

Teu coração está deserto,
Há mais alguém que te esqueceu,
E no entanto aqui bem perto,
Alguém chora por ti,
E esse alguém sou eu.

Teu coração está deserto,
Há mais alguém que te esqueceu,
E no entanto aqui bem perto,
Alguém chora por ti,
E esse alguém sou eu.
Cigana

(ANJO  DE  OGUM)