Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

sábado, 2 de agosto de 2014

OS 22 ARCANOS MAIORES DO TARÔ:






Vou iniciar essa série de 4 textos sobre a numerologia cabalística com a explicação dos significados dos 22 Arcanos Maiores, fundamentais na abordagem que a Cabala realiza junto a numerologia, devido a grande importância desses 22 Arcanos, que estão presentes nas ligações existente entre as esferas da Arvore das Vidas. As figuras que utilizarei aqui são do Tarô de Marselha na versão publicada por Kris Hadar no ano de 1995 no Canadá.





O Mago (arcano 1) – Representa basicamente a concentração, o místico, a ação criativa, aquilo que principia ou precisa começar. Indica o domínio, concentração espontânea, esforço pessoal na busca da realização espiritual, representa também o início, a causa primordial. Mentalmente apresenta facilidade em concatenar novas idéias e temas relativos a espiritualidade, sempre de forma muito inteligente. A produção criativa sempre é facilitada com a presença dessa carta, muito vigor em atividades que necessitem de controle psicológico, possui aspecto cordial podendo chegar a generosidade. O lado negativo: pode tender a sugestão de mentiras em benefício próprio com alto poder de persuasão, explorar a boa fé de pessoas inocentes, mau uso do poder intelectual, dispersão através de objetivos menos nobres.






A Sacerdotisa (arcano 2) – Representa a sabedoria, a busca do conhecimento e da conexão com os conhecimentos superiores da espiritualidade, o conhecimento magístico intelectual. Indica reflexão, busca interna pelo crescimento moral, intuição e paciência nessa busca. Alta capacidade de resolver problemas urgentes, de forma silenciosa, discreta, porém confiante. Temperamento amistoso, porém com dificuldade em demonstrar afeto devido ao perfil introspectivo e meditativo dessa carta. Lado negativo: Perfil dissimulado, hipócrita, rancoroso, indiferente emocionalmente, fanatismo religioso ou pelas crenças que julga corretas, fantasias disfarçadas de intuições, dificuldade em trabalhar as próprias emoções e equilibrá-las com a razão.





A Imperatriz (arcano 3) – Representa a força terna, porém firme, a magia que equilibra emoção e razão, a mediadora dos conflitos. Discernimento aliado ao idealismo com grande equilíbrio, favorecendo a criatividade, a compreensão, a amabilidade, em suma o domínio do próprio espírito. Facilidade em reconhecer o ponto central de um problema, inclusive de captar a essência da intenção de uma pessoa. Lado negativo: Desavenças quando o equilíbrio dá lugar a presunção, afetação, pose, ego exacerbado, certezas absolutas que podem transformar um ideal em obsessão, excesso de vaidade e futilidade, perfil que pode se deixar seduzir por adulações, em casos mais extremos a postura de nobreza e cordialidade dá lugar a uma empáfia sem igual mascarada por uma falsa aparência de educação.





O Imperador (arcano 4) – Representa a autoridade, a liderança, a obediência as leis morais. É o poder, o portal entre o físico e o espiritual, entre o visível e o oculto, o iniciado nos mais altos mistérios espirituais, o protegido, aquele que normalmente vem com grande quantidade de energia vital. Representa também a constância, a execução firme e segura, aquele que tem prestígio e coloca as coisas em ordem. É perseverante com vontade inquebrantável, com inteligência equilibrada, pacífico e conciliador de sentimentos. Lado negativo: Teimosia, autoritarismo, pode assumir um comportamento obsessivo ou ser vítima de adversário tenaz, com o sentimento desequilibrado torna-se facilmente tirânico e colérico, com comportamento autodestrutivo. Normalmente o excesso de energia magnética e ectoplasmática pode abrir portas psíquicas para excessos e intensos desequilíbrios, sobretudo envolvendo agressividade e violência, física e mental.





O Hierofante / Papa (arcano 5) – Representa a transcendência do físico, aquele que ensina, o iluminado, o que demonstra a lei, a filosofia, a religião, o dever moral, a consciência daquilo que precisa ser feito, aquele que pacifica, a autoridade moral, o sacerdócio, a lealdade, os bons conselhos, o respeito, a indulgencia, a generosidade e a mansidão, aquele que revela, que desperta a confiança, a inspiração para encontrar soluções lógicas, é solícito mas sem ser sentimentalista, equilíbrio emocional, facilidade no estudo da religião e das ciências. Lado negativo: Autoritarismo, falso moralista, teorias limitadas, dogmatismo excessivo, falta de apoio espiritual, negligência, falta de senso prático em suas ações.





Os Enamorados (arcano 6) – Representa o sentimento, a castidade, a prova que impulsiona a execução do livre arbítrio, a escolha, a união, a integração, a combinação, o equilíbrio entre as forças antagônicas (feminino e masculino, sentimento e razão) como poder gerador. A decisão plenamente consciente, o eleito (aquele que é flechado pelo anjo para integrar e harmonizar aquilo que lhe é oposto), trazendo a necessidade de sacrifício e dedicação para atingir o equilíbrio, sacrifício por um ideal maior que beneficie muitas pessoas, o desejo sincero e consciente, a virtude, facilidade em realizar intercâmbio de idéias e ideais com várias pessoas. Lado negativo: Desordem, tentações perigosas, libertinagem, debilidade, indecisão, vícios (sobretudo sexualidade desregrada), infidelidade.





A Charrete/ Carruagem (arcano 7) – Representa o domínio, o repouso, a observação analítica, o triunfo, a realeza, a superioridade, a realização, aquele que tem as qualidades para conduzir, talentos, dons e capacidades inatas, direção competente, talento para governar e para diplomacia, espírito conciliador, força para conduzir forças diferentes, afetuoso, protetor, solícito, rápido nas ações, grande energia e intensidade sobretudo mental, aquele que conquista, que difunde sua obra. Alegoricamente representa a subida do iniciado, o desdobramento, a amplitude para acessar as esferas e os mistérios espirituais, simbolizada na figura de Elias subindo na carruagem aos céus, assim como no controle das 2 serpentes do caduceu de Hermes, que representa a subida do conhecimento até atingir as asas de pomba no topo do caduceu, as duas serpentes que representam os dois cavalos da carta ou as duas esfinges (dependendo do baralho). As iniciais “S” e “M” da carta representam São Miguel (Saint Michael, San Miguel), aquele que lidera os guardiões, os exércitos celestes, as asas de pomba acima do bastão do caduceu, o Cristo Planetário que repousa e triunfa no seu escolhido. Lado negativo: Ambição descontrolada, megalomania, falta de consideração, perfil ditatorial, oportunista, descontrolado, aquele que gasta energias físicas e mentais acima daquelas que possui, podendo causar debilidades. Orgulho excessivo.





A Justiça (arcano 8) – Representa o equilíbrio, a imparcialidade, o justo, a capacidade de julgamento, a harmonia, aquele que concilia o ideal com o possível, perfil metódico, objetivo, com persistência, disciplina, pensamento flexível, adaptável, moderado, racional, administrador. Clareza mental, autoridade reconhecida.Lado negativo: Aridez emocional, rigor excessivo, tendência a excessos como explosões de raiva pela dificuldade em trabalhar com o emocional e a excessiva preponderância do racional nessa carta, tendência a culpar-se excessivamente.





O Ermitão (arcano 9) - Representa a consciência, o iniciado que busca na solidão exterior conhecer a si mesmo dentro da sua própria caverna interior, busca pela divindade interna, o religare com o Criador, o batismo do Espírito Santo (batismo deriva da palavra grega baptizo que significa imergir, mergulhar, no caso, mergulhar dentro de si mesmo), o estudioso dos mistérios, a busca pelo autoconhecimento, o buscador incansável, perfil meditativo que facilmente se desliga da realidade física na busca da conexão espiritual, concentrado, silencioso, profundo, prudente, reservado, austero, discreto, moderado, experiência inata de conhecimentos medicinais, sobretudo de saúde espiritual. Mentalmente tem a capacidade de achar uma solução brilhante para qualquer problema, sempre de forma espontânea através de uma acurada intuição. Em um aspecto mais iniciático no Tarot, o ermitão representa cronos, o senhor do tempo, o clássico perfil do profeta que busca no silêncio do isolamento afastado do mundo profano o conhecimento do futuro que está oculto, representa a clássica figura do guru, aquele que transmite seus conhecimentos ao público, desprezando convenções e vaidades, o verdadeiro, o Gabaon. Lado negativo: Timidez, dificuldade de superar os reveses da vida, tendência a depressão, caráter fechado, isolamento do convívio com outras pessoas, dificuldade em se expressar em público





A Roda do Destino (arcano 10) – Representa os ciclos, de ascensão e queda, na figura é possível observar uma Esfinge coroada no topo, acima da roda, reinando enquanto a roda gira. Indica louvor, honra, esperteza, presença de espírito para perceber as boas oportunidades, facilidade para adivinhar e prever acontecimentos, alta capacidade de planejamento, perfil muito espontâneo, disposto, bem humorado e tenaz. Raciocínio lógico, equilibrado. A roda também representa a flor de lótus que nasce no lodo mas que vem trazer a beleza e pureza para a escuridão, é o movimento de renovação constante da roda, o fluir da vida.Lado negativo: Transformações que acontecem com dificuldades, abandono, especulação, riscos. Intensas lutas para manter algum objetivo alcançado, pois a Esfinge no topo permanece com a espada empunhada enquanto monstros correm através da roda tentando alcançar a posição segura onde está a Esfinge coroada, que representa o rei guardião, aquele que reina mas está sempre com inimigos a espreita.





A Força (arcano 11) – Representa a virtude, a coragem, a potência anímica, uma aparência de fragilidade como a representada na mulher da figura, mas que tem a bravura e a força para abrir a boca do leão e controlá-lo. Força moral, autodisciplina e controle harmonioso das forças vitais, energia moral, calma, espírito que domina a matéria, inteligência que domina o instinto, subjugação das paixões inferiores. Ampla clareza psíquica pra avaliar situações distinguir o verdadeiro do falso, amplo poder de conquista através de um grande magnetismo, vontade férrea para superar os obstáculos. Lado negativo: Desatenção, brutalidade, impaciência, alianças escusas com forças inferiores em busca de mais poder, cólera, insensibilidade, crueldade, guerra, discórdia veemente, conquista realizada por meios violentos ou por subjugação.





O Dependurado (arcano 12) - Representa a fé, a aspiração espiritual, o ideal crístico e iniciático através do sacrifício, da abnegação em prol do próximo é o exemplo, o ensino, a lição publica que retifica um conhecimento, ação desinteressada, submissão ao dever, esquecimento de si mesmo, filantropia, entrega total a uma causa, sacrifício pessoal em prol de uma causa, idéias voltadas para o futuro, paz interior, abertura espiritual, traz uma nova visão do mundo para as pessoas. Virtudes divinas, paranormais, idealismo espiritual. A suspensão pelo pé era tortura comum aos primeiros cristãos, os chamados “mártires do cristo” descritos na Bíblia (Hebreus, Apocalipse). Representa a ligação entre o homem encarnado e as esferas superiores, pois sua base (pés) estão no Alto e a cabeça envolta de luz paira no mundo físico. Quando o dependurado aparece numa leitura da numerologia cabalística na posição de “cabeça”, “missão” ou ainda “aprendizado de vida” ou “personalidade” é indício clássico de ampla missão espiritual na Terra, seja por provação mediúnica ou por missão através de espíritos de luz, casos de Chico Xavier e Jesus, que apresentam ambos o dependurado na posição “missão”, mostrando claramente o perfil missionário de ambos. Conjunções que envolvam a posição do dependurado com a torre (arcano 16) indicam missionários de espírito revolucionário fortalecidos com uma proteção e um poder incomum vindo dos céus (o trovão, a luz divina que retira o homem do seu castelo ou torre de ilusões), conjunção essa que se encontre na numerologia cabalística de Jesus. Lado negativo:Apresentam problemas circulatórios (muitas vezes decorrentes da intensa atividade mental/mediúnica, própria da figura do dependurado onde o sangue do corpo corre todo para a cabeça, potencializando de forma fabulosa o raciocínio e a capacidade mediúnica, mas muitas vezes causando problemas no físico), perdas, auto-renúncia, passividade (consciente da necessidade do sacrifício), êxito sem prazer, normalmente vem a duras penas, sobretudo em projetos de ordem sentimental.





A Morte (arcano 13) – Representa a transmutação, grandes mudanças, auxílio para novas realizações num sentido de renovação positiva, domínio para criar e destruir aquilo que não serve mais ou encerrou seu ciclo. Abandono de velhos hábitos, profundidade intelectual, pensamento metafísico, dom para enfrentar situações difíceis, resignação, desapego, amplo discernimento e sabedoria sem sentimentalismos, com uma ampla noção do que precisa ser feito. Lado negativo: simboliza a perda, a destruição, a morte, a dispersão, interrupção de um projeto para que ele recomece de forma totalmente diferente. Na cultura medieval, o arcano 13 foi associado às 13 pessoas presentes na última ceia, do que surgiu um conto nessa época vaticinando que quando 13 pessoas sentam numa mesa, uma delas irá morrer. Não à toa, na numerologia cabalística de Jesus, a sua posição no “clã/sociedade” é justamente o arcano 13, que demonstra a ampla mudança social, a morte e o reinicio totalmente diferente através da ressurreição e disseminação dos seus ensinamentos pelo mundo. Depois de explicar totalmente os arcanos e a numerologia cabalística, eu trarei toda a análise numerológica cabalista de Jesus.





A Temperança (arcano 14) – Representa a inspiração, a alquimia, renovação, adaptação, mudança de estado mental e emocional positiva, serenidade, harmonia, equilíbrio, tolerância, paciência, flexibilidade para enfrentar grandes transformações, conciliador, avesso a rigidez, aprendizado de como trabalhar as emoções (na figura a mulher busca transportar a água de um cântaro ao outro, mas isso precisa ser feito com cuidado, sem pressa para que a água possa entrar pela pequena entrada do cântaro) é em suma a alquimia de trabalhar as emoções, a personalidade, o poder de decisão, balanceando a flexibilidade e o controle, usando as mãos para controlar sem deixar que o fluxo da água controle as mãos. Lado negativo: Ausência de paixões, dificuldade extrema de se doar emocionalmente em uma relação, excessivamente contemplativo por vezes indeciso, passividade, indiferença, falta de personalidade que muitas vezes faz seguir os passos da multidão, submissão a moda ou ao que a maioria julga melhor ou correto.





O Diabo (arcano 15) – Representa o poder, a força emocional, poderosa influencia sobre os outros, poder oculto, grande magnetismo, ação milagreira, proteção contra as forças obscuras e os encantamentos, grande eloqüência. Sua vibração e contagiante esplendor envolvem rapidamente quem chega perto do campo mental de uma pessoa com o arcano 15, o poder da intensa sedução, a sedução telúrica, anímica, que inebria os sentidos. É um poder muito grande que caso caia numa posição de “cabeça” ou qualquer outra posição de uma pessoa que não tenha boa índole espiritual, certamente será ferramenta de duras provações e perdição. A carta O Diabo representa a sedução, em seu aspecto mais material, físico, animalizado, justamente por isso a carta mostra um ser andrógino em um pedestal acima de dois outros seres, os controlando, mas de forma sedutora, pois eles estão numa posição tranqüila, estando ali porque querem estar e o aspecto animalizado das personagens mostra exatamente essa sedução física, anímica, magnética. Esse grande poder de atração que venha junto de um espírito de nobreza moral pode realizar incríveis prodígios e justamente por isso o arcano 15 está na posição de “cabeça” tanto na numerologia de Chico Xavier como Jesus, a posição da razão, do uso do conhecimento da energia mental, que devido a moral elevada desses dois grandes homens canalizou toda essa energia magnética e anímica para atrair as pessoas para um ideal nobre. Além disso, etmologicamente a palavra diabo significa opositor, ou seja, esse arcano traz um intenso magnetismo e energia anímica que pode auxiliar uma grande revolução ou oposição a algum valor pré estabelecido numa sociedade e que uma pessoa possuidora desse arcano em alguma posição relativa a numerologia do seu nome, pode efetuar grandes mudanças positivas, desde que possua aspectos morais positivos. Lado negativo: Paixão descontrolada, luxúria, egoísmo, libertinagem domínio material, intrigas, uso de meios ilícitos e ardilosos pra alcançar um objetivo. Quando este arcano sai na posição "personalidade", que indica as características intrínsecas do espírito imortal que ele traz em parte para o temperamento da atual encarnação, em 95% dos casos esse lado negativo está plenamente presente na pessoa e influenciando de forma negativa a posição "temperamento".





A Torre/ A Casa de Deus (arcano 16) – Representa a libertação, destruição daquilo que não serve mais ou está com seu ciclo encerrado, para que se inicie algo novo, melhor, com maior fartura e bonança, representa a transição e abertura para um novo conhecimento, um novo ciclo, uma nova era. A figura da carta é emblemática: um raio ou algo vindo do céu acerta em cheio o topo da torre (seria um asteróide?), fazendo que com os homens tenham que sair dela, abandonar velhas idéias, velhas ilusões. Temperamento piedoso, religiosidade prática. Segundo nos ensina Ian Meckler, grande estudioso da Cabala, o anjo Menadel, o 36ª da lista das 72 emanações de Deus representa exatamente essa reconstrução e libertação. Mais pra frente analisaremos melhor esse aspecto da Torre. Lado negativo: Projeto brutalmente abortado, alerta não levado em conta, grande cataclismo, confusão completa, falta castigada, catástrofe produzida por imprudência. Em um aspecto mais amplo A Casa de Deus (La Maison Dieu) sendo destruída representa uma ideologia religiosa que visa destruir instituições ou Igrejas estabelecidas com o nome de Deus ou supostas casas de Deus. Não à toa, na posição “destino” e na posição “personalidade” está o arcano Torre ou A Casa de Deus sendo destruída para reconstrução, exatamente na numerologia cabalística do nome de Jesus (que trarei em breve completa aqui no blog).





A Estrela (arcano 17) – Representa a esperança, o crescimento emocional, a confiança, a simplicidade, o natural. A carta mostra a mesma mulher do arcano 14, mas agora despida dos paramentos, das defesas e bloqueios emocionais, colocando seu sentimento (a água que derrama dos cântaros) no grande oceano, ou seja, na própria vida, a maturidade emocional, a maternidade de si mesmo, a pureza, a sensibilidade plena e poética, a inspiração equilibrada, harmonia com o meio em que se manifesta. Sentimentos nobres e encantamento para realizar de forma artística seus objetivos. Lado negativo: Despudor, leviandade, romantismo exagerado, coações, comportamento inapropriado para a vida prática (fantasias e ilusões românticos), visão prática das coisas nublada devido a falta de um foco mais racional e menos sentimentalista ou romanceado da realidade, idealização excessiva do amor.





A Lua (arcano 18) – Representa sensibilidade espiritual, o sentir daquilo que está oculto, muitas vezes no inconsciente. Processo de mudança, conquista (representado pela mudança das fases da Lua com a face humana nessa carta), vitória dolorosa sobre velhos dramas interiores (representando as lágrimas que caem do céu). O lagostim que aparece na carta é um animal que durante a vida troca várias vezes de carapaça para crescer e após retirar a velha carapaça e enquanto a nova carapaça cresce ele permanece uma maior quantidade de tempo escondido, ou seja, essa carta marca momentos decisivo da vida de uma pessoa, mostrando necessidade urgente de uma grande mudança, muitas vezes dolorosa mas que precisa ser feita. Ela traz uma clara idéia de contemplação, meditação (segundo a expressão do rosto humano na Lua) durante esse processo de mudança, de “troca de carapaça” que aumenta a sensibilidade e a capacidade de refletir sobre o que precisa ser refeito no ciclo da vida. Lado negativo: Decepção, desilusão, depressão, neurose, agitação, desordem mental, desespero, falta de foco.





O Sol (arcano 19) – Representa a vitória da luz sobre as trevas, o recomeço melhor e mais cheio de luz. É uma carta intimamente ligada com a Torre (arcano 16) pois mostra também o Sol, também dois homens, só que agora sem os antigos paramentos que ostentavam no arcano 16, mas agora no topo de uma nova Torre, que pode ser subentendida pelos tijolos ao fundo.Curiosamente no chão dos dois arcanos (A Torre e O Sol) aparecem duas pequenas pedras. No topo da Torre (arcano 16) existe uma coroa acima dos tijolos que são quebrados nessa figura e eles são, exatamente, de cima pra baixo, azul, amarelo e vermelho sendo que na carta do Sol os tijolos seguem essa mesma ordem, só que de baixo pra cima, o que dá a certeza que essa carta mostra a plena reconstrução da Torre, baseada em nobres valores. Essa carta mostra claramente resolução, reconstrução melhor de algo que havia sido perdido, vitalidade, alegria, concórdia, discernimento espiritual, clareza de juízo, sabedoria, afeto, altruísmo, triunfo. Em um sentido ainda mais iniciático, essa carta mostra dois jovens praticamente idênticos, uma alusão ao mesmo nome de dois homens que participaram da construção do templo de Salomão: o rei Hiram (de Tiro) e Hiram Abiff da tribo de Naftali, filho de uma viúva e “tecton” (construtor que trabalha também com metalurgia, arquiteto), ambos trabalharam na construção do templo e podemos observar que do lado de cada um deles na carta está uma pedra (símbolo da construção). Em suma, o arcano 19 mostra o templo reconstruído, o templo de Salomão, a nova casa de Deus na Terra, confirmado pela posição desse arcano na arvore da vida, na ligação entre Chokmah e Tipheret, o mundo mental ligado ao Sol, o Pai ao filho, a sabedoria a beleza. Lado negativo: o período favorável pode despertar deslumbramento, vaidade, pose, ego inflado, dissimulação, falsas amizades por interesse.





O Julgamento (arcano 20) – Representa a auto análise, o exame de consciência, o despertar consciente para uma nova atitude mediante algum problema ou objetivo, a renovação de atitudes, a redenção moral, o despertar da fé, doação, busca pela espiritualidade, convite da espiritualidade superior para uma missão redentora, devoção, desejo de elevação moral e espiritual, coragem para enfrentar os desafios dessa renovação interior, renascimento espiritual, ascensão moral. Lado negativo: covardia para enfrentar mudanças, vacilação, agito mental, mas sem uma ação prática de renovação, incapacidade de realizar um juízo lúcido de si mesmo, julgamento por parte de outras pessoas condenando postura equivocada, confronto com a realidade espiritual de forma violenta (anúncio da trombeta), postura religiosa ou espiritual meramente ritualística sem uma vontade sincera de mudança. Resgate kármico imediato mediante uma provação (o homem que se levanta do caixão quando toca a trombeta).





O Mundo (arcano 21) – Representa a alegria, celebração da vida, realização, recompensa, comemoração, centramento pessoal, alegria de viver, o equilíbrio interior, coroamento de uma obra, finalização feliz de uma obra, reconhecimento, êxito, força decisiva, grande poder mental e psíquico, grande inspiração e elevação espiritual. A figura mostra os 4 animais descritos no Apocalipse: um homem, uma águia, um touro e um leão e no centro da forma ovalada limitada pela grinalda está a esposa, uma clara referencia ao capítulo 21 (o mesmo número do arcano) que diz em seu versículo 2: “ Eu João, vi a santa cidade, a Nova Jerusalém, que de Deus descia do céu como uma esposa ornada para o esposo”, a esposa ou mulher pura, a noiva, é uma clara referencia a Igreja pura do Cristianismo primitivo, aquela que retorna no século 21 (entre 2001 e 2100). Lado negativo: Dispersão, sacrifício por amor, problemas sentimentais (a figura da noiva pura também indica a incapacidade até certo ponto de lidar com problemas amorosos) que podem afetar o poder de concentração e o foco, chamamentos mundanos.





O Louco (arcano 22) – Representa a busca do amor, espontaneidade, admiração, impulsividade, despreocupação, escolha intuitiva acertada, capacidade mediúnica, idéias em processo de transformação, novo rumo na vida muitas vezes através de um evento doloroso, representa o autentico andarilho que sente saudade do seu passado mas sabe que necessita se desapegar daquilo que ficou pra trás. Lado negativo: irresponsabilidade, indeterminação devido a múltiplas preocupações, incoerência, falência, incapacidade de raciocinar, impulsos instintivos, confusão, insensatez, remorsos. Em muitos casos essa carta demonstra a necessidade de buscar as próprias origens após muitos erros cometidos, como na parábola do filho prodigo.


* * *




Pra já começarmos a exercitar alguns cálculos, existem dois deles muito simples: calcular o arcano regente de um ano (ou seja, aquele que terá uma influencia superior nos acontecimento desse ano, apesar de todos os arcanos influenciarem os acontecimentos de um ano). Pra descobrir esse arcano basta somar os algarismos do ano e, caso apareça um número maior do que 22, reduzir o número com uma nova soma. Exemplos:


2012 = 2+0+1+2 = Hierofante/papa (ano que tende a impulsionar o entendimento maior da espiritualidade, mesmo que de modos estranhos como no caso da histeria provocada pela profecia maia, ano em que pode haver mudança brusca de líderes religiosos, inclusive por desencarne bem como amplas mudanças governamentais em diversas nações do mundo)


1989 = 1+9+8+9 = 27 = 9 = Ermitão (a figura clássica do guru, o ermitão entrando na sua caverna com uma luz e um cajado, representando sua sabedoria e sua força, que ensina secretamente aos seus discípulos, como os primeiros cristãos que se reuniam em cavernas para o estudo e para fugir da repressão romana, os conspiradores ocultos, aqueles que realizam as reformas em silencio, na surdina, exatamente essa carta representou o ano em que o muro de Berlim caiu, sem guerras entre nações, mas um elaborado plano baseado na intuição e na discrição. O Ermitão exerce papel semelhante ao Hierofante (Papa), mas enquanto o papa é o líder visível, aquele que está no trono, o ermitão é o líder invisível, que está na caverna, que escolhe seus alunos ou aprendizes, no Cristianismo Primitivo o papa é Paulo e o ermitão é João Evangelista, na Maçonaria Hiram o rei é o papa, Hiram Abiff o metalúrgico, o alquimista é o ermitão



Agora, pra uma data específica:


21/12/2012 = 3+3+5 = 11 = A Força é um arcano que representa a virtude, a potência anímica e nesse exato dia este Arcano estará exaltando ainda mais as características do Arcano 5, o Hierofante/ Papa que é o regente de 2012, é a representação exata para o dia em que um portal será aberto trazendo mais energia e força para o início da intensificação da faxina na casa terrestre e que ocorrerá e começará custe o que custar, pois será um processo regido pelo Hierofante/papa (arcano que rege esse ano) e que demonstra seu poder no trono, entre as duas colunas. Período de lutas e tentativas desesperadas das trevas em impedir esse processo, mas o Hierofante/papa permanece ali, ditando o ritmo, guiando de forma inexorável a faxina que se inicia e se prolonga pelos próximos 24 anos, numa reforma que certamente trará algumas características negativas desses dois arcanos, como guerra e autoritarismo por parte de alguns líderes “no trono”, pois a autoridade e a guerra pelo poder também estarão como forças ativas.


Nos 3 textos seguintes trarei o método de cálculo da numerologia cabalística, depois um post calculando a numerologia cabalística de Jesus e por fim um texto comparativo entre a Árvore das Vidas com seus 22 Arcanos Maiores e a estrutura do Tabernáculo de Moisés (onde ficava guardada a Arca da Aliança), estrutura essa que serviu de base inspiradora para a construção posterior do primeiro templo, feita pelo rei Salomão. Somando esses 4 textos será possível que cada um exercite e estude essa numerologia e possa aplicá-la da melhor maneira no seu dia a dia, buscando o autoconhecimento e o Religare com a própria essência.

Para maiores estudos e aprofundamentos dos 22 Arcanos Maiores, este excelente site: AQUI





Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook: http://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036



Read more: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/2012/05/os-22-arcanos-maiores-do-taro.html#ixzz39EwtiWXf