Pesquisar este blog

Carregando...

Follow by Email

LINK...

segunda-feira, 6 de julho de 2015

A CROMOTERAPIA COMO TRATAMENTO





A cromoterapia é a ciência que estuda as diferentes cores e sua ação energética para fins terapêuticos. Ela utiliza estímulos com determinadas freqüências luminosas para restaurar, manter ou alternar as vibrações do corpo que resultam em saúde, física e mental, bem-estar e harmonia. Quando há o excesso ou ausência de uma determinada cor, ocorre o que os cromoterapeutas chamam de desequilíbrio energético, levando o organismo a responder negativamente, gerando distúrbios físicos, mentais e emocionais.





O cromoterapeuta deve analisar detalhes, buscando associar os sintomas às causas emocionais. Na cromoterapia a cura se dá quando conseguimos ao mesmo tempo: restabelecer o equilíbrio bioenergético do organismo e eliminar a forma pensamento negativa causadora da doença.

Muitas das doenças que afetam o homem tem sua origem na aura, ou seja, as doenças se estabelecem primeiramente nos corpos emocional e psíquico (mental), que mais tarde podem somatizar causando a doença no corpo físico.

A cromoterapia não trata apenas os sintomas, ela dirige-se à causa do desequilíbrio energético, ou seja, ela atinge o campo energético dos órgão e sistemas.

Atenção: O uso das cores não dispensa o tratamento médico.

APLICAÇÃO DAS CORES

Vermelho: Corresponde ao Chacra Básico. O vermelho estimula a circulação do sangue e os nervos, permite a liberação de adrenalina e combate os efeitos nocivos do frio. É altamente revigorante, energético e excitante.

O vermelho atua sobre o sistema nervoso, dando mais confiança, coragem, iniciativa e força de vontade, fazendo superar a depressão e o cansaço. Indicado nos casos de anemia, paralisia, má circulação, pressão baixa, reumatismo, resfriado, bronquites e depressão.

É contra-indicado para temperamentos sangüíneos e coléricos, febre alta e hipertensão.

Laranja: Corresponde ao Chacra Esplênico. O laranja estimula o sistema respiratório e a fixação de cálcio. Aumenta o tônus sexual e proporciona o otimismo. Possui ação antiespamódica, alivia cãibras e dores devidas à tensão e ao estresse.

Do ponto de vista psicológico ajuda a remover repressões e inibições. Amplia a mente e a torna receptiva para novas idéias. Indicado nos casos de problemas com o baço e os rins, cálculos biliares, artrites, reumatismo, bursite, obesidade, torceduras (braço, pé, joelhos, punhos) e problemas respiratórios.

É contra-indicado para pessoas com insônia.

Amarelo: Corresponde ao Chacra Plexo Solar. O amarelo atua nos sistemas nervoso central e autônomo simpático, vitaliza os neurônios favorecendo o raciocínio e a memória. Combate a preguiça funcional dos órgãos internos, estimula o fígado e os intestinos. Vitaliza o coração e todo sistema circulatório. Favorece a defesa imunológica do organismo.

Do ponto de vista psicológico estimula o raciocínio lógico, melhora o autocontrole, favorecendo o equilíbrio e o otimismo. Indicado nos casos depressão, eczema, indigestão, constipação intestinal, problemas no fígado, vesícula biliar e diabetes.

É contra-indicado para insônia, excitação mental, nervosismo, diarréia, gastrite e alcoolismo.

Verde: Corresponde ao Chacra Cardíaco. O verde é a cor da natureza, do equilíbrio, da paz e da harmonia. Age no coração e na pressão sangüínea. Acalma e descongestiona. Neutraliza o excesso do vermelho, alaranjado e do amarelo.

Do ponto de vista psicológico, o verde trás um sentimento de renovação e vida nova. Indicado para baixar a pressão, baixar a febre, insônia, problemas emocionais, ativar o crescimento das crianças, vitalizar os órgãos do sistema digestivo, vitalizar órgãos do sistema urinário, estimular o pâncreas e nos tratamentos de câncer.

O verde não tem contra-indicação, mas devemos usá-lo com prudência e não exagerar.

Azul: Corresponde ao Chacra Laríngeo. O azul é uma cor suavizante e calmante que atua no sistema nervoso central. Possui propriedades antisépticas, refrescante e adstringente. Vitaliza as glândulas tireóide e paratireóides, além dos órgãos da garganta e do sistema respiratório.

Do ponto de vista psicológico, o azul proporciona relaxamento, paz e quietude. Indicado para problemas de garganta em geral, febres, inflamações, dores de cabeça, insolação, disfunções da hipófise e da tireóide, insônia, queimaduras e nervosismo.

É contra-indicado para resfriados, tremores de frio, depressão e fadiga.

Índigo/Anil: Corresponde ao Chacra Frontal. O índigo, assim como o azul, possui propriedade calmante e relaxante. É uma cor anestésica, antiinflamatória, anti-hemorrágica e cicatrizante. Atua no sistema nervoso central, trazendo calma e paz mental. Diminui a pressão sanguínea e os batimentos cardíacos.

Do ponto de vista psicológico, clareia, limpa as correntes psíquicas da mente e estimula a intuição. Indicado para o tratamento de todas as dores, afecções dos olhos, ouvidos e nariz, insônia, dor de dente, eczema e acne. Não apresenta contra-indicações.

Violeta: Corresponde ao Chacra Coronário. O violeta aumenta o magnetismo pessoal. Atua de modo mais tranqüilizante no sistema nervoso simpático, exerce efeito calmante no coração e purifica o sangue, estimula o metabolismo do cálcio e atua na formação hormonal. É antiinflamatório, desinfeccionante, antiestressante. É a cor da transmutação de energias.

Do ponto de vista psicológico, o violeta possui efeito curativo sobre todas as formas de neurose. Indicado para exercícios de concentração e meditação, no tratamento de todas as moléstias mentais e nervosas, tumores, câncer, raquitismo, perturbações no baço, problemas na bexiga. Não apresenta contra-indicações.

Rosa: Cor que vibra o amor, e o desejo de prazer. Enaltece a beleza feminina. Energiza o sistema nervoso, é tonificante e purificador sangüíneo. Indicado para desintoxicar o centros nervosos, tonificar e vitalizar os nervos, favorecer a circulação de todas as cores. Não apresenta contra-indicações.

Branco: É a união de todas as cores, combinação perfeita das freqüências coloridas. Indicado para energizar todo o corpo. Não apresenta contra-indicações.

FORMAS DE TRATAMENTO

Água Solarizada
Para fazer a água solarizada você pode usar garrafas ou copos SEMPRE DE VIDRO, coloridos ou revestidos (por fora) com papel celofane. Use sempre água filtrada ou da fonte, não encher até a borda. Coloque a garrafa ou o copo no sol (entre 8 e 11 horas) para que a água possa ser energizada. O tempo necessário para energizar a água dependerá da intensidade do sol. Quando o dia está nublado ideal deixar a manhã inteira, quando o dia está ensolarado bastam 2 horas. O ideal é preparar água solarizada todos os dias, pois algumas cores deterioram-se em pouco tempo. Por exemplo as cores quentes (vermelho, laranja e amarelo) deterioram-se em 2 dias; as cores frias, podem durar até uma semana se guardadas na geladeira.





Lâmpadas coloridas: adaptar spots (fixo) ou bastão com bocal com lâmpadas de 25 watts com a cor necessária para o tratamento. No caso do spot fixo, as lâmpadas devem ser direcionadas para a região afetada no paciente, que pode estar deitado ou sentado.
No caso do bastão, você pode aplicar em movimentos circulares, no sentido horário, numa distância de 5 a 10 cm da pele.

Pode-se usar uma lanterna onde as janelas coloridas são trocadas de acordo com a necessidade. O tempo de exposição de cada cor varia de 3 a 10 minutos.



Spots


Lanterna cromo





Caneta cromo








Luminária para ambiente



Janelas coloridas: por onde os raios de sol penetram (de preferência no período da manhã), você pode colocar papel celofane na cor necessitada. Sente-se sob a projeção da luz. Tempo de exposição aproximadamente 5 a 10 minutos.






Pirâmide de cobre aliada a cromoterapia





Cromoterapia como complemento no tratamento de algumas doenças

Podemos destacar os Egípcios, os Gregos, os Chineses e os Indianos no uso das cores para tratar e curar.

Anemia: Respirar e consumir alimentos da cor vermelha. Aplicação de luz vermelha na sola de cada pé por 5 minutos, prosseguindo pelo mesmo período pela barriga da perna, joelhos, coxas e base da coluna. Encerrar a aplicação, com a irradiação da cor verde ou azul, por alguns minutos. Beber água solarizada vermelha diariamente.

Ansiedade: Tomar banhos de luz, azul e verde no corpo todo e beber água solarizada.

Asma: Respirar e ingerir água na cor laranja e ter uma atitude mental positiva e otimista. Aplicar a cor laranja no peito e na garganta, por 10 minutos. Quando apresentar melhoras, usar a luz azul na garganta por 15 minutos.

Azia: Tomar banhos de luz amarelo e verde, localizados.

Bronquite: Respirar a cor laranja e tomar suco de limão e laranja. Aplicar a luz laranja no estômago e abdome, por 10 a 15 minutos ou mais de acordo com as necessidades do paciente.

Cansaço: banhos de luz azul e verde no corpo todo.

Catarata: Respirar o raio índigo. Banhar os olhos com água solarizada índigo. Coloca panos embebidos na água solarizada índigo na fronte. Num segundo estágio, aplicar a cor índigo nos olhos e na fronte por 30 minutos.

Coceira: banhos de luz azul e verde ou compressas com água solarizada.

Conjuntivite: banhos de luz azul e violeta ou compressas com água solarizada.

Constipação: Respirar e tomar pequenas quantidades de água solarizada amarela. Aplicar luz amarela no estômago e abdome, durante 20 minutos, à noite e pela manhã.

Cortes: Aplicar água solarizada ou banhos de luz índigo para estancar a hemorragia.

Dispepsia: Respiração e ingestão de água com raios amarelos. Aplicar no plexo solar, durante 30 minutos a cor amarela, 2 vezes ao dia.

Dor de cabeça: banho de luz azul, localizado e ingestão de água solarizada, quantas vezes for necessário.

Dor de Garganta: aplicar luz azul na garganta durante 15 minutos, fazer gargarejos com água solarizada azul a cada 2 horas.

Espinhas no rosto: banhos de luz localizados azul e verde e banhos com água solarizada azul.

Falta de apetite: banhos de luz laranja, visualizar a cor laranja.

Febres: Aplicar a luz azul no centro da inflamação e beber água solarizada azul.

Flatulência: Tomar, pequenas quantidades de água solarizada amarela entre as refeições.

Friagem: banhos de luz vermelha no corpo todo.

Inflamação nos ouvidos: Aplicar luz índigo e beber água solarizada índigo, 2 vezes por dia.

Insônia: Aplicar a luz azul e índigo.

Irritabilidade: Banhos de luz, verde e azul, no corpo todo e beber água solarizada (3 copos por dia).

Queimaduras: Aplicar luz azul para aliviar a dor.

Rouquidão: Tomar água solarizada azul em pequenos goles. Aplicar luz azul na garganta a cada meia hora. Respirar o raio azul no amanhecer.




Importante ressaltar: o Método SODIS de Solarização da Água cujo propósito é sanear a água com o sol, ou seja, matar micro-organismos e tornar a água minimamente potável, é preciso usar garrafas incolor, transparente e com as paredes o mais fina possível. O sol precisa penetrar direto, ou seja, as garrafas no telhado.
Agora, se estás com uma água já saneada a cromoterapia é um segundo processo terapêutico. Não se saneia água com garrafas coloridas, nem por trás de janelas, ok? Conceição TrucOMMM




Fonte:
https://www.docelimao.com.br/site/terapias/86-terapias/1269-a-cromoterapia-como-tratamento.html