Pesquisar este blog

Carregando...

Follow by Email

LINK...

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

5 SINAIS DE QUE SEU TERCEIRO OLHO ESTA ACORDADO:


1. Pressão na cabeça

Um dos primeiros sinais da abertura do terceiro olho é a pressão na cabeça, nomeadamente no centro de sua testa. É um sinal de que sua glândula pineal está crescendo energeticamente.
2. Dores de cabeça

Às vezes, essa pressão pode começar a doer um pouco. Considere-a um pouco de sobrecarga de energia. Saia e faça algo que você ama, como meditar ou fazer uma caminhada.
3. Sensibilidade ao som

Você pode encontrar-se de repente muito sensível não a todos os sons, mas certos tipos de tons. Você pode achar que os tons baixos são suaves e tons altos causam grandes emoções. Seu gosto pela música também pode mudar.
4. Sensibilidade à luz

Com a abertura de terceiro olho, você pode encontrar-se um pouco mais sensível à luz e ver uma gama mais completa de cores. Isto é normal. Seus olhos vão adaptar-se com o tempo. Consequentemente, poderá ocorrer o oposto, onde parecerá que você não consegue interromper o contato entre o Sol e sua pele. Isto é bom. Divirta-se! Apenas certifique-se de que não está prejudicando a sua pele.
5. Aumento da intuição

Um dos sinais mais claros da abertura do terceiro olho é a clarividência, ou intuição, você começa a experimentar. Você pode sentir como se pudesse perceber quando algo de ruim vai acontecer. Você pode ser capaz de descobrir o que as pessoas pretendem fazer antes de fazerem. Não negue sua intuição. Caminhe com ela! Pode nem sempre estar certa, mas o universo está tentando deixá-lo entrar em um grande segredo.
Dicas para reequilibrar
Evite açúcar e produtos lácteos, o máximo possível.
Medite fora, na natureza, sentado na grama, no terreno natural.
Preste atenção aos seus sentidos.
Beba muita água.
Caminhe na natureza por pelo menos 30 minutos por dia.



Quais técnicas você encontrou para ajudar a reequilibrar sua energia? Compartilhe seus conhecimentos nos comentários abaixo!



___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Higher Perspectives