Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

ASTROLOGIA KÁRMICA - COMO SERÁ 2016





ASTROLOGIA KÁRMICA - COMO SERÁ 2016
por Cláudia Lazzarotto

O ano de 2016 tudo vai ser diferente.
Dependerá de você, em meio a tudo, fazer que seja Um Ano Feliz este Ano Novo!!!

O Ano de 2016, por si só já gera expectativas, dado o momento atual da humanidade. Cada pessoa, país, cada região, cada um à sua maneira vive momentos críticos e, pelo menos a maioria, tende a se unir pela Paz.

Temos duas boas notícias, este será um ano regido pelo SOL e entra sem nenhum planeta retrógrado, o que alivia o peso kármico e nos prenuncia um pouco de luz no caminho.

A má noticia é que com a retrogradação que tivemos de Urano nos últimos meses sua tensa quadratura com Plutão volta a vibrar com intensidade. Aspecto este, que nos remete a guerras, reviravoltas e redirecionamentos,




Outro aspecto que nos remete a períodos de grandes mudanças é a ligação entre Netuno, Júpiter e Saturno que se reconectam a partir de Maio, repetindo de certa forma, o aspecto que ocorreu em 1936 e com os mesmos signos envolvidos, com a diferença da localização dos Planetas neles. Com isto, teremos dois aspectos que estiveram presentes nas posições planetárias da Segunda Guerra Mundial.

Um grande diferencial é que em 2016 Saturno, regente do Karma está em Sagitário o que intensifica a ação de Júpiter durante o ano todo, trazendo à tona um grande momento de Justiça Divina e abundância para o qual vimos nos preparando há algum tempo e onde a essência de cada um será o fundamental.

Há um Mega Aspecto envolvendo Júpiter em uma super conjunção com Lua e com o Nódulo Lunar Norte, todos em Virgem e em conexão (na orde estendida, da astrologia antiga a qual sigo) com Quiron, Nódulo Sul e Netuno domiciliado e Peixes.

Conferindo uma conexão com o Plano Astral e a Divindade e poderá ser um grande fator na pacificação e iluminação dos caminhos.

No mapa do Mundo este aspecto, cai na casa Doze e nos fala de um final de ciclo. No mapa do Brasil justo na cúspide (linha) do ascendente, indicando renascimento e/ou início de um novo ciclo.

No âmbito pessoal é importante considerar, que a Lua nos fala dos registros kármicos e suas sequelas, que os Nódulos regem nosso Plano Divino (de onde viemos e para onde vamos) que Quiron, nos fala das feridas kármicas e que o eixo de Virgem e Peixes nos falam de processos de escravidão (seja física, moral ou psíquica) e também, felizmente, de processos de Cura.

Podemos juntar tudo e entender que o resultado final será positivo?

Sim eu acredito que sim, se considerarmos o ponto de vista evolutivo individual e até no coletivo. Porque quando tudo vêm à tona, quando a verdade aparece, podemos passar a viver, enfim, mais verdadeiramente daqui pra frente.

Eu sinceramente acho muito positivo que tudo isto aconteça. Não gosto de parecer repetitiva, mas...tudo tem uma lógica no Universo e funciona em extrema harmonia e conexão.

Estamos vivendo já há algum tempo a sequência de um momento de transição evolutiva muito intenso e é impossível que este se dê de forma amena, pois, é inimaginável a dimensão energética movimentada na passagem de cada etapa evolutiva deste caminho.

Mas no final está a Libertação, e isto, faz tudo valer a pena. E assim é tudo no Universo sempre é absolutamente focado nos princípios da Evolução e da Luz.

O ano de 2016 é regido pelo Sol, que representa nosso Eu Interior, nossa essência, e vai fazer, que olhemos diretamente para dentro, e desde já nos indica este como o único caminho viável neste período.

Nem sempre é fácil... mas... tudo depende unicamente de como vivenciamos cada experiência... se entendemos que estamos em processo de lapidação individual e que podemos nos dispôr a fazer diferente e absorver profundamente cada minúcia de que necessitamos para a efetivação de nossa evolução.

É neste ponto que a união de Júpiter, Lua e Nódulo em Virgem é muito benéfica. Nos traz a cura profunda de antigos padrões de funcionamento e a presença de Saturno em Sagitário coroa este fato nos chamando a todos, e a cada um, à responsabilidade e ao comprometimento com seu verdadeiro eu.

E a conexão Eu Interior com Eu Superior na concretização da atuação na vida, fará toda a diferença. Cada um trilhará o caminho que traçou para si mesmo, cada vez com maior exatidão de detalhes.

Por isto, estar em paz consigo mesmo, é mais do que nunca fundamental e pode nos direcionar a um caminho melhor. Até porque, em muitos momentos do porvir, no meio de um turbilhão mundial, a nossa convicção interna e nossa consciência, serão juntas, o nosso pilar de sustentação.

Principalmente depois da entrada do novo ano astral, que difere do calendário Juliano, adotado pela humanidade, e só se inicia em Março quando o Sol ingressa em Áries.

Falando em Sol, este ano ainda o teremos conjunto a Plutão em Capricórnio o que acarretará revoluções internas, nas bases planetárias e humanas, no pessoal e coletivo.

Porém, um ano regido pelo Sol é sempre um ano mais iluminado, onde a Luz impera ainda que indiretamente. É um ano que ilumina o Eu de cada um, emanando esta energia do pessoal ao coletivo com foco na Lei Universal.

Que saibamos viver 2016 de dentro para fora, entendendo que a verdadeira felicidade é a libertação do EGO e que podemos e devemos, ser mais que autênticos e verdadeiros ao olharmos para dentro sem meias medidas, assumindo cada um a sua luz de maneira a iluminar a sua sombra.

Não tenhamos medo e não tenhamos ilusões, sejamos honestos conosco porque só a partir daí estaremos prontos para fazermos, cada um para si e para nós um Feliz Ano Novo!!

Eu Sou Claudia Lazzarotto
Astróloga Kármica

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2015/12/astrologia-karmica-como-ser...
Fonte - Cláudia Lazzarotto

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

ASTROLOGIA DO SEXO:






Acreditar no poder dos astros pode ajudar a melhorar muitos aspectos da vida. Mas entender como eles funcionam - e descobrir seus detalhes - tem tudo para dar um up na vida amorosa e, acredite mesmo, na sexual! Isso porque a astrologia influencia muito mais a nossa vida do que você pode imaginar. No livro "Astrologia do Sexo" (Pensamento, 2010) Megan Skinner explica mais sobre essa relação entre o que está lá em cima e nossa vidinha aqui na Terra.

No livro é possível encontrar informações interessantes e até descobrir que fidelidade tem muito a ver com os astros e os signos do zodíaco. Pensando em ajudar os casais a se encontrarem (e encontrarem a felicidade) Megan preparou um verdadeiro manual super divertido, com dicas sobre Planetas, Luas, Casas... tudo que a astrologia esmiúça para melhorar o entendimento da vida. Ela ainda desmente mitos como o de que cada um tem apenas uma alma gêmea e de que esse tipo de amor dura para sempre.


Numa conversa com o Vila Dois, ela deu dicas de como melhorar a intimidade e contou quais signos correspondem aos melhores amantes. Segundo ela, por exemplo, conhecer o signo lunar - que pode ser descoberto em livros ou sites - pode ajudar até a achar a melhor data para uma noite de sexo extraordinário! Está esperando o que para ir calcular?

É possível encontrar o par perfeito com ajuda da astrologia do sexo?

Eu não acredito em "par perfeito", mas a astrologia pode sim a ajudar a encontrar um par compatível. Em geral, por exemplo, signos do Ar (Gêmeos, Libra e Aquário) são mais compatíveis com outros de Ar ou do elemento contrário, que é o Fogo (Áries, Leão e Sagitário). O mesmo vale para os signos da Terra (Touro, Virgem e Capricórnio), que são mais compatíveis com os outros de Terra e também com de Água (Câncer, Escorpião e Peixes).


Você pode nos dar algumas dicas de como melhorar a intimidade - e até o sexo - com base na astrologia?

A intimidade, na astrologia, se baseia no signo da Lua. A Lua astrológica representa sua mais profunda ou interna personalidade - seus sentimentos e emoções, o que faz você se sentir seguro - e representa sua intuição e energia da alma. Como esses componentes são tão importantes no dia a dia, é preciso olhar para a Lua. Os planetas que maior relação tem com a compatibilidade sexual são Vênus e Marte. Comparando as Vênus e os Martes de vocês terão uma grande percepção da compatibilidade sexual [veja quadro].

Qual signo do Zodíaco tem os melhores "amantes"?

Depende do que cada um gosta ou não. Todos os signos têm potencial para serem bons amantes. Mesmo assim, signos de Terra e Fogo tendem a ser os mais "sexuais".

Você vê relação entre astrologia e fidelidade?

Sim. Em sua maioria, signos da Terra e Água tendem a ser mais comprometidos e monogâmicos na relação. Já signos de Ar e Fogo tendem a ser mais independentes e menos fiéis.

A astrologia pode ajudar a encontrar o melhor dia, por exemplo, para uma relação sexual? Como calcular?

Os ciclos da Lua afetam física e emocionalmente. Então olhe para a Lua e em que signo do Zodíaco ela cai e poderá ter uma noção da "vibe" sexual. Por exemplo, na Lua cheia, a energia tende a ser intensa e Lua Nova é boa para brincadeiras. A Lua em Touro tem tudo para ser super sensual e em Gêmeos sinaliza que alguém se arrisca. O calendário lunar, que pode ser encontrado em diversos livros, mostra a Lua e seus lugares. É uma diversão seguir.


Foto-Divulgação

Amor à primeira vista pode ser explicado com base na astrologia?

Não. Mas posso dizer que, baseado no mapa astrológico (com nossos Planetas, Casas e Aspectos), somos atraídos para diferentes signos e experiências. Mesmo assim, acredito em vidas passadas e naqueles encontros de atração instantânea, de almas gêmeas.

Como então a astrologia ajuda que almas gêmeas se encontrem?

Para conexões de almas gêmeas na astrologia eu olho para os "nodos" ao Norte e ao Sul da Lua [pontos onde sua órbita cruza a do Sol]. Não são planetas, apenas configurações astrológicas que indicam as lições da alma que você deve aprender nessa existência e que representam o passado e o karma (Sul) e seu futuro e destino (Norte). Comparando os mapas, seu e do seu amor, você pode descobrir o que levou um ao outro. Planetas no nodo do Sul usualmente representam experiências velhas ou familiares - e até repetição de lições. No do Norte representa novidade ou experiências desconhecidas - coisas que você ainda precisa aprender, por exemplo. Fortes relações entre Nodos Lunares indicam um relacionamento de alma gêmea. A Lua astrológica representa a energia da alma. Então, olhando seu signo lunar você pode ter mais informações sobre o que procurar numa alma gêmea.

Signos e elementos

Fogo - Áries (impulsivo), Leão (dramático) e Sagitário (aventureiro)

Ar - Gêmeos (volúvel), Libra (elegante) e Aquário (ambivalente)

Água - Câncer (carinhoso), Escorpião (misterioso), Peixes (intuitivo)

Terra - Touro (sensual), Virgem (perspicaz) e Capricórnio (sério)

Áries - busca ação e se entendia facilmente

Leão - busca atenção e reconhecimento

Sagitário - busca oportunidades de crescimento

Gêmeos - busca variedade e diversidade

Libra - busca o extraordinário

Aquário - busca a liberdade de ser singular

Câncer - procura segurança no longo prazo

Escorpião - busca intensidade

Peixe - busca transcendência

Touro - busca conforto e calor da família

Virgem - busca ordem e segurança

Capricórnio - busca estabilidade e sexo

Vênus e Marte nos signos do zodíaco




Por Sabrina Passos (MBPress)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

DESPERTANDO O TERCEIRO OLHO - CUIDADO COM O QUE VOCÊ DESEJA


post-01-11-1
Alguma vez você já ouviu a expressão: “Tenha cuidado com o que deseja ? Para algumas pessoas, a abertura do terceiro olho pode mostrar coisas que eles realmente não querem ver ou não estão preparados. Para outros, é um caminho de iluminação. Se você tem certeza de que isso é algo que você quer fazer, então leia o artigo.
De acordo com a Wikipédia o terceiro olho (também conhecido como o olho interno) é um conceito místico e esotérico referindo-se a um olho invisível que fornece percepção além da visão comum. Em certas tradições espirituais dharmicas como o hinduísmo, o terceiro olho refere-se ao Ajna, ou chacra da testa. O terceiro olho é conhecido como a porta que conduz para dentro dos reinos interiores e aos espaços internos de uma consciência mais elevada. Na espiritualidade nova era, o terceiro olho muitas vezes simboliza um estado de iluminação ou de evocação de imagens mentais que têm um significado espiritual ou psicológico profundamente pessoal. O terceiro olho é frequentemente associado com visões religiosas, clarividência, capacidade de observar chacras e auras, precognição e experiências fora do corpo. As pessoas que tem a capacidade de utilizar seu terceiro olhos são conhecidas como videntes.
No site do Above Top Secret, uma pessoa com o nome de “pellian”, declarou o seguinte:
Eu encontrei uma técnica muito real que aumenta a percepção espiritual mil vezes. Eu não vou contar a ninguém o que é ou onde eu aprendi isso porque alguns podem atrair entidades muito más e possivelmente, se destruírem com elas.
A primeira noite que eu tentei isto tive um tipo muito diferente de sonho, que eu nunca tive antes. O conteúdo não significa nada, mas eu discordo. Um dia depois eu percebi que por vezes a minha consciência mudava e minha visão parecia diferente por um momento. Eu pensei que isso era muito legal. Fiz os exercícios novamente logo depois. A mesma coisa durante a noite. Eu vejo cores e formas que seguem a minha visão. Elas ficavam lá mesmo se eu fechasse meus olhos na completa escuridão ou abria na luz muito fraca do meu quarto. Parecia que os objetos emitiam um brilho ofuscante de algum tipo e tinham um padrão de tecido.
Conforme eu praticava isso parecia muito louco Mas eu acho que estes exercícios criavam algum tipo de energia que atraia as formas astrais. Uma noite eu acordei e vi uma corda grossa enfiadas da minha janela até a soleira da porta. No mesmo instante eu sabia o que era. Eu cometi o erro de tocar este animal ou coisa e senti uma sacudida como um choque elétrico. Eu estava definitivamente acordado, imediatamente me senti muito doente e tive calafrios por todo o meu corpo.
Continuei os exercícios, duas semanas depois eu estava perto de um anel de luz azul que esvoaçava como uma borboleta dentro do meu quarto. Acendi a luz e o anel persistiu por cerca de um segundo, novamente senti uma picada no lado e tive os mesmos calafrios. Eu asseguro que não estava sonhando, estava totalmente desperto.
Se isto não é uma alucinação louca então tudo o que eu tenho feito é iluminar-me como uma luz na varanda atraindo traças ou estas entidades que estão vindo para este mundo/dimensão através da minha consciência. Mas uma alucinação não pode nos afetar fisiologicamente criando um efeito de choque. Tenho notado também que quando faço os exercícios algo parece se materializar no meu quarto. A forma como esta coisa ou objeto se materializa é que parece como se fosse um índice de refração diferente, como o ar. Gostaria igualmente de ver entidades parecidas depois de eu acordar. Mas tenho notado pequenas penas caindo no meu quarto.
O nível de percepção foi incrível. Mas não vale a pena ser incomodado por estas entidades.
Eu vejo como uma diferença entre ter uma mente espiritual sólida ou ter uma mente baseada no medo. É uma espécie de espelho de meditação do terceiro olho onde você acaba vendo várias faces de uma coleção ou algumas das suas vidas passadas. Nem todo mundo vai estar pronto para uma experiência como esta.
O que se segue é um vídeo tutorial junto com o PDF sobre como abrir seu terceiro olho. Se você acha que está pronto para isso, então prossiga…
Há um vídeo após este ebook que irá orientá-lo no despertar do seu terceiro olho, mas eu recomendo a leitura do livro, em primeiro lugar !
Despertando o Terceiro Olho, uma meditação prática por Samuel Sagan. (M.D.) a primeira “de mão”, por assim dizer, de um conjunto de exercícios práticos destinados a dar um sentido direto para sentir o terceiro olho como nunca antes !!!
©Gregg Prescott, M.S.
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

A MISSÃO DE CADA SIGNO:



O autoconhecimento se faz cada vez mais necessário, o planeta passa por um processo de aceleramento e por conta disso, se faz urgência que busquemos por mais conhecimentos e possamos assim compreender como vivemos, a intenção sempre é de levar conhecimento e esclarecimento sobre nossa missão na terra.

Conheça a sua missão!

Katarina Broggio – Universalista

______________

“Era manhã quando Deus parou diante de suas 12 crianças e em cada uma delas plantou a semente da vida Humana.
Uma por uma, elas se dirigiram a Ele para receber seu dom e conhecer a sua missão”.

Áries – 21 de Março a 20 de Abril – “A ti, Áries, dou a missão de plantar a Minha primeira semente. Para cada semente que plantares, outras milhares de sementes se multiplicarão. Entretanto, não terás tempo de vê-las crescer, pois tua vida é ação e a ti compete tornar os homens cientes de Minha Criação. Por isso, serás o primeiro a penetrar no solo da mente humana com Minha Ideia. E para que faças um bom trabalho, dou-te a provação do orgulho para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da iniciativa.”

Touro – 21 de Abril a 20 de Maio – “A ti, Touro, concedo o poder de transformar a semente em substância. Trabalharás com afinco e paciência para que as sementes não se percam ao vento. Não questionarás ou mudarás de ideia até que termines tudo que já foi iniciado, pois a ti compete o processo de concretização da Minha Ideia. E para que realizes um bom trabalho, dou-te a provação do apego para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da força.”

Gêmeos – 21 de Maio a 20 de Junho – “A ti, Gêmeos, atribuo a tarefa de comunicar ao mundo Minha Ideia. Por isso te dou perguntas sem respostas. Em tua busca pelo conhecimento, inquietarás os que estão ao teu redor, para que compreendam o que vêem e o que ouvem. Tu serás um, mas pensarás e falarás por dois. E para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da superficialidade para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da inteligência

Câncer – 21 de Junho a 21 de Julho – “A ti, Câncer, dou a missão de implantar no coração do homem a emoção. Minha Idéia se fará sentir por meio de risos e lágrimas, para que todo o conhecimento adquirido atinja plenitude interior. Tu multiplicarás os sentimentos com teu instinto de preservação, de modo que os homens se reunam em famílias. Para que realizes um bom trabalho, dou-te a provação da fragilidade para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da fertilidade.”

Leão – 22 de Julho a 22 de Agosto – “A ti, Leão, atribuo a tarefa de mostrar ao mundo o esplendor de Minha Criação. Tu iluminarás os corações humanos com Minha Luz, acendendo em cada um o entusiasmo de assumir a própria existência. Mas peço-te que não confundas as coisas e lembra-te que é Minha a Idéia, e não tua. Para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da vaidade para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da honra.”

Virgem – 23 de Agosto a 22 de Setembro – “A ti, Virgem, dou a missão de examinar em detalhes o que os homens têm feito com Minha Criação. Tu analisarás seus passos e revelarás seus erros para que, por intermédio de ti, Minha Ideia mantenha-se pura e possa ser aperfeiçoada. Para realizares um bom trabalho, dou-te a provação da ceticismo para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da discernimento.”
PUBLICIDADE



Libra – 23 de Setembro a 22 de Outubro – “A ti, Libra, dou a missão de unir os homens em torno da Minha Idéia. Tu despertarás o desejo da cooperação, por meio da capacidade de se colocar no lugar do outro e então sentir o que o outro sente. Estarás onde houver desavença, para que possas mostrar o valor do acordo e da justiça. E para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da indolência para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da paz.”

Escorpião – 23 de Outubro a 21 de Novembro – “A ti, Escorpião, peço que não te afastes de mim quando doer em teu coração as maldades que presenciares. Terás a capacidade de penetrar na mente dos homens e, conhecendo-a, perceberás que não sou Eu, mas a perversão da Minha Idéia que está causando tua dor. Chegarás a conhecer o homem em seu instinto animal e lutarás contra o próprio dentro de ti. Para que faças um bom trabalho, dou-te a provação do extremismo para dominares e, como bênção, concedo-te o dom do renascimento.”

Sagitário – 22 de Novembro a 21 de Dezembro – “A ti, Sagitário, atribuo a missão de ensinar o riso e esperança, para que no meio das incompreensões da Minha Criação o homem não se torne amargo. Através da esperança, implantarás no coração humano a fé e através da fé voltarás teus olhos para Mim. Expandirás assim Minha Idéia por todos os cantos e os mais longínquos lugares. E para que realizes um bom trabalho, dou-te a provação da intolerância para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da generosidade.”

Capricórnio – 22 de Dezembro a 20 de Janeiro – “A ti, Capricórnio, dou a tarefa de mostrar com o suor de teu rosto o valor do trabalho. Fincarás com disciplina os alicerces de Minha Criação, para que nada destrua suas bases. E tua alegria pelo dever cumprido ensinará que a responsabilidade não é um fardo e sim uma condição natural. E para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da culpa para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da autoridade.”

Aquário – 21 de Janeiro a 19 de Fevereiro – “A ti, Aquário, dou a missão de abrir os olhos dos homens para novas possibilidades. Por isso terás o conceito do futuro e do amor fraternal. Sentirás a solidão dos que vivem à frente do seu tempo, pois não lhe permito personalizar Meu Amor. Viverás livre para que possas servir à humanidade renovando a Minha Criação. Para que faças um bom trabalho, dou-te a provação da rebeldia para dominares e, como bênção, concedo-te o dom do progresso.”

Peixes – 20 de Fevereiro a 20 de Março – “A ti, Peixes, dou a missão de incorporar todas as tristezas o homem e voltá-las para Mim. Com compaixão, tu mostrarás que as lágrimas são efeito da incompreensão do homem sobre a Minha Ideia. Tua devoção constitui a mais difícil das missões, mas terás a maior das dádivas. Tu serás a única das Minhas doze crianças a me compreender. Para que realizes um bom trabalho, dou-te a provação da ilusão para dominares e, como bênção, concedo-te o dom da fé.”

_______


sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

ESTATUTO DE NATAL




Art. I: Que a estrela que guiou os Reis Magos para o caminho de Belém, guie-nos também nos caminhos difíceis da vida.

Art. II: Que o Natal não seja somente um dia, mas 365 dias.

Art. III: Que o Natal seja um nascer de esperança, de fé e de fraternidade.

Parágrafo único: Fica decretado que o Natal não é comercial e sim, espiritual.

Art. IV: Que os homens, ao falarem em crise, lembrem-se de uma manjedoura e uma estrela, que como bússola, apontem para o Norte da Salvação.

Art. V: Que no Natal, os homens façam como as crianças: dêem-se as mãos e tentem promover a paz.

Art. VI: Que haja menos desânimos, desconfianças, desamores, tristezas. E mais confiança no Menino Jesus.

Parágrafo único: Fica decretado que o nascimento de Deus Menino é para todos: pobres e ricos, negros e brancos.

Art. VII: Que os homens não sigam a corrida consumista de "ter", mas voltem-se para o "ser", louvando o Seu Criador.

Art. VIII: Que os canhões silenciem, que as bombas fiquem eternamente guardadas nos arsenais, que se ouça os anjos cantarem Glória a Deus no mais alto dos céus.

Parágrafo único: Fica decretado que o Menino de Belém deve ser reconhecido por todos os homens como Filho de Deus, irmão de todos!

Art. IX: Que o Natal não seja somente um momento de festas, presentes.

Art. X: Que o Natal dê a todos um coração puro, livre, alegre, cheio de fé e de amor.

Art. XI: Que o Natal seja um corte no egoísmo. Que os homens de boa vontade comecem a compartilhar, cada um no seu nível, em seu lugar, os bens e conquistas da civilização e cultura da humildade.

Art. XII: Que a manjedoura seja a convergência de todas as coordenadas das idéias, das invenções, das ações e esperanças dos homens para a concretização da paz universal.

Parágrafo único: Fica decretado que todos devem dizer, ao se darem as mãos:

FELIZ NATAL!

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

OXUM, NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO,HOJE 8 DE DEZEMBRO É SEU DIA:


Oxum Orixáxum é um orixá feminino das águas doces, dos rios e cachoeiras, da riqueza, do amor, da prosperidade e da beleza, cultuada nocandomblé e umbanda.
Através de mamãe Oxum, os fiéis buscam auxílio para a solução de problemas no amor, uma vez que ela é a responsável pelas uniões, e também na vida financeira, a que se deve sua denominação de“Senhora do Ouro”, que outrora era do Cobre, por ser o metal mais valioso da época.
Oferendas aos orixás na cachoeira
Oferendas são servidas principalmente nas cachoeiras para Mamãe Oxum
Na natureza, o culto a Oxum costuma ser realizado nos rios e nas cachoeiras e, mais raramente, próximo às fontes de águas minerais.
Oxum é símbolo da sensibilidade e muitas vezes derrama lágrimas ao incorporar em alguém, característica que se transfere a seus filhos, identificados por chorões.

Sincretismo religioso e a comemoração em 08 de dezembro

Oxum orixá feminina das religiões afro-brasileiras (umbanda e candomblé)  é sincretizada com diversas Nossas Senhoras.
Na Bahia, ela é tida como Nossa Senhora das Candeias ou Nossa Senhora dos Prazeres. No Sul do Brasil, é muitas vezes sincretizada com Nossa Senhora da Conceição, enquanto no Centro-Oeste e Sudeste é associada ora à denominação de Nossa Senhora, ora com Nossa Senhora da Conceição Aparecida.
O dia 8 de dezembro é marcado por duas celebrações cristãs de significados distintos (quase antagónicos), que se confundem devido à semelhança das suas designações.
Sincretismo religioso aproxima várias Nossa Senhoras a figura do orixá Oxum
A evocação popular, tradicional, celebra a Nossa Senhora da Conceição (ou Concepção), isto é, celebra o arquétipo daMaternidade. Conhecem-se desde o século VII, nomeadamente na Península Ibérica, festas com esta evocação; até há poucos anos era nesta data, e não no primeiro domingo de Maio, que se celebrava o Dia da Mãe.
O conceito teológico oficial é o do dogma da Imaculada Conceição de Maria, definido pelo papa Pio IX em 1854, e nada tem a ver com o conceito popular: afirma que Maria, mãe de Jesus, teria também sido gerada sem cópula carnal de seus pais (Ana e Joaquim); celebra, por isso, a castidade. Esta ideia começou a surgir no século XII, tendo causado intensa polémica e sido rejeitada por importantes teólogos, incluindoSão Bernardo e São Tomás de Aquino, e condenada pelo papa Bento XIV em 1677, até ter sido aceite como dogma em 1854.
A instituição da ordem militar de Nossa Senhora da Conceição por D. João VI, que alegadamente sintetizaria um culto que em Portugal existiu muito antes de ser dogma, pelo menos na sua designação remete para o conceito popular, não para o conceito teológico afirmado pelo dogma. De igual forma, as freguesias portuguesas anteriormente listadas adoptaram a designação “Nossa Senhora da Conceição” ou “Conceição”, mas não “Imaculada Conceição”.
Em 8 de dezembro de 1904, em Lisboa solenemente lançou-se a primeira pedra para um monumento comemorativo do cinquentenário da definição do dogma. Ao ato, a que assistiram as pessoas reais, patriarca e autoridades, estiveram também representadas muitas irmandades deNossa Senhora da Conceição, de Lisboa e do país, sendo a mais antiga a da atual freguesia dos Anjos, que foi instituída em 1589.
No Brasil é tradição montar a árvore de Natal e enfeitar a casa no dia 8 de dezembro, dia de N.Sra. da Conceição.

Oxum na África

Rio Oxum na Africa
Osun, Oshun, Ochun ou Oxum, na Mitologia Yoruba é um orixá feminino. O seu nome deriva do rio Osun, que corre na Iorubalândia, região nigeriana de ijexá e Ijebu.
É representada pelo candomblé, material e imaterialmente, por meio do assentamento sagrado denominado igba oxum.
É tida como um único Orixá que tomaria o nome de acordo com a cidade por onde corre o rio, ou que seriam dezesseis e o nome se relacionaria a uma profundidade desse rio.
As mais velhas ou mais antigas Oxum são encontradas nos locais mais profundos (Ibu), enquanto as mais jovens e guerreiras respondem pelos locais mais rasos. Ex.: Osun Osogbo, Osun Opara ou Apara, Yeye Iponda, Yeye Kare, Yeye Ipetu, etc.
Em sua obra Notas Sobre o Culto aos Orixás e Voduns, Pierre Fatumbi Verger escreve que os tesouros de Oxum são guardados no palácio do rei Ataojá.
O templo situa-se em frente e contém uma série de estátuas esculpidas em madeira, representando diversos Orixás: “Osun Osogbo, que tem as orelhas grandes para melhor ouvir os pedidos, e grandes olhos, para tudo ver. Ela carrega uma espada para defender seu povo.”
O Festival de Oxum é realizado anualmente na cidade de Osogbo, Nigéria. O Bosque Sagrado de Osun-Osogbo, onde se encontra o Templo de Oxum, é Patrimônio Mundial da UNESCO desde 2005.
Ọṣun-Oṣogbo ou Bosque Sagrado de Osun-Osogbo é uma floresta sagrada às margens do rioOxum que se encontra na cidade de Oṣogbo, Nigéria.

Características dos filhos da orixá Oxum

O filhos de Oxum dão muito valor à opinião pública, fazem qualquer coisa para não chocá-la, preferindo contornar as suas diferenças com habilidade e diplomacia. Seus filhos e filhas são doces, sentimentais, agem mais com o coração do que com a razão e são muito chorões.
Filhas de Oxum tem intuição forte e podem se tornar líderes espirituais
São extremamente vaidosos e conquistadores, adoram o luxo, a vida social, além de sempre estarem namorando. São obstinadas na procura dos seus objetivos.
Oxum é o arquétipo daqueles que agem com estratégia, que jamais esquecem as suas finalidades; atrás da sua imagem doce esconde-se uma forte determinação e um grande desejo de ascensão social.
Têm uma certa tendência para engordar, a imagem do gordinho risonho e bem-humorado combina com eles. Gostam de festas, vida social e de outros prazeres que a vida lhes possa oferecer. Tendem a uma vida sexual intensa, mas com muita discrição, pois detestam escândalos.
Não se desesperam por paixões impossíveis, por mais que gostem de uma pessoa, o seu amor-próprio é muito maior. Eles são narcisistas demais para gostar muito de alguém.
Graça, vaidade, elegância, uma certa preguiça, charme e beleza definem os filhos de Oxum, que gostam de jóias, perfumes, roupas vistosas e de tudo que é bom e caro.
O lado espiritual dos filhos de Oxum é bastante aguçado. Talvez por isso, algumas das maioresYalorixás (mães-de-santo) da história do Candomblé, tenham sido ou sejam de Oxum.

Qualidades de Oxum

Oxum é a deusa da beleza e graciosidade
  • Kare – veste azul e dourado, cor do ouro. Usa um abebé e um ofá dourados.
  • Iyepòndàá ou Ipondá – é a mãe de Logunedé, orixá menino que compartilha dos seus axés. Ambos dançam ao som do ritmo ijexá, toque que recebe o nome de sua região de origem. Usa um abebé (espelho de metal) nas mãos, uma alfange (adaga), por ser guerreira, e um ofá (arco e flecha) dourado, por sua ligação com Oxóssi. É uma das mais jovens.
  • Yeye òkè
  • Iya Ominíbú
  • Ajagura
  • Ijímú
  • Ipetú
  • Èwuji
  • Abòtò
  • Ibola
  • Gama (Vodun feminino da mesma energia de Sakpatá, incorporado ao culto Yorubá através de sua concernente Oxum)
  • Oparà ou Apará – qualidade de Oxum, em que usa um abebé e um alfange (adaga) ou espada. Caminha com Oya Onira, com quem muitas vezes é confundida. Diferente das outras Oxuns por ter enredo com muitos Orixás, vem acompanhada de Oyá e Ogum.

Culto a Oxum

  • Dia principal de culto: Sábado
  • Comemoração Anual: 08 de dezembro
  • Cores: Amarelo, ouro, rosa, azul claro
  • Símbolo: Leque com espelho (Abebé)
  • Elemento: Água Doce (Rios, Cachoeiras, Nascentes, Lagoas)
  • Domínios: Amor, Riqueza, Fecundidade, Gestação e Maternidade
  • Saudação: Ora Yêyê Ô!
  • Velas: branca, rosa e azul clara
  • Oferendas: Omolocum, rosas e palmas amarelas, espelhos, bonecas, etc.

Participação na Comemoração Anual de Oxum

Trabalhos especiais para Oxum incluem amarração de amor, união de casais, gravidez, etc.
No dia 08 de dezembro“Dia de Nossa Senhora da Conceição”faço a minha mais importante “Obrigação Anual” para meu orixá de cabeça, minha mãe OXUM.
Nesta data, algumas oferendas e cerimônias são fechadas e outras são abertas a participação pública. Este é um dia muito especial para trabalhos relacionados a união de casaismatrimônioamarração de amor, etc, pois Oxum é a deusa do amor.
Este é um dia especial também para aquelas mulheres que querem fazer trabalhos para engravidar pois Oxum preside amaternidade e o parto.
Dia ideal para os filhos de Oxum prestarem homenagens fazendo oferendas a deusa e garantirem as bençãos para o próximo ano que inicia.
Trabalhos para esta data podem ser agendados com bastante antecedência sob consulta prévia com a mãe de santo.
Se você deseja participar das comemorações deste dia tão importane clique aqui ==>> “Comemoração Anual para Mamãe Oxum” 

Fonte: wikipédia

domingo, 6 de dezembro de 2015

OXALÁ E IEMANJÁ, ORIXÁS REGENTES DE 2.016!!!





Olá irmãos

Que a paz de Oxalá esteja com todos.

Hoje vamos falar sobre a Regência de 2016, o orixá Comandante de 2016 o Planeta regente de 2016.

2016 Será um ano Regido pelo Planeta SOL, sim o Sol mesmo que seja uma estrela é considerado pelos esotéricos um Planeta Regente, logo sua regência será o orixá da Criação, Orixá Oxalá em todas as suas Formas; Oxalufã, Oxaguiã, Obatalá, Orixaláestarão a frente deste ano.

A Regência do Sol nos remete aos mitos da criação e Divindades criadoras, conhecidos como avatares ou messias, os Filhos de Deus como Shiva, Buda, Jesus Cristo entre outros. Com Influência de Iemanjá que a partir do mês de Julho também influenciará no Ano.

O Ano de 2016 será um ano bem importante, Será Regido pelo orixá OXALÁ, sim o Senhor do pano branco, o Criador da Humanidade, o orixá da paz. Aquele que carrega o Mundo nas mãos ao lado de Seu Cajado. E quando temos um Ano regido por esse grande Orixá temos um ano mais lento, pois Oxalá é lento porém constante, será um ano mais equilibrado, 2015 tínhamos Ogum e tivemos muitos altos e baixos pois Ogum é a Execução. Oxalá representa equilíbrio do Planeta, o começo. O Início, teremos em 2016 uma nova oportunidade de começarmos tudo de novo. Oxalá em 2016 vem montado em suas Nuvens levantando a Bandeira da Paz e da União, será um ano para repensarmos nossas atitudes e despertarmos o Amor ao próximo, pois este é o único caminho que nos conecta a Oxalá Aqueles que colheram tempestades em 2015 terão em 2016 a oportunidade de uma nova plantação. Já quem teve 2015 um ano de realizações, 2016 consolidará mais ainda todas as conquistas.

Espiritualmente estaremos muito bem guardados, pois o Orixá do branco é um grande protetor e guardião de toda Humanidade!

Climaticamente teremos um ano quente pois O Sol estará mais presente e próximo da terra! Além de Oxalá, outras formas deste Orixá também trarão suas características, Oxaguiã o Orixá do progresso estará presente e participativo então teremos muitas descobertas no campo da ciência em 2016 Já Obatalá o oxalá que criou a Terra cuidará do nosso planeta, para isso há grandes possibilidades de grandes ventos e tufões que remanejaram a terra para termos mais equilíbrio com a Natureza.

A Influência de Iemanjá a Mãe do Mundo, irá trazer um pouco de nostalgia perto do fim do ano, porém trará um pequeno ciclo de Águas, como todo ano de Oxalá terminaremos com muitas chuvas e Águas, Serão as Águas de oxalá fechando o ano de 2016!

O Ano de 2016 passará mais devagar porém será um ano com mais constância e estabilidade assim como os passos de oxalá que são lentos mas nunca param. Que Pai Oxalá traga sua bandeira branca da paz e fixe nos quatro cantos do mundo; a partir do dia 1 de Janeiro de 2016. Salve Pai OXALÁ! Salve 2016

Por Pai Léo das Pedreiras

Que Oxalá nos abençoe sempre Saravá .’.

Créditos: Umbanda: Um Reino da Paz

Link: http://umbandadejesus.blogspot.com.br/2015/09/orixa-regente-2016-planeta-regente-2016.html

DESPERTANDO O CONHECIMENTO - ASTROLOGIA - Ascendente : entenda o que ele significa em seu mapa astral


Ascendente: o ponto de partida da sua


vida












Descubra o que significa esse posicionamento no seu Mapa Astral
fonte : revista Eletrônica PersonareA maneira que você chega a um lugar, o modo como começa coisas novas em sua vida, a primeira impressão que as pessoas têm de você, a maneira como você deseja ser visto pelos outros, seu jeito de se vestir, sua constituição física, e até a sua profissão são influenciados pelas características do seu signo ascendente.
O signo ascendente é aquele que estava ascendendo no horizonte no momento em que nascemos. Ele varia conforme o lugar de nascimento, e quatro minutos de diferença na hora em que nascemos podem variar o ascendente em um grau, por exemplo. Por isso, hora e local de nascimento são dados tão fundamentais para a confecção do Mapa Astral. É a partir dessas informações que será determinado não só o ascendente, como também os signos das cúspides de todas as demais casas do seu Mapa - áreas de experiência individual.
Quando os planetas ascendem - ou cruzam o horizonte pelo lado leste - eles passam do nosso plano interno ao nosso plano externo. Este é o ponto onde se manifestam as energias do ego, ou seja, é o nosso ponto de manifestação perante à vida. Por isso, o nosso ascendente costuma ser a primeira coisa que os outros notam na gente. As características daquele signo são as primeiras impressões que nós deixamos.
É através do signo que simboliza o ascendente que naturalmente nos colocamos perante o mundo que nos cerca. É com aquela energia que sempre começamos algo novo. O ascendente vai influenciar também a nossa aparência física e a maneira como nos vestimos, já que é através da forma como nos vestimos que nos manifestamos para o mundo.

Qual máscara você usa na vida social?Mas, se o ascendente fala de ego, e já sabemos que o Sol também fala de ego, como distinguir os dois? É fácil: o signo solar representa algo mais profundo sobre a gente, aquilo que realmente somos e desejamos ser cada vez mais. Já o ascendente é a máscara que usamos ao nos apresentarmos ao mundo, antes de nos sentirmos preparados para deixar o outro ver o nosso Sol, o nosso verdadeiro "eu".
O ascendente é uma máscara social, o nosso "eu" mais superficial, a maneira que encontramos de chegar às outras pessoas, de fazer amigos, nos aproximarmos, nos relacionarmos. Achamos que daquela forma será mais fácil, ou mais seguro, estabelecer uma relação onde o nosso Sol possa ser manifestado em sua plenitude. O ascendente é, então, uma "ferramenta" que representa o início da nossa vida e a nossa entrada no mundo. Também permite que continuemos "entrando" neste mesmo mundo, através das diferentes situações que nos são apresentadas.
Confira abaixo o significado:
Ascendente em ÁriesEssa é uma pessoa que aborda a vida de maneira frontal e sincera, porque sempre diz o que pensa, não costuma ser muito diplomática. É corajosa, tem garra para lutar por aquilo que deseja, e não costuma temer riscos. Impulsiva, quer tudo para agora, porque não gosta de perder tempo. Sua tendência a competir e sua energia física favorecem atividades esportivas.

Ascendente em TouroAo contrário de quem possui ascendente em Áries, essa pessoa costuma ser estável e pacífica. Encara a vida de maneira prática, e é uma apreciadora das coisas boas, seja comida, roupas ou lugares. Touro no ascendente não é dado a desperdícios financeiros, mas não economiza com o próprio conforto. Como não gosta de tirar conclusões precipitadas, costuma demorar mais a reagir às coisas que vive. Adora tudo que é familiar e duradouro.

Ascendente em GêmeosCom esse signo ascendendo, temos uma pessoa que aborda o mundo com uma mente aberta e curiosa. Tende a ser alguém muito sociável, que conversa com todo mundo, e com quem se pode conversar sobre quase tudo. O difícil é manter seu interesse em algo por muito tempo. Usa a palavra como forma de se aproximar dos outros. Costuma ser ativo e falar gesticulando muito com as mãos.

Ascendente em CâncerUma pessoa delicada, sensível e quase maternal. Quem possui ascendente em Câncer tem uma capacidade quase automática de gerar identificação com os demais. Assim, aqueles que rodeiam essa pessoa sentem como se ela fosse um ponto de firmeza e segurança. Quando atacada ou envolvida em alguma discussão, sua reação instintiva é se retrair e evadir a situação. Odeia discussões e sempre cuida aquilo que diz para não ferir os demais.

Ascendente em LeãoPessoas com ascendente em Leão não costumam passar despercebidas quando chegam a um lugar. Todos notam sua presença, e se sentem atraídos por sua energia calorosa, otimista e cheia de vitalidade. Sua personalidade forte e sua generosidade a tornam facilmente o centro das atenções. Por ser uma pessoa muita expressiva no que diz respeito a sentimentos, em algumas ocasiões pode ser excessivamente dramática.

Ascendente em VirgemPessoas de ascendente em Virgem estão sempre prontas a resolver um problema. Ativas e de ideias práticas, não pensam duas vezes em se prontificar para a realização de alguma tarefa. Por ser muito detalhista e buscar a perfeição naquilo que faz, muitas vezes pode perder tempo com coisas desnecessárias. Tem um cuidado especial com o próprio corpo e com a própria saúde, e costuma ser humilde, paciente e, às vezes, demasiado crítica.

Ascendente em LibraEsse é um diplomata por natureza. Sempre em busca do equilíbrio e da harmonia nas relações, é uma pessoa essencialmente social, carismática e atenta às necessidades alheias, o que torna esse tipo um bom anfitrião. Tem facilidade para fazer amigos e reunir pessoas, e gosta de colaborar aos outros. Seu forte sentido de justiça pode tornar essa pessoa indecisa, já que ela precisa sempre pesar todos os lados de uma situação.

Ascendente em EscorpiãoEssas pessoas costumam entrar nos ambientes de maneira silenciosa e se dedicar a ficarem observando tudo e todos por um tempo, antes de se integrar. Introvertidos e reservados, têm uma postura autoprotetora inicialmente. Por isso, não costuma ser uma pessoa muito social, mas apesar de ter poucos amigos, a relação com esses é de lealdade, tanto nos bons quanto nos maus momentos.

Ascendente em SagitárioNão importa aonde cheguem, essas pessoas sempre trazem ao ambiente uma energia de otimismo e fé no futuro. Sua posição diante da vida os torna uma inspiração para os demais, e a alma de toda festa. Os outros costumam se reunir para ouvir essa pessoa contar suas histórias de viagem ao redor do mundo. Discussões filosóficas lhe atraem. É uma pessoa essencialmente livre, amigável e idealista.

Ascendente em CapricórnioNão importa quanto tempo demore, uma pessoa com ascendente em Capricórnio jamais começará algo até estar absolutamente segura de que pode levar aquilo adiante, seja uma relação, um trabalho ou uma simples atividade. De atitude reservada e séria a princípio, não costuma ter pressa. Não é dada a tomar riscos, sabe perseverar e acredita que as coisas boas da vida levam tempo para se concretizarem.

Ascendente em AquárioCom uma aparência um pouco desligada, um pouco desinteressada, quem tem ascendente em Aquário é sociável, aberto ao novo e ao outro, mas sempre mantém uma certa distância em suas relações. Isso porque sente um medo intrínseco de perda de liberdade, e teme que as relações possam privá-lo disso. Em equipe, costuma ser aquele que apresenta as soluções mais engenhosas para os problemas. É amigo de todo mundo e todos sentem que podem contar com ele. Mas ao mesmo tempo ele sabe que pode contar apenas com poucas pessoas na vida.

Ascendente em PeixesHá duas maneiras relativamente fáceis de identificar ascendentes piscianos. A primeira é pela maneira como se vestem, tendendo para o estilo "hippie". A segunda é pela facilidade que eles têm de se mesclar e se adaptar ao ambiente em que se encontram. Simpáticos e compreensivos, essas pessoas estão sempre dispostas a ajudar, mas infelizmente seu idealismo compromete seu sentido prático, o que a torna melhor ouvinte do que solucionadora de problemas.







Marcia Fervienza

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

IANSÃ, HOJE DIA 04/12, COMEMORAMOS O SEU DIA!!!



EPAHEY OYÁ! Homenageada em 04 de dezembro, Oyá, Iansã ou Inhançã é a orixá dos ventos e dos raios, a deusa que comanda as tempestades e também o espírito dos mortos, os quais controla com um rabo de cavalo chamado Eruexim – um dos seus símbolos.




Deusa guerreira da Umbanda comemorada em 04 de dezembro

Orixá guerreira, Oyá esposa amada de Xangô, recebe dele o título de Iansã que faz referência ao entardecer, que pode ser traduzido como “a mãe do céu rosado” ou a “mãe do entardecer” portanto o rosa é a de Iansã cor por excelência.

Iansã costuma ser saudada após os trovões, não pelo raio em si (propriedade de Xangô ao qual ela costuma ter acesso), mas principalmente porque Iansã é uma das mais apaixonadas amantes de Xangô, e o senhor da justiça não atingiria quem se lembrasse do nome da amada. Ao mesmo tempo, ela é a senhora do vento e, conseqüentemente, da tempestade.

Iansã sempre guarda boa distância das outras personagens femininas centrais da Umbanda, e se aproxima mais dos terrenos consagrados tradicionalmente ao homem, pois está presente tanto nos campos de batalha, onde se resolvem as grandes lutas, como nos caminhos cheios de risco e de aventura – enfim, está sempre longe do lar; Iansã não gosta dos afazeres domésticos.

Iansã é extremamente sensual, apaixona-se com freqüência e a multiplicidade de parceiros é uma constante em suas lendas, raramente ao mesmo tempo, já que Iansã costuma ser íntegra em suas paixões; assim nada nela é medíocre, regular, discreto, suas zangas são terríveis, seus arrependimentos dramáticos, seus triunfos são decisivos em qualquer tema, e não quer saber de mais nada, não sendo dada a picuinhas, pequenas traições. Iansã é o orixá do arrebatamento, da paixão.
Características dos filhos de Iansã:


Iansã é homenageada em 04 de dezembro

O filho de Iansã é conhecidos por seu temperamento explosivo. Está sempre chamando a atenção por ser inquieto e extrovertido. Sempre a sua palavra é que vale e gosta de impor aos outros a sua vontade. Não admite ser contrariado, pouco importando se tem ou não razão, pois não gosta de dialogar.

Em estado normal é muito alegre e decidido. Questionado torna-se violento, partindo para a agressão, com berros, gritos e choro.

Tem um prazer enorme em contrariar todo tipo de preconceito. Passa por cima de tudo que está fazendo na vida, quando fica tentado por uma aventura. Em seus gestos demonstra o momento que está passando, não conseguindo disfarçar a alegria ou a tristeza. Não tem medo de nada. Enfrenta qualquer situação de peito aberto. É leal e objetivo. Sua grande qualidade, a garra, e seu grande defeito, a impensada franqueza, o que lhe prejudica o convívio social.

Iansã é a mulher guerreira que, em vez de ficar no lar, vai à guerra. São assim os filhos de Iansã, que preferem as batalhas grandes e dramáticas ao cotidiano repetitivo.

Costumam ver guerra em tudo, sendo portanto competitivos, agressivos e dados a ataques de cólera. Ao contrário, porém, da busca de certa estratégia militar, que faz parte da maneira de ser dos filhos de Ogum, os filhos de Iansã costumam ser mais individualistas, achando que com a coragem e a disposição para a batalha, vencerão todos os problemas.

São fortemente influenciados pelo arquétipo da deusa aquelas figuras que repentinamente mudam todo o rumo da sua vida por um amor ou por um ideal. Talvez uma súbita conversão religiosa, fazendo com que a pessoa mude completamente de código de valores morais e até de eixo base de sua vida, pode acontecer com os filhos de Iansã num dado momento de sua vida.


Bambuzal é o domínio de Iansã

Da mesma forma que o filho de Iansã revirou sua vida uma vez de pernas para o ar, poderá novamente chegar à conclusão de que estava enganado e, algum tempo depois, fazer mais uma alteração – tão ou mais radical ainda que a anterior.

São de Iansã, aquelas pessoas que podem ter um desastroso ataque de cólera no meio de uma festa, num acontecimento social, na casa de um amigo – e, o que é mais desconcertante, momentos após extravasar uma irreprimível felicidade, fazer questão de mostrar, à todos, aspectos particulares de sua vida.

Os filhos de Iansã são atirados, extrovertidos e chocantemente diretos. Às vezes tentam ser maquiavélicos ou sutis, mas, a longo prazo, um filho de Iansã sempre acaba mostrando cabalmente quais seus objetivos e pretensões.

Têm uma tendência a desenvolver vida sexual muito irregular, pontilhada por súbitas paixões, que começam de repente e podem terminar mais inesperadamente ainda. Se mostram incapazes de perdoar qualquer traição – que não a que ele mesmo faz contra o ser amado.

Enfim, seu temperamento sensual e voluptuoso pode levá-las a aventuras amorosas extraconjugais múltiplas e freqüentes, sem reserva nem decência, o que não as impede de continuarem muito ciumentas dos seus maridos, por elas mesmas enganados. Mas quando estão amando verdadeiramente são dedicadas a uma pessoa são extremamente companheiras.

Todas essas características criam uma grande dificuldade de relacionamentos duradouros com osfilhos de Iansã. Se por um lado são alegres e expansivos, por outro, podem ser muito violentos quando contrariados; se têm a tendência para a franqueza e para o estilo direto, também não podem ser considerados confiáveis, pois fatos menores provocam reações enormes e, quando possessos, não há ética que segure os filhos de Iansã, dispostos a destruir tudo com seu vento forte e arrasador.

Ao mesmo tempo, costumam ser amigos fiéis para os poucos escolhidos para seu círculo mais íntimo.


Sincretismo Religioso e Iansã e a Oração a Santa Bárbara


Dia do “Acarajé de Iansã”

Iansã, ou Oyá, é um orixá cuja figura, no Brasil, é sincretizada com “Santa Bárbara”, santa da igreja católica.

ORAÇÃO:

“Santa Bárbara, que sois mais forte que as torres das fortalezas e a violência dos furacões, fazei que os raios não me atinjam, os trovões não me assustem e o troar dos canhões não me abalem a coragem e a bravura.

Ficai sempre ao meu lado para que possa enfrentar de fronte erguida e rosto sereno todas as tempestades e batalhas de minha vida, para que, vencedor de todas as lutas, com a consciência do dever cumprido, possa agradecer a vós, minha protetora, e render graças a Deus, criador do céu, da terra e da natureza: este Deus que tem poder de dominar o furor das tempestades e abrandar a crueldade das guerras.

Por Cristo, nosso Senhor. Amém.”
Lenda de Iansã e Ogum
Culto a Iansã:
Dia: quarta-feira
Cores: marrom, vermelho e rosa
Símbolos: espada, eruexin, chifre de boi
Elementos: ar em movimento, fogo
Domínios: babuzal, tempestades, ventanias, raios, morte
Saudação: Epahei Oyá! (pronuncia-se: eparrei oiá!)
Fio de contas: Coral (marrom, bordô, vermelho, amarelo)
Incompatibilidades: rato, abóbora
Número: 9
Animais: cabra, coruja
Trabalhos Especiais para Iansã no dia 04 de dezembro

Trabalhos podem ser agendados com bastante antecedência sob consulta prévia com a mãe de santo. Participe das nossas comemorações para Iansã na “Obrigação Anual para Iansã” realizada em 04 de dezembro! Aguardamos seu contato!

Fontes: Wikipédia



Casa Iemanja Iassobaa

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

A COR IDEAL PARA A NOITE DE RÉVEILLON 2015/2016 E A VIBRAÇÃO PESSOAL PARA O NOVO ANO




Um novo ano se aproxima e com ele muitas expectativas de mudanças positivas para o novo ciclo que se inicia.
Para a noite Réveillon escolha uma roupa e acessórios da cor que esteja vibrando positivamente com a sua energia. A cor da passagem de ano será também a cor predominante no novo ano devendo ser usada sempre que possível.

Para saber a cor que você deve usar na noite de Réveillon 2015-2016, some o dia de seu aniversário + o mês do seu aniversário + o número 9 que se refere a soma da vibração regente do ano de 2016 (todas as pessoas devem somar o número 9 ao dia e mês de aniversário ).
Exemplo: se você fez aniversário em 20 de abril:
20+ 4+ 9= 33 3+3=6
Sua energia para a noite de Réveillon é 6. Sua cor, portanto, é azul royal

Consulte abaixo o seu número para saber a cor a ser usada na noite de réveillon e também a vibração do seu novo ano.

01 - Esse ano é positivo para começar qualquer coisa nova, devendo ser vivido com base em um espírito empreendedor, nas decisões firmes, na coragem, iniciativa e originalidade para enfrentar as mudanças que provavelmente ocorrerão. Devemos aprender a trilhar nosso próprio caminho e não ficar esperando opiniões alheias. Aliás, nenhum tipo de dependência deve ter espaço nesse ano. Procure libertar-se das amarras que prendiam-no a experiências anteriormente mal-sucedidas, dos preconceitos, do medo do desconhecido. Deixe que as novidades circulem em sua vida, para espantar as "teias de aranha" do passado. Momento de novas perspectivas e de realizar mudanças. Examine todas as possibilidades que venham a ser oferecidas. Não é momento propício para se acomodar ou para hesitar. Você pode preparar o terreno para uma união, mas é melhor esperar para completá-la num ano mais favorável à formação de sociedades. Poderá abrir sua própria empresa, começar um novo trabalho ou profissão, mudar de residência, fazer uma longa viagem, casar; iniciar, enfim, uma nova vida sob muitos aspectos. Assuma o controle de sua vida - planeje, construa e execute.
Cor: vermelha em roupa e acessórios

02 - Paciência, diplomacia, atenção aos detalhes e tato são fundamentais para esse período, para tratar tanto as questões profissionais quanto as pessoais. Assuntos relacionados com trabalhos em sociedade, acordos, formação ou participação de grupo ficam beneficiados, pois será positivo utilizar as idéias dos outros companheiros para enriquecer as suas próprias idéias. Ambição, agressividade e individualismo não combinam com esse momento de vida. Procure submeter-se às regras que forem necessárias para o bom andamento de seus compromissos. Dê atenção ao aprendizado dos detalhes de suas novas funções ou interesses. É um período positivo para o casamento, pois este não deixa de ser uma forma de associação. Esteja de prontidão para corrigir eventuais desvios que possam ocorrer nos projetos iniciados no período anterior. Calma, paciência e modéstia ajudarão nas soluções de problemas que tiver de enfrentar durante esse período.
Cor: laranja em roupa e acessórios

03 - Esse período é de expansão e criatividade. A tendência principal é de êxito, sucesso em suas realizações. Procure dar um toque de inspiração e imaginação em tudo que fizer, sempre procurando acabar o que foi iniciado. Período muito favorável ao convívio social, ao lazer, às viagens, festas e reuniões. Em termos profissionais, é favorável utilizar esse momento para mostrar o que sabe, falando com as pessoas à sua volta, usando a simpatia e o bom humor para abrir as portas mais difíceis. É positivo para palestras e apresentação de projetos para o público. Deve ter em mente suas principais metas, para não dispersar energias. Geralmente esse e o ano mais agradável, alegre, expansivo e sociável do ciclo de nove anos. Aproveite para fazer novos amigos ou para fazer contato com aqueles que não tem visto ultimamente. Bom momento para conhecer novas pessoas, idéias e expandir-se. Ótimo período para todo tipo de comunicação (falada, escrita ou a representação). A expressão artística, seja de que modalidade for, está bastante beneficiada.
Cor: amarela em roupa e acessórios

04 - Este é um ano positivo para a disciplina, a organização e a produtividade. Favorece a concretização e a realização material. Ponha tudo em ordem e verifique os menores detalhes de seus projetos em andamento. Faça da autodisciplina uma regra e evite a tendência à ociosidade ou à preguiça. Dê atenção especial aos horário e compromissos. Nesse ano você está se estruturando para o futuro e, se quer ter sucesso, deve procurar ter certeza de que tudo esteja bem planejado, para facilitar a construção. Corrija quaisquer erros do passado e faça uma revisão completa em seus planos para estar certo de que tudo está em ordem. Quanto maior o esforço, maiores serão os benefícios e as recompensas. Quando tudo está em ordem, as coisas correm melhor e os problemas podem ser evitados. Se tiver qualquer problema pendente, agora é a época de resolvê-lo para que você possa estar livre para fazer outras coisas no futuro. Nesse período procure fazer um planejamento cuidadoso no que se refere aos assuntos de ordem econômica. Procure não arriscar seu dinheiro se não estiver bem seguro e procure não gastar mais do que o programado. Por outro lado, este é um ano favorável às análises, aos planos de longo prazo, ao exame de suas atitudes no passado, detectando erros que possam ser evitados no futuro. Agora é o momento de organizar-se, racionalizar suas atitudes, evitar ineficiências e desperdícios. Esse período promete ser de trabalho duro, que poderá vir a ser aumentado, independentemente da sua vontade. Não fuja nem do trabalho nem eventual aumento de responsabilidades que poderão depositar-se em seus ombros. Cuide de sua saúde através do relaxamento, alivie-se das tensões de seu corpo, através de massagem. Esse ano não é favorável para as mudanças em geral, principalmente trabalho. Porém não o considere como um período de estagnação, pois, muito pelo contrário, é um ano para fazer crescer seus dotes pessoais e de preparação com vista às realizações no futuro.
Cor: verde em roupas e acessórios

05 - Este é um ano de mudanças, de flexibilidade, de versatilidade, de liberdade e de curiosidade. Você sentirá a necessidade de viver o prazer da vida, saindo da rotina. Olhe as coisas por outro ângulo, descarte as idéias antigas, os preconceitos, e procure fazer coisas novas e diferentes. Considere fazer mudanças em você mesmo, em seus negócios, nos seus nos seus relacionamentos e em seu estilo de vida. Poderão acontecer mudanças de cenário, de residência, viagens, transferências, mudanças repentinas no trabalho, bem como situações inesperadas. Não planeje demais, não tenha horários rígidos e não tema experimentar o novo com medo de parecer ridículo. Procure contato com as pessoas e mantenha a mente e o corpo atividade. Este é um ano muito intenso em nível de contatos sexuais, pois sensualidade estará bastante forte e a busca do prazer será uma de suas metas. Não seja impaciente e procure canalizar suas energias para os exercícios físicos, procurando não ficar tenso. Sua mente estará ativada pela criatividade.
Cor: azul claro em roupas e acessórios

06 - Este é um ano em que a comunidade, a família, o lar e os relacionamentos afetivos ocupam o foco de sua atenção. Transforme-os no "centro de sua vida" e preste atenção às suas responsabilidades com relação a todos esses assuntos. No nível físico, pode acontecer uma mudança de residência ou uma reforma onde você mora, com o intuito de torná-la mais confortável. Procure estabelecer um ritmo harmônico em sua vida. Evite precipitações e correrias, arrume tempo para os que ama e para cuidar dos seus deveres para bem atendê-los. Procure passar boa parte de seu tempo em casa. Este pode ser um bom período para passar os finais de semana com a família, os amigos e para participar de clubes e associações, cumprindo um papel social. Ajuste suas diferenças com quem quer que seja, resolva os problemas pendentes, aconselhe, guie e dê assistência quando necessário. Ache tempo para fazer-se dedicado e atencioso para os assuntos daqueles que o procuram. Período propicio aos assuntos de casamento. Positivo para se casar ou para melhorar seu relacionamento já existente, sanando dificuldades, tendo atitudes despojadas e significativas. Invista em uma relação duradoura, aprofundando os laços já existentes. Como esse tema está em destaque, pode simbolizar a melhora do relacionamento, mas também pode trazer a finalização de um processo, caso o relacionamento já esteja ruim.
Cor: azul royal em roupas e acessórios

07 - Este é o que se pode chamar de um ano propicio para os processos interiores, um período positivo para a reflexão, os estudos, o desenvolvimento de recursos internos e auto-análise. Perguntas existenciais devem estar fortemente presentes em sua vida, tais como: Quem sou? O que estou fazendo aqui? O que quero da vida? Valeu a pena? Propicio para a reflexão, revisão e análise de sua filosofia de vida e do conjunto das crenças pessoais. Planeje passar um tempo sozinho e use-o construtivamente, mesmo que seja apenas para analisar o passado com a idéia de aprender com as experiências interiores e assim planejar melhor com relação ao futuro. Analise suas ações e pensamentos, avalie suas capacidades e decida como ampliá-las ou colocá-las em ação. Este é um ano de balanço e aprendizagem, quando o "eu" interior deve ser desenvolvido ao máximo. Examine a sua vida e decida o que realmente tem valor e libe daquilo que percebe que não é mais importante para o seu desenvolvimento pessoal. É preciso ter em mente os valores intelectuais, práticos e espirituais, poder tirar conclusões e tomar atitudes. Estude assuntos novos de seu interesse ou aprofunde-se naqueles quem já conhece. Se você deixar que as coisas venham a você naturalmente, tudo poderá fluir. A influência desse ano aponta para o enriquecimento espiritual, positivo para uma profunda introspecção, para a solidão voluntária e para a de respostas mais profundas. Pode ser um ano de "altos e baixos" emocionais, ou até mesmo depressivo em alguns momentos. Não é aconselhável para casar-se, divorciar-se, uma grande compra ou para concentrar-se em aspectos financeiros. Não se aflija com negócios e assuntos materiais mais do que for absolutamente necessário. Sente-se, relaxe e observe tudo atentamente. Este é um período de "balanço" em nível pessoal. Aproveite para reforçar sua percepção de que não é feita somente daquilo que se vê e se toca, mas também das coisas que transcendem os cinco sentidos.
Cor: violeta em roupas e acessórios

08 - Este é um ano de trabalho, propício para todas as conquistas materiais e para que você possa ter muito sucesso em seus empreendimentos. Para os atletas, esse período é muito favorável ao sucesso e à vitória em campeonatos. Através da disciplina, objetividade, organização, você pode alcançar grandes resultados nesse momento. Tome atitudes de liderança, seja vigor determinado, procurando concretizar seus ideais. Pode ser um ano propício às promoções no trabalho, positivo começar um negócio ou abrir uma empresa. Ponha seus negócios em ordem, inclusive os financeiros, mantenha tudo em ordem e de forma correta, em termos das leis vigentes. Este pode ser um período em que você realize grandes negócios e possa ver os resultados tangíveis de esforços feitos em anos anteriores. Utilize profundamente sua capacidade de planejar e gerir para atingir seus objetivos. Não deixe que problemas mesquinhos possam impedir seu processo de realização pessoal ou profissional. Seja seguro em seus atos, agindo com eficiência e em perfeita concordância com suas convicções morais e seus compromissos sociais.
Cor: tons de bege a marrom em roupas e acessórios

09 - Este é um tempo propício para iniciar o "processo de limpeza", a fim de preparar-se para um novo ciclo de vida. Livre-se de tudo o que não lhe serve mais e que impede novas soluções e decisões. Avalie seus valores éticos e suas crenças pessoais. Elimine tudo o que é supérfluo e indesejável ou que lhe traga uma situação de confusão ou incerteza. As atividades artísticas estão beneficiadas na vibração desse período. Reserve um tempo para fazer coisas para os outros, que sentir como necessárias tenha toda a sua vida em ordem e faça quaisquer mudanças, principalmente as internas, a fim de se libertar de preconceitos. Seja paciente, desfrute de passeios ao ar livre e cerque-se de toda a beleza que puder, principalmente as naturais. Este não é um tempo para começos, mas sim para términos e você deve processá-los de forma natural, com o verdadeiro interesse de mudar sua história pessoal. Imagine que está indo ao encontro de coisas novas e muito mais positivas. Não tenha medo de "deixar para trás" tudo aquilo que significar "velho", ultrapassado ou que não tenha mais a ver com você. Este é um ano de "balanço" para todos os assuntos de sua vida e de preparação para um novo ciclo de vida.
Cor: rosa em roupas e acessórios

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

ATIVIDADE PARANORMAL-Mediunidade -parte 3



anterior

Mediunidade é a faculdade humana pela qual se estabelecem as relações entre homens e espíritos. É uma faculdade natural, inerente a todo ser humano, por isso não é privilégio de ninguém. Em diferentes graus e tipos, todos a possuímos. A mediunidade é, pois, a faculdade natural que permite sentir e transmitir a influência dos espíritos, estimulando o intercâmbio e a comunicação entre o mundo físico e o espiritual. Trata-se de uma sintonia entre os encarnados (vivos) e os desencarnados (não físicos como conhecemos a parte física), permitindo uma percepção de pensamentos, vontades e sentimentos. Sua finalidade é, antes de tudo, ser uma oportunidade de servir que faculta manter o contato com a vida espiritual. Graças ao intercâmbio, podemos ter aqui não apenas a certeza da sobrevivência da vida após a morte física, mas também o equilíbrio para aprendermos o que não foi possível neste plano físico ou retificarmos as interpretações equivocadas e atos impensados que fugiram á Lei Maior.É graças à mediunidade que o homem tem a antevisão do seu futuro espiritual e, ao mesmo tempo, o relato daqueles que o precederam na viagem de volta , trazendo-lhe informes de segurança, diretrizes de equilíbrio e a oportunidade de refazer o caminho pelas lições que ele absorve do contato mantido com os desencarnados. Assim, possui uma finalidade de alta importância, porque é graças á ela que o homem se conscientiza de suas responsabilidades de espírito imortal. Sendo inerente ao ser humano, a mediunidade pode aparecer em qualquer pessoa, independentemente da doutrina religiosa que ela abrace.
A história revela grandes médiuns em todas as épocas e em todos os credos. Além disso, a mediunidade não depende de lugar, idade, sexo ou condição social e moral. Allan Kardec ,pai do Espiritismo Ocidental diz na questão 459 de O Livro dos Espíritos: “Os espíritos influem sobre nossos pensamentos e ações? A este respeito, sua influência é maior do que podeis imaginar.”A idéia da ação dos espíritos não nasceu com o Espiritismo, já que sempre existiu desde as épocas mais remotas da vida humana na Terra. Todas as religiões pregam sobre a ação dos espíritos de uma forma direta ou indireta, mas nenhuma nega completamente estas intervenções. Inclusive criaram dogmas e cerimônias relativas a elas, tais como promessas (pedir alguma forma de ajuda para um espírito em troca de um sacrifício) e exorcismos (cerimônia religiosa para afastar o “demônio” ou os espíritos maus).
AS SESSÕES MEDIÚNICAS
A ação mediúnica não está limitada às sessões mediúnicas. Vivemos mediúnicamente entre dois mundos e em relação permanente com entidades espirituais. Isto se dá porque os espíritos povoam os mesmos espaços em que vivemos, acompanham-nos em nossas atividades e ocupações, vão conosco aos lugares que freqüentamos, seguindo-nos ou evitando-nos conforme os atraímos ou repelimos. Estamos cercados por espíritos e sua influência oculta sobre os nossos pensamentos e atos se faz sentir pelo grau de afinidade que mantivermos com eles. Inúmeros espíritos benfeitores também se comunicam conosco, por via inspirativa ou intuitiva, todas as vezes em que nos dispomos a ser úteis aos nossos irmãos em nossa vida social. Quantas vezes um conselho sensato e oportuno que damos sob a intuição de um benfeitor espiritual consegue mudar o rumo de uma vida e até, em certos casos, salvar ou evitar que uma família inteira seja precipitada no abismo de uma desgraça? O amor verdadeiro e desinteressado não requer lugar nem hora especial para ser praticado, pois o nosso mundo, com o sofrimento da humanidade torturada, é igualmente um vasto campo de serviço redentor. Entretanto, não julguemos que a mediunidade nos foi concedida para simples passatempo ou para satisfação de nossos caprichos. A mediunidade é coisa séria e com ela devemos suavizar os sofrimentos alheios. Ao desenvolvermos a mediunidade, lembremo-nos de que ela é dada como um arrimo para conseguirmos mais facilmente a perfeição, para liquidarmos mais suavemente os pesados débitos que contraímos em existências passadas e para servirmos de guia a irmãos que se encontram mais atrasados.
A MEDIUNIDADE AO LONGO DA HISTÓRIA HUMANA
Certas pessoas consideram, sem razão, a mediunidade um fenômeno peculiar aos tempos atuais, enquanto outras acreditam ter sido inventada pelo espiritismo. A fenomenologia mediúnica, entretanto, é de todos os tempos e de todos os países e religiões, pois desde as idades mais remotas existiram rela- ções entre a humanidade terrena e o mundo dos espíritos. A faculdade mediúnica sempre existiu desde o surgimento do homem na face da Terra, pois se trata de uma faculdade inerente ao seu espírito. A humanidade tem sido guiada desde sua origem, por leis do mundo oculto já comprovadas na face do orbe, graças a essa faculdade mediúnica inata no primeiro espí- rito aqui encarnado. Os fenômenos mediúnicos, no passado remoto, eram tidos como maravilhosos, sobrenaturais, sob a feição fantasiosa dos milagres que lhe eram atribuídos em razão do desconhecimento das leis que os regem. Aqueles que podiam manter intercâmbio com o mundo invisível eram considerados privilegiados.
A MEDIUNIDADE NA ÍNDIA
A relação entre os mundos material e espiritual tem sido registrada em todas as épocas da humanidade. Como exemplo, temos o Código dos Vedas, o mais antigo código religioso que se tem notícia, onde se encontra o registro da existência dos espíritos: “Os espíritos dos antepassados, no estado invisível, acompanham certos brâmanes, convidados para cerimônia em comemoração dos mortos, sob uma forma aérea; seguemnos e tomam lugar ao seu lado quando eles se assentam”. Desde tempos imemoriais, os sacerdotes brâmanes, iniciados nos mistérios sagrados, preparavam indivíduos chamados “faquires” para a obtenção dos mais notá- veis fenômenos mediúnicos, tais como a levitação, o estado sonambúlico até o nível de êxtase, a insensibilidade hipnótica à dor, entre outros, além do treino para a evocação dos Pitris (espíritos que vivem no espaço, depois da morte do corpo), cujos segredos eram reservados somente àqueles que “apresentassem 40 anos de noviciado e de obediência passiva”. A iniciação entre os brâmanes comportava três graus. No primeiro, eram formados para se encarregar do culto vulgar e explorar a credibilidade da multidão. Ensinava-se a eles comentar os três primeiros livros dos Vedas, dirigir as cerimônias e cumprir os sacrifícios.Os brâmanes do primeiro grau estavam em comunicação constante com o povo, eram seus diretores imediatos. O segundo grau era composto dos “exorcistas, adivinhos e profetas evocadores de espíritos”, que eram encarregados de atuar sobre a imaginação das massas, por meio de fenômenos sobrenaturais. No terceiro grau, os brâmanes não tinham mais relações diretas com a multidão e quando o faziam, era sempre por meio de fenômenos aterrorizantes e de longe.
A MEDIUNIDADE NO ANTIGO EGITO
No Egito antigo, os magos dos faraós evocavam os mortos e muitos comercializavam os dons de comunicabilidade com os mundos invisíveis para proveito próprio ou dos seus clientes, fato esse comprovado pela proibição de Moisés aos hebreus: “Que entre nós ninguém use de sortilégio e de encantamentos, nem interrogue os mortos para saber a verdade” (Deuterônimo). De forma idêntica às práticas religiosasda antiga Índia, as faculdades mediúnicas no Egito foram desenvolvidas e praticadas no silêncio dos templos sagrados, sob o mais profundo mistério e rigorosamente vedadas à população leiga. A iniciação nos templos egípcios era cercada de numerosos obstáculos e exigia-se o juramento de sigilo. A menor indiscrição era punida com a morte. Saídos de todas as classes sociais, mesmo das mais ínfimas, os sacerdotes eram os verdadeiros senhores do Egito. Os reis por eles escolhidos e iniciados só governavam a nação a título de mandatários. Todos os historiadores estão de acordo em atribuir aos sacerdotes do antigo Egito poderes que pareciam sobrenaturais e misteriosos. Os magos dos faraós realizavam todos esses prodigios que são referidos na Bíblia. É bem certo que eles evocavam os mortos, pois Moisés, seu discípulo, proibiu formalmente que os hebreus se entregassem a essas práticas. Os sacerdotes do antigo Egito eram tidos como pessoas sobrenaturais, em face dos poderes mediúnicos que eram misturados maliciosamente com práticas mágicas e de prestidigitação. A ciência dos sacerdotes do Egito antigo ultrapassava em muito a ciência atual, pois conheciam o magnetismo, o sonambulismo, curavam pelo sono provocado, praticavam largamente a sugestão, usavam a clarividência com fins terapêuticos e eram célebres pelas práticas de curas hipnóticas. No tempo em que Moisés libertou o povo hebreu do cativeiro egípcio, vamos encontrar o espírito daquele que um dia seria o codificador da doutrina espírita envergando a túnica sacerdotal e já detentor de sabedoria que o colocava como sacerdote preferido do faraó Ramsés II. O sacerdote Amenophis era médium de efeitos físicos, inclusive existem relatos sobre as sessões de materialização que eram realizadas naquela época. A mediunidade na Suméria, Babilônia e Grécia antiga ,a medicina entre os sumerianos era um curioso misto de ervanaria e magia, cujo receituário consistia principalmente em feitiços para exorcizar os maus espíritos que acreditavam ser a causa das moléstias. Já os babilônios primitivos viviam cercados de superstições. Acreditavam que hordas de espíritos malévolos se escondiam na escuridão e cruzavam os ares, espalhando em seu caminho o terror e a destruição, para os quais a única defesa eram os sacrifícios e os sortilégios mágicos. Se o antigo povo babilônio não inventou a feitiçaria, foi ao menos o primeiro a lhe dar um lugar de grande importância, a ponto do desenvolvimento da demonologia e da bruxaria terem exigido leis que prescreviam a pena de morte contra seus praticantes. Há provas de ter sido muito temido o poder dos feiticeiros. Na Grécia, a crença nas evocações era geral. Todos os templos possuíam as chamadas “pitonisas”, encarregadas de proferir oráculos evocando os deuses, mas às vezes o consultante queria ele próprio ver e falar com a “sombra” desejada e, como na Judéia, conseguia-se colocá-lo em comunicação com o ser ao qual desejava interrogar .
A MEDIUNIDADE ENTRE OS POVOS CELTAS E DRUIDAS
Os celtas, povo pré-histórico que se espalhou por grande parte da Europa entre os séculos XXI e I a.C., atingindo o maior poderio do século VI ao III a.C., possuíram grupos fechados de sacerdotes especializados em comunicações com o além, chamados de “druidas”. A escolha dos futuros sacerdotes era feita entre a classe aristocrática e, desde criança, já se submetiam à rigorosa disciplina e intenso aprendizado junto aos druidas mais velhos. A sabedoria druídica já admitia a reencarnação, a inexistência de penas eternas, o livre-arbítrio, a imortalidade da alma, a lei de causa e efeito e as esferas espirituais. Segundo o espírito de Zéfiro, aproximadamente no ano 100 a.C., Denizar Rivail foi um chefe druida. Marcou tanto essa etapa reencarnatória que o codificador decidiu assinar suas obras espíritas com o nome de Allan Kardec.
ORÁCULOS GREGOS E ROMANOS
Mediante a invocação de poderes sobrenaturais, o homem sempre recorreu a vários tipos de adivinhação. No mundo greco-romano, um dos meios mais difundidos foram os oráculos, que eram as respostas dadas pelos deuses a perguntas para eles formuladas, de acordo com determinados rituais executados por uma pessoa que atuava como médium ou pitonisa. Os oráculos eram núcleos de intercâmbio medianímico onde trabalhavam sibilas,pítons e pitonisas. Gente de todas as classes sociais, inclusive autoridades públicas, visitava estes lugares e recebia orientações das mais diversificadas. O termo refere-se também à própria divindade que respondia e a seu intérprete, bem como ao local onde eram dadas as respostas. Os templos ou grutas destinados aos oráculos eram numerosos e dedicados a diversos deuses. Os rituais variavam dos mais simples, como tirar a sorte, aos mais complexos. Antes da consulta, a pitonisa e o consulente banhavam-se na fonte Castália, depois ela bebia água da fonte sagrada de Cassótis e entrava no templo, onde o deus era invocado por meio de um ritual. Em seguida, sentada numa trípode, entre vapores sulfurosos (enxofre) e mascando folhas de louro (a árvore sagrada de Apolo), entrava em transe ou “delírio divino”, quando transmitia as palavras do deus. A mensagem era anotada e interpretada pelos sacerdotes, que a passavam ao consulente freqüentemente na forma de versos.
MEDIUNIDADE EM DESARMONIA
Os sinais mais comuns do aparecimento da mediunidade em desarmonia são: cérebro perturbado, sensação de peso na cabeça e ombros, nervosismo (ficamos irritados por motivos sem importância), desassossêgo, insônia, arrepios (como se percebêssemos passar alguma coisa fria), sensação de cansaço geral, calor (como se encostássemos em algo quente), falta de ânimo para o trabalho e profunda tristeza ou excessiva alegria sem saber a razão. Mas o que o médium deve fazer nestes momentos de alterações emocionais? Todo médium iniciante, a fim de evitar inconvenientes na prática mediúnica, primeiramente deve se dedicar ao indispensável estudo prévio da teoria e jamais se considerar dispensado de qualquer instrução, já que poderá ser vítima de mil ciladas que os espíritos mentirosos preparam para lhe explorar a presunção. Após o conhecimento teórico, deve procurar desdobrar a percepção psíquica sem qualquer receio. Na orientação do desenvolvimento mediúnico, é importante que procuremos as instruções espíritas, para evitarmos dissabores e percalços. É aconselhável o desenvolvimento mediúnico em grupos especialmente formados para isto, pois pessoas bem orientadas, que se reúnem com uma intenção comum, formam um ambiente coletivo favorável ao intercâmbio. É aconselhável ainda que o médium jamais abuse da mediunidade, empregando-a para a satisfação da curiosidade.
APRENDENDO A USAR A MEDIUNIDADE
Desenvolver a mediunidade é aprender a usá-la. Para que sejamos bem-sucedidos, devemos cultivar virtudes como a paciência, a perseverança, a boa vontade, a humildade e a sinceridade.
COMO DESENVOLVER A MEDIUNIDADE
A mediunidade não se desenvolve de um dia para o outro, por isso, devemos ter muita paciência. Sem perseverança nada se alcança, pois o desenvolvimento exige que sejamos persistentes. Ter boa vontade é comparecermos alegres e cheios de satisfação às sessões. A humildade é a virtude pela qual reconhecemos que tudo vem de Deus. E se faltarmos com a sinceridade no desempenho de nossas funções mediúnicas, mais cedo ou mais tarde sofreremos decepções. Ensinamentos é que não faltam em todas as circunstâncias de manifestações da vida. A faculdade mediúnica em harmonia pode fazer grandes coisas. A educação mediúnica pode começar no simples modo de falar aos outros, transmitindo brandura, alegria, amor e caridade em todos os atos da vida. A mediunidade se desenvolve naturalmente nas pessoas de maior sensibilidade para a captação mental e sensorial de coisas e fatos do mundo espiritual que nos cerca e nos afeta com as suas vibrações psíquicas e afetivas. Da mesma forma que a inteligência e as demais faculdades humanas, a mediunidade se desenvolve no processo de relação. Quando a mediunidade aflorar sem o preparo prévio do médium, é preciso orientá- lo para que os fenômenos se disciplinem e ele empregue acertadamente sua faculdade. Não se deve colocar em trabalho mediúnico quem apresente perturbações ou quem tenha desconhecimento sobre o assunto. Primeiro, é preciso ajudar a pessoa a se equilibrar psíquicamente, através de passes, vibrações e esclarecimentos doutrinários. É fundamental que se cultive bons pensamentos, pois trazem as boas palavras e conduzem aos bons atos. O médium também precisa ser amigo do estudo e da boa leitura, além de moderado. Por fim, que cultive a meditação diária, pois ela é um poderoso fortificante espiritual e um benéfico exercício de higiene mental.

TIPOS DE MEDIUNIDADE

Existem muitas formas de mediunidade, no entanto algumas são mais conhecidas, como por exemplo, aclarividência. É a faculdade de enxergar extra-fisicamente, para isso, utilizando não a visão física, mas o olho da mente, conhecido como chacra frontal (terceiro olho).As pessoas que não enxergam dessa forma, já se avaliam e logo chegam à conclusão: “Eu não sou médium, não enxergo nada.”Mas não é tão limitado assim, existem tantas formas de captar, ou melhor, intermediar, os impulsos ou vibrações provenientes das dimensões mais sutis.
Nosso próprio corpo físico tem natureza mediúnica
Através dele, nosso espírito se faz presente para viver uma experiência, uma vida. Esse veículo carnal da consciência, nada mais é que um transmissor de impulsos e vibrações, em diferentes freqüências. Ocorre que na dimensão física, a densidade aumenta muito, o que o torna “grosseiro” perante a sutileza do espírito.Na prática, é como se alguém estivesse nos chamando à quinhentos metros de distância. A probabilidade de não ouvirmos nada é muito grande. Fazendo essa analogia, podemos dizer, que o corpo físico é uma parede de energia condensada (sólida) que se transpõe a passagem de certas ondas de vibrações características dos planos sutis.Se todos nós aprendêssemos a silenciar a mente, o coração, as emoções, os ruídos externos do meio ambiente em que vivemos, poderíamos com certeza ouvir o chamado, mesmo havendo quinhentos metros de distância. Sabendo da existência desse som, concentraríamos a atenção a tal modo, que facilmente conseguiríamos amplificar essa voz.É isso que o treino, que se traduz na busca espiritual constante e a reforma íntima produzem.
A MEDIUNIDADE É UM SENTIDO
Assim como a visão, o tato ou paladar. Só que não está associada ao corpo físico, é uma faculdade da mente superior, da consciência, não do cérebro. O que explica porque muitos cegos enxergam imagens, bem como surdos ouvem sons. Curioso? Simplesmente efeito da sensibilidade da alma, ou melhor, dos sentidos do espírito. Quando vivemos sem nenhuma consciência espiritual, o cérebro não pode conceber a idéia de tais faculdades extra-físicas, por isso cria um padrão limitado. O único raciocínio aceito é de que temos cinco sentidos essencialmente físicos. Mesmo porque quando se vive distante da consciência crística, jamais se pode conceber o fato de que a consciência é mortal.
MEDIUNIDADE E O ESPÍRITO
Portanto, se eu não aceito essa idéia, de um corpo espiritual ser a morada de minha consciência, ou o único responsável por animar um corpo físico, como poderei permitir que meu espírito exprima suas sensibilidades? Isso seria loucura pela ótica da comunidade cética e materialista, não é mesmo?Assim sendo, desenvolver a mediunidade é apenas permitir que sua experiência nesse planeta seja guiada pela sua parte superior, por sua própria consciência espiritual.Ignorar essa faculdade natural, por não conceber a idéia, ou mesmo por medo, comodismo ou insegurança, não vão fazer com que o universo mude seu mecanismo. 

MEDIUNIDADE É UM SENTIDO NATURAL

O universo olha para aquela pessoa na terra e diz: “Aquele ali não quer que eu aja naturalmente com ele, então vou deixá-lo para lá.”Não temos como impedir os ciclos naturais, não dá para trancar a evolução do universo. O normal de um gato é miar, de um cão é latir, da água ser molhada e do fogo ser quente. Quem pode mudar isso?E o mecanismo da mediunidade precisa ser entendido para que não haja rejeição, medo ou insegurança. Nosso livre arbítrio sempre é respeitado, melhor ainda, sempre nos é permitido recomeçar, refazer, consertar os erros. Isso que chamamos de” misericórdia divina” e tolerância também. 
TODOS SOMOS MÉDIUNS
Pela natureza essencial de cada alma existente aqui nesse plano. Todos nós temos missões a cumprir, ou ainda, estamos encarnados dentro de uma proposta de evolução constante, normalmente ignorada por mais de 90% das pessoas.De uma hora para outra, a pessoa, totalmente distante e alienada dessa consciência, começa a sentir, ver ou perceber, impulsos nada convencionais para sua mente engessada na terceira dimensão. Capta pensamentos sem que sejam ditos verbalmente, tem sonhos reveladores, premonições, palpites muito fortes (leia-se como intuição para um leigo), sente presenças, vultos, ouve vozes. Típicos indícios da mediunidade se expressando, melhor ainda: o espírito querendo fluir, se sensibilizar no plano físico, dando sinais de que está na hora de ler nas entrelinhas da vida.E a pessoa, cheia de paradigmas nocivos, com sua mente bloqueada para a verdade divina, sofre e sofre muito. Isso porque ela quer reter uma enxurrada da natureza universal. Simplesmente impossível, sem que haja conseqüências sérias. É total negligência ignorar esse fato, dando-o muitas vezes o rótulo de uma doença mental ou síndrome, que com freqüência assumem nomes complicados e elaborados.O pior de tudo é que dá tanto trabalho e gera tanta dor, ignorar esse fluxo mediúnico, que é difícil entender o motivo que leva a pessoa a relutar tanto. Mas como sabemos, cada um está no seu estágio evolutivo e precisamos saber aceitar.
Alguns remédios faixa-preta são usados em larga escala pra tentar estancar tais manifestações (que pelo olhar da ciência ocidental, apresentam causas incertas), mas não o fazem porque apenas ensurdecem os sentidos físicos, anulando suas percepções. Só que elas continuarão por lá, povoando suas formas astrais e pairando sobre o corpo espiritual da pessoa, inegávelmente.
MEDIUNIDADE E ESPÍRITOS DESENCARNADOS
Se você caminha por uma rua muito movimentada, andando por uma calçada, junto com milhares de pessoas, necessita saber as horas e percebe que está sem relógio. Não enxerga nenhum relógio em painéis eletrônicos ou similares. Então em meio a milhares de pessoas, decide perguntar para alguém.
Quem, normalmente procuramos em meio a multidão?Alguém que visivelmente tenha um relógio, não é mesmo?Pois bem, a mediunidade aflorada, é como um relógio no pulso de alguém, à vista dos espíritos desencarnados. É uma sinalização que atrai a atenção de tantas vibrações diferentes.A comunicação acontece pelo simples fato de haver uma referência, ou seja, uma via de acesso fácil. Como a mediunidade de comunicação com os espíritos é uma das mais corriqueiras, acaba gerando muitos danos para quem não está preparado para lidar com tais situações.O que ocorre normalmente é que muitos desencarnados, que em vida na Terra, eram pessoas alienadas, quando desencarnam, sofrem, demoram em compreender.Quando começam a entender que não mais habitam um corpo físico, em desespero, procuram se comunicar. É normal que estejam com padrão vibratório baixo, gerado por seus apegos materiais, sentimentos mundanos e paixões animalizadas, ainda ancoradas em suas auras.

E com quem querem se comunicar ou pedir ajuda?

Òbviamente com todos que tenham um “relógio”, ou melhor, qualquer pessoa, (qualquer mesmo) que tenha a mediunidade aflorada, o que é fácilmente notado pelo espírito perdido, que assim reconhece ao visualizar o campo energético do indivíduo desavisado.Como a pessoa não concebe a idéia, não está educada, não se conhece (e ainda falamos tanto de auto-conhecimento) não sabe o que fazer quando começa a sentir verdadeiras perturbações em seus estados psíquicos, no seu humor e equilíbrio emocional.E isso acontece, porque o espírito desencarnado (sofredor), próximo ao médium inconsciente, acopla-se em seu campo áurico, alterando, desvitalizando e desequilibrando por completo o fluxo natural dos chacras, já que sua aura está em péssimo padrão vibratório.
MEDIUNIDADE: UMA MENSAGEM QUE VOCÊ NÃO PODE IGNORAR
Mesmo a pessoa rejeitando com todas as suas forças essa hipótese, ignorando a iminente necessidade da jornada evolutiva do espírito a se iniciar, nada resolverá seu influxo prânico (bloqueio do fluxo de energia vital) senão a busca de sua consciência espiritual. Nem remédios alopáticos, nem psicologia ou psiquiatria materialista, nada disso surtirá efeitos. Na realidade não causarão nem cócegas.O fato poderá ser ignorando o quanto quiser, mas é bom que se reitere que nada além da busca consciencial, da reforma íntima, do desenvolvimento das sensibilidades do espírito, servirão de remédio eficaz. Já algumas pessoas, conhecem superficialmente esses mecanismos, e o aceitam. Mesmo assim, consideram um fardo a mediunidade, de forma equivocada e negligente, a rejeitam. Grande erro, que ás vezes dói ;Dói em todos os sentidos, porque se é fome que uma pessoa tem, é comida que deve ingerir. Nada, por hora, poderá substituir a necessidade emergente de alimento que a pessoa tem.
TOME A ATITUDE CERTA COM A SUA MEDIUNIDADE
Abra seu coração para a consciência de sua missão aqui na Terra, ejete sua consciência das alienações do mundo materialista. Volte-se para a necessidade de evolução que você tem. Dedique tempo para nutrir sua alma, leia assuntos correlatos, participe de grupos afins, mantenha contato com a natureza e seus elementos, aprenda a meditar diariamente. Assuma e cumpra compromissos rotineiros com a sua espiritualidade. Foque no sentimento de amor existente nas pessoas. Não há segredo.Mas você pode não dar a mínima para isso tudo, está certo, livre arbítrio sempre. No entanto, lembre-se, o universo não vai cessar o fluxo dele em função da sua escolha. Nesse caso,busquemos um alinhamento na direção da vontade divina, (do universo) abandonando “um pouco” a vontade própria, baseada sómente nos interesses do ego e do eu inferior.
A base orgânica da mediunidade
A ORIGEM DA FACULDADE MEDIÚNICA
À semelhança de Charles Richet  que conceituou a mediunidade como o “sexto sentido”, Allan Kardec colocou-a em pé de igualdade com os outros atributos humanos, reconhecendo nela uma função orgânica, ordinária, natural, fisiológica, inerente a todos os seres humanos, embora em gradações muitodiferentes.Qual a sua origem? Qual a sua relação com o processo evolutivo que atinge a todos os seres do globo? As opiniões não são convergentes. Ernesto Bozzano defendia a tese de que as faculdades supranormais não são e não podem ser levadas a cargo da evolução da espécie, sendo assim sentidos da personalidade humana que deverão aflorar após a desencarnação. Não teriam, então, uma função definida para a vida física, já que apenas no ambiente espiritual elas deveriam emergir.
Pesquisadores materialistas, como Amadou e Vassiliev, colocam-na à conta de uma função em extinção. As faculdades paranormais seriam resíduos de faculdades atávicas que se foram atrofiando por obra da seleção natural, visto se haverem tornado inúteis à ulterior evolução biológica da espécie. O pensamento, todavia, que vem ao encontro da posição assumida pelo benfeitor André Luiz foi expresso por J. B. Rhine. Acreditava o pai da parapsicologia que as faculdades paranormais representam outros tantos germes de sentidos novos destinados a evoluir nos séculos, até emergirem e se fixarem na espécie.
Ao examinar a questão, no livro “Evolução em Dois Mundos”, André Luiz informa-nos que a faculdade mediúnica vem sofrendo através dos milênios paciente desabrochar, acompanhando o Espírito eterno em seu processo evolutivo. É, portanto, uma função do Espírito que se projeta no corpo a cada nova existência, sendo continuamente aprimorada.
O sistema nervoso na mediunidade
O principal sistema responsável pela faculdade mediúnica é o nervoso, principalmente o cérebro.Dr.Nubor Facure, professor titular de Neurologia na Unicamp, examinando o papel do cérebro no fenômeno, esclarece: “O fenômeno mediúnico se processa no cérebro do médium e sempre com a participação deste. É um processo de automatismo complexo, realizado através do cérebro sob a atuação de entidades espirituais que sintonizam com o médium. Dispomos no nosso cérebro de centros de atividades automáticas para as diversas atividades motoras que nos permitem, por exemplo, falar fluentemente, escrever rapidamente, pintar ou dedilhar um instrumento musical. Essas áreas expressam suas atividades com pouca participação da consciência. Desde que o médium possa destacar seu foco de consciência, o Espírito comunicante pode se ocupar dos núcleos de atividade automática do cérebro do médium e fazer transcorrer por ali conceitos da sua mensagem.”
A Glândula Pineal;O papel dela na mediunidade
O papel da epífise ou glândula pineal passou a ser valorizado com os estudos do autor André Luiz.A epífise é uma glândula de forma piriforme, com as dimensões de uma ervilha mediana que repousa sobre o teto do mesencéfalo.A glândula pineal foi bastante conhecida dos antigos. A Escola de Alexandria participou ativamente dos estudos da pineal que se achavam ligados a questões religiosas. Os gregos conheciam-na como conarium, e os latinos como pinealis, semelhantes a uma pinha. Esses povos em suas dissertações localizavam na pineal o centro da vida.Mais tarde, os trabalhos sobre a glândula pinealse enriqueceram com os estudos de De Graff, Stenon e Descartes, que em 1677 fez uma minuciosa descrição da glândula, atribuindo-lhe papel relevante. Para ele, “a alma seria o misterioso hóspede da glândula pineal”.Em 1954 vários estudiosos publicaram um livro com o somatório crítico de toda a literatura existente sobre a glândula, chegando a algumas conclusões:
  • A glândula pineal deixou de ser o órgão sensorial e passou a ser uma glândula de secreção endócrina.
  • A glândula pineal teria influência sobre o amadurecimento das glândulas sexuais (ovários e testículos); quando atuante, a pineal inibiria o desenvolvimento dessas glândulas; quando inativa (após os 14 anos mais ou menos), permitiria o desenvolvimento dos ovários e testículos, ocorrendo assim o aflorar da sexualidade.
  • Seu hormônio (melatonina) favoreceria o sono, diminuiria crises convulsivas, sendo por isso conhecida como a glândula da tranqüilidade.
  • Atuaria ainda como reguladora das funções da tireóide, do pâncreas e das supra-renais.
  • Seria ainda uma reguladora global do sistema nervoso central.
O PONTO DE VISTA DA DOUTRINA ESPÍRITA
Em “Missionários da Luz”, cap. I e II, André Luiz, estudando um médium psicógrafo com o instrutor Alexandre, observa a epífise do médium a emitir intensa luminosidade azulada, ao que o instrutor esclarece:”No exercício mediúnico de qualquer modalidade, a pineal desempenha o papel mais importante.”
André Luiz observa:
“Reconheci que a glândula pineal do médium expelia luminosidade cada vez mais intensa… a glândula minúscula transformara-se em núcleo radiante e ao redor seus raios formavam um lótus de pétalas sublimes. Examinei atentamente os demais encarnados e observei que em todos a pineal apresentava notas de luminosidade, mas em nenhum brilhava como no médium em serviço. Alexandre esclarece: é na pineal que reside o sentido novo dos homens, entretanto, na grande maioria, a potência divina dorme embrionária.”
Em “Missionários da Luz”, André Luiz esclarece:
“Não se trata de um órgão morto segundo as velhas suposições, é a glândula da vida mental. Ela acorda no organismo do homem, na puberdade, as forças criadoras, e em seguida continua a funcionar como o mais avançado laboratório de elementos da criatura terrestre.Aos 14 anos aproximadamente, a glândula reajusta-se ao concerto orgânico e reabre seus maravilhosos mundos de sensações e impressões da esfera emocional. Entrega-se a criatura à recapitulação da sexualidade, examinando o inventário de suas paixões vividas em outras épocas, que reaparecem sob fortes impulsos. Ela preside aos fenômenos nervosos da emotividade, como órgão de elevada expressão no corpo etéreo. Desata de certo modo os laços divinos da Natureza, os quais ligam as existências umas às outras, na seqüência de lutas pelo aprimoramento da alma e deixa entrever a grandeza das faculdades criadoras de que a criatura se acha investida.”
Observamos, então, que a pineal apresenta particularidades e funções que transcendem o posicionamento da ciência oficial.Ela domina o campo da sexualidade, estabelece relações com o mundo espiritual, via mediunidade, transformando energia mental em estímulo nervoso e mantém contato entre o Espírito e o corpo, através do centro coronário, além de presidir aos fenômenos da emotividade.
André Luiz acrescenta:
“Segregando delicadas energias psíquicas, ela conserva todo o sistema endócrino. Ligada à mente, através de princípios eletromagnéticos do campo vital, comanda as forças subconscientes sob a determinação direta da vontade. As redes nervosas constituem-lhe fios telegráficos para ordens imediatas a todos os departamentos celulares e sob sua direção efetuam-se os suprimentos de energia a todos os órgãos.”

Cérebro e Mediunidade – Dr. Sérgio Felipe de Oliveira

Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, (CRM nº 62.051)-Formado pela USP em 1988, mestre em Ciências pela USP, pesquisador em Neurociências; diretor clínico da Pineal Mind Instituto de Saúde/SP; diretor do projeto Uniespírito
DOUTOR E MÉDICO EM PSIQUIATRIA DEFENDE “TESE DE DOUTORADO” SOBRE “MÉDIUNS ESPÍRITAS”
        Alexander Moreira de Almeida é médico e doutor em psiquiatria pela USP – Universidade de São Paulo, coordenador do NEPER – Núcleo de Estudos de Problemas Espirituais e Religiosos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e director técnico e clínico do HOJE – Hospital João Evangelista. O fato de registro, é que o doutor Alexander de Almeida defendeu sua Tese de Doutorado sobre “Fenomenologia das experiências mediúnicas, perfil e psicopatologia demédiuns_espíritas” recorrendo a dezenas de médiuns espíritas e a várias associações espíritas de São Paulo, onde concedeu uma entrevista exclusiva ao Jornal de Espiritismo;
(nota do blog;Estas informações disponibilizadas aqui  são as constatações de um médico estudioso e doutor na área, cujo currículo é bastante respeitado e foi bem examinado pela banca especialista que o acompanhou nesta tese, como está descrito abaixo.Cada um dos leitores pode tirar suas próprias conclusões e usar seu discernimento interior para aproveitar o que melhor se encaixar nas suas convicções)
  • Como médico psiquiatra, o que o levou a escolher tal Tese de trabalho, para o seu doutoramento: “Fenomenologia das experiências mediúnicas, perfil e psicopatologia de médiuns espíritas“?
    • Alexandre Moreira Almeida – A importância que as vivências mediúnicas tiveram e ainda têm nas diversas civilizações e, mesmo assim, serem praticamente inexploradas no meio acadêmico.
  • Como os seus examinadores e a própria Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, viram a sua Tese de Doutorado?
    • AMA – Muito bem. Sempre recebi todo o apoio do Departamento de Psiquiatria da USP, da FAPESP (Fundação de Amparo À Pesquisa do Estado de São Paulo), bem como a banca teve uma postura muito científica: – rigorosa, mas aberta.
  • E o orientador da Tese de Doutorado? Quem foi?
    • AMA – Francisco Lotufo Neto, professor livre-docente do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo..
  • Quem foram seus examinadores?
    • AMA –
      • Prof. Dr.. Paulo Dalgalarrondo, Doutor pela Universidade de Heildelberg (Alemanha), livre-docente em Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas);
      • Prof. Dr. Leonardo Caixeta, psiquiatra, doutor em Neurologia pela Universidade de São Paulo, professor da UFG (Universidade Federal de Goiás);
      • Prof. Homero Vallada, livre-docente, Professor de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP e da Universidade de Londres, maior especialista em genética psiquiátrica no Brasil e pelo
      • Prof. Dr. Paulo Rossi Menezes, psiquiatra e epidemiologista, doutor pela London Universisty, livre-docente da faculdade de Medicina da USP.
  • Existiu algum critério específico para a composição da Banca Examinadora?
    • AMA – Que fossem pesquisadores destacados e que estudassem áreas relacionadas ao tema da tese.
  • Durante seu estudo, verificou por certo o grau de escolaridade dos médiuns espíritas. São eles incultos e ignorantes como se diz?
    • AMA – 46,5% dos médiuns tinham escolaridade superior ou superior com pós-graduação. O Censo Brasileiro de 2000 mostrou que o Espiritismo é a única religião em que a proporção de adeptos aumenta quanto maior o nível educacional do segmento estudado.
  • Os médiuns espíritas sofrem de transtornos dissociativos, psicóticos ou transtornos de personalidade múltipla?
    • AMA – Eles também podem apresentar estes e outros transtornos mentais, como qualquer indivíduo, no entanto, a prevalência de problemas psiquiátricos entre os médiuns estudados foi menor que o encontrado na população geral. (Ver: Doença mental e Mediunidade)
  • Então os médiuns espíritas não são esquizofrênicos?
    • AMA – Não, eles são até mais saudáveis que a população geral. Isto, apesar de terem muitas vivências alucinatórias e de influência que normalmente são consideradas como sintomas clássicos de esquizofrenia.
  • Como a mediunidade é vista pela medicina?
    • A.M.A – Como a expressão de uma manifestação cultural, religiosa, que não necessariamente é patológica. Sobre a explicação de sua origem, habitualmente é considerada como um fenômeno dissociativo em que se manifestam conteudos doinconsciente do indivíduo. No entanto, estas ideias são baseadas em muitas opiniões e poucas pesquisas.
  • A mediunidade é causa de doenças mentais?
    • AMA – Apesar de, historicamente, nos últimos 150 anos ter se acreditado nisto, não há evidências a este respeito.
  • Quais os possíveis mecanismos neurofisiológicos da mediunidade?
    • AMA – Desconheço estudos a este respeito, tudo que eu dissesse seria meramente especulativo.
  • Alguns colegas defendem que a glândula_pineal é o órgão sensorial da mediunidade. Sabemos que essa hipótese não é nova. O espírito de André_Luizatravés do respeitado médiumFrancisco_Cândido_Xavier trouxe de novo a “lume”. Qual a sua opinião?
    • AMA – Há uma longa história de associação da pineal com o Espírito, isto vem desde Descartes. Do ponto de vista científico, desconheço qualquer estudo trazendo evidências da pineal se relacionar com mediunidade. Entretanto, sem dúvida é uma interessante hipótese a ser testada.
  • Sendo médico e doutor em psiquiatria, o que é a mediunidade?
    • AMA – Penso que a mediunidade é uma manifestação de uma habilidade humana que tem estado presente na maioria das civilizações ao longo da história. A origem destas vivências em muitos casos, acredito, podem estar realmente no inconsciente dos médiuns. Entretanto, há um considerável número de casos em que esta explicação é insuficiente, apontando para alguma fonte externa ao médium.
  • Como relaciona psiquiatria, espiritualidade e mediunidade?
    • AMA – A psiquiatria deve estar interessada numa visão abrangente e multifacetada do ser humano, assim a espiritualidade deve ser levada em conta, como todas as demais dimensões da existência humana. Por fim, a mediunidade é uma vivência que pode nos revelar muito sobre o funcionamento da mente e sua relação com o corpo. Muitos de nossos trabalhos na área podem ser acessados na página www.hojenet.org no item “teses & artigos”.
  • Como distingue em seus pacientes “mediunidade” com distúrbios meramente neuropsicológicos?
    • AMA – Esta pergunta não admite uma resposta simples. Faz-se necessária uma avaliação cuidadosa e ampla da pessoa, o que ela tem vivenciado, suas crenças e seu contexto social e cultural. Em linhas gerais, para uma certa vivência ser considerada indicativa de um transtorno mental, deve estar associada a sofrimento, falta de controle sobre sua ocorrência, gerar incapacitação, coexistir com outros sintomas de transtornos mentais e não ser aceita pelo grupo cultural ao qual pertence o indivíduo.
  • Ao receber um paciente portador de faculdade mediúnica, como conduz o caso?
    • AMA – Trato o transtorno mental existente além de recomendar que o paciente continue com suas práticas religiosas. No entanto, se ele estiver com desequilíbrios mais graves, inicio o tratamento farmacológico e psicoterápico e solicito o afastamento das atividades mediúnicas. No entanto, recomendo que continue participando das demais atividades religiosas (palestras, orações, cultos, passes…)
  • O seu estudo reuniu a maior amostra de médiuns espíritas alguma vez investigada na área médica no mundo. A sua tese já teve repercussões no meio médico ou em algum centro de investigação universitário? Quais?
    • AMA – Tenho apresentado os resultados da tese em congressos científicos no Brasil e nos EUA, como por exemplo o Congresso Brasileiro de Psiquiatria e International Conference on Mediumship promovido pela Parapsychology Foundation.
  • Nesses congressos científicos, como os investigadores brasileiros e norte-americanos reagiram à sua investigação?
    • AMA – Muito bem, demonstrando bastante interesse.
  • Como vê a doutrina espírita, codificada por Allan Kardec?
    • AMA – Como uma proposta bem fundamentada de se fazer uma investigação científica e com bases empíricas de fenômenos antes considerados metafísicos e fora do alcance da ciência.
  • O que é o NEPER – Núcleo de Estudos de Problemas Espirituais e Religiosos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo?
    • AMA – É um grupo de estudos interdisciplinar das relações entre religiosidade saúde. É composto por psiquiatras, neurologistas, historiadores, psicólogos, antropólogos, filósofos. Não está vinculado a nenhuma religião, se prende apenas à rigorosa investigação científica nesta área.
  • Que mensagem gostaria de deixar aos médicos europeus?

CONCLUSÃO E NOTA DO BLOG
A mediunidade é um fenômeno espiritual que ocorre com muito mais freqüência do que imaginamos. Como disse uma vez Francisco Cândido Xavier, o maior médium brasileiro e um dos maiores do mundo até hoje, estamos rodeados de espíritos. Por existirem em planos mais sutis, imponderáveis para a física mecânica, com leis ainda desconhecidas pela ciência, alguns céticos não acreditam em sua existência e por isso, tem dificuldade em perceber suas influências. Potencialmente, todos somos médiuns, independente de nossa crença pessoal, pois a mediunidade é algo inerente ao espírito (lembre-se de que somos um espírito, apenas estamos temporáriamente encarnados). Porém, as pessoas não possuem a mediunidade no mesmo grau. Alguns a possuem em estado bastante aflorado, de forma ostensiva; são pessoas muito sensíveis. Outras, a possuem apenas em estado latente e recebem do plano espiritual apenas uma vaga impressão. Costumamos chamar de médiuns ,aqueles que possuem esta faculdade de maneira  ostensiva, portanto, deste ponto de vista, poucos podem ser considerados médiuns. Mediunidade não significa, necessáriamente, que a pessoa que a possua seja um espírito evoluído. Existem aqueles que são bastante sensíveis, mediúnicamente, por viverem em um clima interior mais elevado, mais desapegado da matéria. É uma conquista do espírito. Mas a grande maioria dos médiuns recebe uma preparação em seu corpo espiritual (perispírito ou corpo astral) antes de reencarnar, para estarem em condições de exercer a mediunidade. É uma oportunidade de evolução e de repararem os equívocos cometidos em outras encarnações através da caridade, do auxílio ao próximo. Podemos receber as sugestões dos nossos benfeitores espirituais (que tem vários nomes em outra crenças) nos momentos que necessitarmos. Basta que elevemos nossos corações em prece e amor para que a Paz esteja entre nós. Mediunidade é equilibrio e responsabilidade.
EQUIPE DA LUZ É INVENCÍVEL
************************************************************************************************
*************************************************************************************************
ALGUNS LIVROS SOBRE MEDIUNIDADE


Bibliografia para consulta
 Evolução em dois mundos
André Luiz
Acervo da Doutrina Espírita -Blog A Luz é Invencível
Missionários da Luz
André Luiz
Terra-Jardim de Experiências-
Rodrigo Romo
 Desenvolvimento Mediúnico
Edgard Armond
O Transe Mediúnico
Odilon Fernandes
Mediunidade e Evolução
Martins Peralva
Mediunidade e Sintonia-Pelo espírito de Emmanuel
Francisco Cândido Xavier
Mediunidade-desafios e Bençãos
Divaldo Franco
Divulgação: A Luz é Invencível