Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

12 DE OUTUBRO DIA DE NOSSA SENHORA APARECIDA E DIA NACIONAL DO POVO CIGANO:



Celebração do dia 12 de outubro
Dia de Nossa Senhora Aparecida e Dia Nacional do Povo Cigano

Oração do Dia dos Ciganos


"Opchá Nossa Senhora Aparecida, uita andro tiro chave,
lumie mur dromali,
blagois mere traiostiê.
Ave andro manzá tai meré famildjia,
partiê tai sastimôs.
Tai aná anavê deloro sos mur chave
actu sastivesti. Amim"

"Salve Nossa Senhora Aparecida,
olhe para seu filho,
ilumine minha estrada, abençôe
minha vida. Traga para mim e
minha família paz e saúde.
E em nome de Deus que meus filhos
sejam saudáveis. Amém".

O culto à mãe iniciado nos templos gregos, romanos, Druídas, entre outros passa a ser substituído pelos cultos as Santas católicas como a VIRGEM DE GUADALUPE ( a madona negra de toda a Espanha e do México), a NOSSA SENHORA DA APARECIDA no Brasil, a MARIA DE MAGDALA( St° Madalena) e, SANTA SARA KALI, a “rainha” dos ciganos. Todas são Madonas Negras cujo segredo está na arte da cura, na transmutação alquímica do metal inferior (alma) em ouro filosofal (espírito), possuem o poder de integração e resolução dos opostos. São denominadas “negras” por reterem a luz dos nossos desafios e limites e transcendê-los, motivo pelo qual possuem poderes e dons para lutar contra as forças retrógradas e obscuras. Vulgarmente também são denominadas “negras” por possuírem os dons de Agni, pombas vermelhas ou fogos do Espírito Santo.

As Madonas Negras são a perpetuação das antigas deusas pagãs e continuaram usando seus atributos de mães divinas e seus símbolos sagrados: a cor negra da sabedoria oculta, o barco para as oferendas e as “navettes” ( biscoitos doces), as cores de suas roupas, os cânticos e as procissões.

Místicamente, as madonas negras representam o que há de mais profundo em nós mesmos, a energia que não está acessível à consciência no dia-a-dia, e ao mesmo tempo, está presente em tudo que se manifesta através da emoção e da afetividade. Determinadas culturas associam esta força à sabedoria interior, ao mistério revelado pelo contato com o que há de mais primitivo em nós e o mais sublime dos sentimentos, ou seja, a própria união entre a energia feminina e masculina no âmago do ser. Tal representação as faz portadoras da força de cura e doadoras da vida em todas as antigas culturas. O útero é escuro e complementariamente claro, sendo o que tem o poder de abrigar e dar a luz a luz.
fonte: FACEBOOK - LUZEMAR OLIVEIRA ADANNA LUX