Pesquisar este blog

Carregando...

Follow by Email

LINK...

terça-feira, 21 de outubro de 2014

O QUE É UM ABEBÊ?

O QUE É UM ABEBÊ?"

O abebé (abébé em yorubá) é o objeto distintivo do poder das mães
ancestrais e possui uma similaridade com o abano ou leque.
Ele tem como princípio, a representação do objeto arredondado,
assemelhando-se com o ventre feminino, símbolo por excelência do
poder gerador. Sendo que na África, o abebé é um objeto que representa
o poder. Sendo carregado apenas pelos grandes reis e suas rainhas,
identificando-os como detentores da superioridade local.
No Candomblé, é utilizado somente pelas iyabás, mas Logunedé e Oxalufâ também o utilizam.
Pode ser confeccionado em folha de alumínio, de flandres, em cobre, latão,
etc. Seu formato pode ser ovalado ou arredondado, recebendo desenhos
em suas bordas. Às vezes é mais estilizado e tem como enfeites alguns
objetos identificadores.
Para Oxum e Logunedé, coquetes e vaidosos, o abebé serve também
como espelho, para que eles possam se ver refletidos, e é feito em material dourado, sua cor preferida.Representa também a vaidade e a beleza
destes orixás. Oxum costuma usar o abebê como arma, para cegar a vista
dos inimigos.


Arte: CLAUDIA KRINDGES


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

CABALA - ODU DE CABEÇA: QUAL MEU ORIXÁ?



Autor: Alberto Ebomi



A kabala (Odu), como eu prometi, aqui está o Odu pessoal da pessoa, aqui você fica sabendoqual é o seu Odu de nascimento, qual o Guardião de cabeça (santo, orixá, protetor, guia, entidade protetora). Os Orixás podem ser,Exú, Ogum, Oxossi, Ossain, Omulu, Oxumarê, Xangô, Nanã, Obá, Iemanjá, Oxalá, Ibeji, Iansã, Logum, Oxum, Iroko.



Muito me pediram para eu fazer o Odu pessoal, mas como são muitos leitores do blog resolvi criar um método para caucular o Odu pessoal(cabala, destino) do amigos e visitantes do Site Juntos no Candomblé.


Veja qual é a Sua Kabala, Odu e Orixá pessoal (protetor) de caminhou ou cabeça.

Aqui está o básico, claro que não prevalecendo o Odu de Cabeça, pois só um jogo de Opele Ifá pode realmente afirmar (isso em uma iniciação) com certeza qual é o verdadeiro Odu pessoal ou Orixás (destino a seguir), mas já é um grande passo para aqueles que queiram se conhecer melhor, ver sua sorte em vida, seu futuro, passado e presente. Nos conhecendo melhor podemos viver com mais qualidade. Ao fazer o calculo poderá ver quais são seus protetores (os Santos).
O QUE É ODU?


Para fazer seu Odu (kabala) curta nossa pagina no Facebook!





Acesse aqui:
>>> Consultar a Cabala <<<

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

CONHECENDO SEU GUIA NA UMBANDA:








É muito comum no inicio das incorporações, quando a gente está ansioso, com medo , curioso e inseguro para saber quem são nossas entidades, como trabalharam, nomes, etc… Todos nós médiuns já passamos por isso…..Quando há as incorporações o médium fica mais que atento a qualquer palavra que saia de sua boca “se eu falando ou a entidades, o que vai acontecer agora, o que ele tá fazendo” ….. tudo isso faz parte do ínicio, pois ser consciente é perfeitamente normal e não é sinal de “falta de firmeza, ou imaturidade nas incorporações, ou fraqueza do médium.
E é nessa fase onde o médium atua muito junto com a entidade, por sua participação , ‘interatividade” que é peculiar nesse ínicio, ocorre maior incidência de uma interferência do médium , sobrepondo a da entidade.
Porém, com o passar do tempo, o médium vai ganhando confiança, vai aprendendo a ficar mais alheio das manifestações da entidades, pois para ele não terá mais mistérios e se reservará da total abstenção de qualquer tipo de interferência, inclusive de sua própria opinião do que a entidade deveria agir, falar ou conduzir numa consulta.
Muitas pessoas desistem no inicio, por não aceitar sua consciência e não conseguir trabalhar psicologicamente essa questão e achar que é ele ali e não a entidade. De não insistir e entender que as incorporações vão se firmando com o tempo. Pois nossa forma de trabalhar mediúnicamente é muitíssimo diferente de Candomblé e Espíritismo. E para a Umbanda a afinidade e sintônia nas incorporações é de fato, mais demorada. E nesse processo de ajustes, equalizações e estabelecer uma sintonia satisfatória , o médium deve entender que haverá sim erros, o seu sobrepor a propria entidade, o animismo, porque faz parte desses ajustes. Por isso o médium não deve ser pemitido ao estarem sob influência das entidades; beber, fumar e principalmente, dar consultas e atender o público, quando essa sintonia não se estabelecer de fato, avaliado pelo dirigente e guias chefes da casa.Nao é que não podem ….. é normal as entidades não darem nomes de suas falanges no ínicio, pois o médium ainda não está preparado mediúnicamente falando … demora-se um tempo para estabelecer uma sincrônia entre a faixa vibratória da entidade com a do medium e somente quando houver harmonia, e com menos risco de animismos por parte do médium, é que elas trazem sua falange.


Antes de tudo cada guia que incorpora é único, cada um é um espírito em particular, com seu jeito de agir e pensar. O nome de que se utilizam é apenas um indicativo da forma que trabalham de sua linha e irradiação. Por isso podemos ter vários espíritos trabalhando com o mesmo nome, sem que sejam por isso um só espírito.
É como ser um médico, engenheiro, etc… Todos possuem um conhecimento comum, além do conhecimento individual. E isso faz com que trabalhem de forma diferente, mas seguindo a mesma linha geral. A mesma coisa acontece com nossos guias, então é comum escutar:
- Como é o Caboclo X?
- Me conte a estória do Preto Velho Y
- Como é o ponto riscado do Exú Z?Isso pode ocasionar vários promelhas no início do desenvolvimento, o médium lê uma descrição de que o Caboclo Y fuma. E ele fica com “isso” na cabeça, assim que chega no momento de trabalhar com o seu guia o Caboclo Y (também) ele pede um charuto, e aparti daí fica mais difícil de romper essa barreira anímica criada pelo médium.
Ou então o médium lê que o Exu Z quando incorpora ajoelha no chão, aí pensa, “nossa o que eu incorporo não ajoelha!!!” e começa a se sentir inseguro quanto a manifestação do seu guia, podendo com isso atrapalhar o seu desenvolvimento.
Pra resumir, a melhor forma de conhecer seu guia e através do tempo, do desenvolvimento e do trabalho com ele, assim pouco a pouco você vai se interando de como ele é, como gosta de trabalhar, etc.

Tirado do site: http://cantodoaprendiz.wordpress.com/

HÁ 97 ANOS O SOL BAILOU NO CÉU E 100.000 PESSOAS PRESENCIARAM O MAIOR MILAGRE DO SÉCULO 20!!!




Testemunhas do Milagre do Sol, há 97 anos.



Você está a caminho do trabalho, como faz todos os dias. Imagine se num dia comum, de repente, você olhasse para o céu e…



…o Sol começasse a se mexer!

No mínimo curioso, não é?

Pois foi exatamente isso que aconteceu há 97 anos!

No dia 13 de outubro de 1917, 70.000 pessoas estavam na Cova da Iria, local onde os pastorinhos Lúcia, Francisco e Jacinta contemplavam a visita de Nossa Senhora desde maio daquele ano.

Agora era o cenário onde milhares de pessoas poderiam ver com os próprios olhos o milagre que a Mãe de Deus já havia previsto para aquela data.

Nossa Senhora havia alertado os pastorinhos, três meses antes do milagre do sol, que ela faria um milagre

“para que todos vissem e acreditassem”.


O governo de Portugal tentou evitar que as pessoas chegassem até a Cova da Iria. Haviam soldados impedindo a passagem dos fiéis. Uma verdadeira agitação. Mas nada impediu aqueles que esperavam o milagre anunciado pela Virgem de Fátima.

Todos estavam ansiosos, inclusive os céticos e, independentemente da motivação para chegarem até lá, ninguém imaginava o que estava por vir…

Ninguém além dos três pastorinhos podia ver Nossa Senhora. Ela apareceu a eles, novamente perto de uma árvore chamada azinheira, como havia feito desde o começo de suas aparições.

Enquanto a Virgem Maria fazia previsões às três crianças, a multidão começou a presenciar o milagre do sol.

Esse foi o testemunho do sr. Mário Godinho, que presenciou de perto os 10 minutos em que o Sol “bailou” no céu:

“Vi, numa área bem nítida do céu (onde não se pode fixar o sol diretamente) o próprio sol. Era como um disco de vidro fosco iluminado por detrás e girando sobre si mesmo, dando a impressão que estava caindo sobre nossas cabeças. Ouvi centenas de pessoas gritarem palavras de fé e amor à Santíssima Virgem.

E Então acreditei. Estava certo de que não tinha sido vítima de sugestão. Nunca mais vi o sol como aquela vez.”

Além das 70.000 testemunhas que estavam na cova da Iria, cerca de 30.000 pessoas ainda puderam assistir ao espetacular milagre em até 960 km quadrados de distância.

Inúmeras pessoas se converteram naquele dia. O Sol se mexeu no céu, sem cegar. As roupas das pessoas secaram da chuva. Era um sinal claro, direto e maravilhoso que Deus, por intermédio de Nossa Senhora, enviou ao povo de Portugal no dia 13 de outubro de 1917.

O país inteiro começou então a perceber que não se tratava de invenção das três crianças.

Multidões inteiras continuaram a se dirigir a Fátima e o impacto do milagre aumentava à medida em que as testemunhas divulgavam mais e mais o que tinham visto.

O Milagre do Sol é dirigido a nós para nos recordar de que Deus existe e que nós o rejeitamos toda vez que O desobedecemos e ignoramos; foi espetacular e assustador para que todos acreditassem.

A Virgem Maria em sua gigantesca bondade nos deu em suas aparições os meios de rejeitarmos a nós mesmos e abandonar o pecado que nos lança para os castigos de Deus.

Se de um lado a mensagem é terrível, de outro ela nos dá esperanças e a total confiança na máxima:”Por fim meu Imaculado Coração Triunfará”


“Sinto-me incapaz de descrever o que vi [...]

Apavorado, corri e me escondi do meio das pessoas que choravam, imaginando que o fim do mundo fosse iminente.

Tratava-se de uma multidão reunida do lado de fora de nossa aldeia em que homens e mulheres gritavam surpreendidos pelo que estava acontecendo; razão pela qual
todos nós deixamos as aulas e corremos à rua.”

(Padre Joaquim Lourenço, que assistiu ao milagre)

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

O QUE É O BENZIMENTO?




O que é o Benzimento?
:: Roberto Inácio ::


Benzer significa tornar Bento ou Santo. Benzer uma pessoa é o ato de rezar por ela, pedindo que dela se afastem todos os males ou mal específico que a esteja afligindo. Faz-se o "sinal da cruz" sobre a pessoa, animal ou objeto, recitando orações diversas com o objetivo de consagrá-la ao divino e pedir para o favor do céu, abençoado.

"A bênção é um veículo que possibilita ao seu executor estabelecer relações de solidariedade e de aliança com os santos, de um lado, com os homens de outro e entre ambos, simultaneamente"

É uma prática muito antiga a muitas culturas, mas aqui no Brasil ganhou força no período da colonização junto aos imigrantes que chegaram. Vale lembrar que os próprios índios. aqui já estabelecidos, praticavam seus rituais de cura dentro de um conjunto de orações no seu próprio dialeto.
A maioria das benzedeiras são idosas, católicas, com pouca escolaridade e baixa renda.

Elas encaram seu ofício como um serviço assumido por tradição e em resposta a necessidades, da comunidade. Não cobram pelos benzimentos, mas geralmente os que procuram seus serviços, levam presentes como forma de agradecimento.
No quadro dos colonos, tínhamos duas classes predominantes no benzimento, as parteiras e os benzedeiros.

O benzimento é uma técnica simples, independente de crença ou religião, de dia, lua, horário ou local para ser praticado.

Oração básica para todo benzimento:
Em nome de Deus (mão chacra no frontal), de Jesus (na direção do chacra umbilical), de...(santo, Orixá ou força divina de sua própria devoção) (mão em um ombro) e de... (outra força divina, santo ou Orixá) (mão no outro ombro). Após, profere-se as palavras de ser instrumento de Deus em auxílio àquela pessoa ou situação. O sinal da cruz em si próprio alcançando o frontal, todo o tronco, sua direita e esquerda.

Seguindo, desencandeia-se toda a ação de orações.
Sabendo que toda a força ou irradiação clamada
nesse momento é quem lhe atenderá e lhe sustentará durante todo o trabalho.

Parte desse texto eu utilizei do livro Cartilha de Benzimentos, de Gero Maita, que é um livro muito interessante sobre o assunto.

Veja e Ouça pelo link abaixo como o 'destino' me encaminhou para as terapias energéticas e para a espiritualidade.


E veja o site do Jornalternativo para você ler muitos outros artigos bastante interessantes www.jalternativo.com.br ou pelo fone: 11 3063.1115



Roberto Inácio é jornalista (há 46 anos), foi publicitário, radialista, é diretor-proprietário do Jornalternativo e é autor do livro Yoga para os Olhos e do DVD Yoga no Computador. É terapeuta energético e dá cursos de Pranaterapia e Radiestesia.
Veja também o site do Jornalternativo.
Email: j.alternativo@uol.com.br


terça-feira, 14 de outubro de 2014

COMO REZAR O ROSÁRIO DE MARIA:


Como rezar o rosário


ORIGEM DO TERÇO

A origem do terço é muito antiga. Remonta aos anacoretas orientais que usavam pedrinhas para contar suas orações vocais. Em 1328, segundo a Tenda, Nossa Senhora apareceu a São Domingos, recomendando-lhe a reza do Rosário para a salvação do mundo.
Nasceu assim a devoção do Rosário, que significa coroa de rosas oferecidas a Nossa Senhora. Os promotores e também divulgadores desta devoção foram os Dominicanos, que também criaram as Confrarias do Rosário.
O papa dominicano Pio V animou vivamente a prática da recitação do Rosário, que, em breve, se tornou a oração popular predileta da cristandade. Esta devoção tem o privilégio de ter sido recomendada por Nossa Senhora em Lourdes, na França, em Fátima, Portugal e em Medjugorje, o que depõe em favor de sua validade em todos os tempos.
O terço pode ser rezado individual ou coletivamente. O terço é uma das mais queridas devoções a Nossa Senhora. Aparecendo em Fátima, ela pediu aos pastorzinhos: “Meus filhos, rezem o terço todos os dias”.



O Santo Rosário compreende a meditação dos vinte mistérios da Fé Católica, divididos em quatro grupos de cinco mistérios – denominados Terço – e nos leva diariamente ao estudo e meditação profunda da Palavra Sagrada da Bíblia e das passagens mais importantes do Evangelho. Aos mistérios originais, recentemente o Papa João Paulo II instituiu novas meditações, sendo que os mistérios do Santo Rosário são: Gozosos, Dolorosos, Gloriosos e os Mistérios de Luz.




Com a mão direita aberta, faça com o dedo polegar uma pequena cruz na testa, outra nos lábios e outra no peito enquanto reza:

PELO SINAL da Santa Cruz, livrai-nos, Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos.

Ainda com a mão direita aberta, faça uma grande Cruz, tocando com as pontas dos dedos na testa, no peito, no ombro esquerdo e no ombro direito enquanto diz:

EM NOME DO PAI, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.







ORAÇÃO PREPARATÓRIA

VINDE ESPÍRITO SANTO, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado. E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus que instruístes os corações de vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.

OFERECIMENTO DO TERÇO

Divino Jesus, nós vos oferecemos este Rosário que vamos rezar, meditando nos mistérios da nossa Redenção. Concedei-nos, por intercessão da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, as virtudes que nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indulgências desta santa devoção.
Oferecemos, particularmente, em desagravo dos pecados cometidos contra o Santíssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria, pela paz do mundo, pela Santa Igreja, pela santificação das famílias, (intenções que se quer incluir no Rosário).

Segurando a Cruzinha do Terço, reze:

CREIO EM DEUS PAI Todo-poderoso, Criador do céu e da terra e em Jesus Cristo, seu único Filho, Nosso Senhor que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai Todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos; creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna. Amém.

Homenagem à Santíssima Trindade (Em homenagem à Santíssima Trindade, reza-se um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória-ao-Pai; a primeira Ave-Maria em honra a Deus Pai que nos criou; a segunda, a Deus Filho que nos redimiu; a terceira, ao Espírito Santo que nos santifica.)
Portanto, na primeira conta grande, reza-se:

PAI NOSSO, que estais nos céus, santificado seja o Vosso nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no céu. O PÃO NOSSO de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

Em cada uma das 3 contas pequenas, reza-se:

AVE MARIA, cheia de graça, o Senhor é Convosco; bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o Fruto do Vosso ventre, Jesus. SANTA MARIA, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores,agora e na hora de nossa morte./ Amém.

No intervalo entre estas 3 contas e a próxima conta grande, reza-se:

GLÓRIA AO PAI, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Ó MEU JESUS, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem.

Obs: A jaculatória a ser intercalada entre as dezenas do Rosário, após o Glória é:
“Ó meu Jesus perdoai-nos livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente as que mais precisarem e abençoai o santo Padre o Papa, todos os bispos e sacerdotes e todo o povo de Deus, abençoai e santificai as nossas famílias e dai-nos a vossa paz.Sagrado Coração de Jesus, providenciai!”

MISTÉRIOS GOZOSOS ( Segundas e Sábados)



1º- A anunciação do Arcanjo São Gabriel a Nossa Senhora (LC. 1,26-38)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

2º- A Visitação de Nossa Senhora à sua prima Santa Isabel (LC 1,39-56)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

3º- O nascimento do Menino Jesus em Belém. (Lc. 2,1-20)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

4º- Apresentação de Jesus no templo
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

5º- O Encontro de Jesus no Templo entre os doutores da Lei. (Lc.2,41-50)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

MISTÉRIOS LUMINOSOS(Quinta-feira)

1º- O Batismo do Senhor Jesus no Rio Jordão (Mt. 3,13-17)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

2º- O primeiro milagre nas Bodas de Cana, a pedido de Sua mãe, transforma água em vinho (Jo 2,1-12)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

3º- O anúncio do Reino de Deus e o convite à conversão (Mc 1,15; Mac2, 3-13; Lc 7,47-48; Jo20 22-23)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

4º- A transfiguração do Senhor Jesus no monte Tabor. ( Lc 9, 28-36)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

5º- A instituição da Santíssima Eucaristia. ( Jô 13,1)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

MISTÉRIOS DOLOROSOS ( Terça e Sexta-feira)

1º- A agonia de Jesus no Horto das Oliveiras (Lc 22,39-46)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

2º- A Sangrenta flagelação de Nosso Senhor Jesus Cristo (Mt 27,26)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

3º- A coroação de espinhos. (Mt 27,27-31)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

4º- A subida dolorosa ao Calvário. (Lc 23,26-32)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

5º- A Crucificação e Morte de Jesus. (Lc 23,33-45)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

MISTÉRIOS GLORIOSOS( Quarta-feira e Domingos)

1º- A Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. (Lc 24)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

2º- A Ascensão admirável de Jesus Cristo ao Céu (Lc 24,51-52)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

3º- A Vinda do espírito Santo sobre a Virgem Maria e os Apóstolos (At.2,1-13)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

4º- A Assunção de Nossa Senhora ao Céu.
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

5º- A Coroação de Nossa Senhora como Rainha do Céu e da Terra (Ap 12,1)
:. Rezar: 1 Padre Nosso; 10 Aves Maria; Glória; Jaculatória.

____________________________________________________________________________________________

AGRADECIMENTO:

“Infinitas Graças Vos damos, soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de Vossas Mãos Liberais.Dignai-Vos, agora e sempre, tomar-nos debaixo de Vosso poderoso amparo e, para mais Vos obrigar, Vos saudamos com uma Salve Rainha”

Salve Rainha

Salve, Rainha, Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A vós bradamos, os degredados filhos de Eva; a vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei; e depois deste desterro nos mostrai Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria.
V/. Rogai por nós, santa Mãe de Deus,
R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oração Final

D.rogai por nós, Santa mãe de Deus,
R.Para que sejamso dignos das promessas de Cristo.

(Fonte: http://www.espacojames.com.br/ e http://www.catolico.org.br/reza_terco.php)

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

ROSÁRIO DAS 7 AGONIAS DE JESUS:


Àquele que contemplar e orar o Rosário de Minhas Sete Agonias, às três horas da tarde...





ROSÁRIO DAS SETE AGONIAS DE JESUS
Os sete estados vividos por Seu Coração e Alma durante a Paixão
Español

Na Mensagem extraordinária e universal de Cristo Jesus para o día 13 de setembro de 2014, recebido no Núcleo Sagrado Céu, Belo Horizonte, Brasil, Nosso Senhor disse:

"Se em verdade todos os dias Me colocasse em primeiro lugar diante de todas as coisas, sua alma conheceria em profundidade os mistérios e os segredos sobre Minha Sagrada Paixão.

Para que veja quão importante foi Minha Oferta diante do Pai Celestial, Eu lhe revelarei o Rosário das Sete Agonias de Jesus, os sete estados vividos por Meu Coração e Alma durante o transcurso doloroso da Paixão.
Se o rezar com amor e honra, assim como o Devocionário as Cinco Sagradas Chagas e o Devocionário ao Poderoso Sangue, nessa trilogia espiritual de oração, devoção e contemplação, encontrará a ajuda rápida para suas dificuldades e problemas. Se pelo menos a cada quinze dias Me rezar o Rosário das Sete Agonias, junto com as Cinco Sagradas Chagas e ao Poderoso Sangue de Jesus, Eu lhe asseguro que sua vida mudará e isso repercutirá em sua família e irmãos.

As Sete Agonias vividas por Mim representaram o antes e o depois na purificação do pecado da humanidade e de sua perdição. Em cada agonia que foi experimentada e vivida por Mim guardou-se um sentimento puríssimo de transmutação e transverberação através do Espírito Santo em Cristo. Isso significa que as Sete Agonias foram cumuladas e aliviadas pelos dons do Espírito Santo durante a Paixão. Se não houvesse sido assim, Eu não teria podido chegar à Cruz, à Morte nem à Ressurreição. As Agonias representam uma mudança molecular de um estado corrupto a um estado sublime. Essa foi minha principal tarefa através do padecimento na Paixão e na Cruz.

Àquele que contemplar e orar o Rosário de Minhas Sete Agonias, às três horas da tarde, depois do Terço à Minha Divina Misericórdia, Eu lhe prometo que, pelos méritos que alcancei, não o julgarei, mas o livrarei de qualquer perturbação ou desordem interior.
Para que isso aconteça, sua fé deverá ser mais forte que suas fraquezas e, nessa hora de Misericórdia, Eu prometo ser seu Salvador e Intercessor para os momentos difíceis.
Em profunda devoção, entrega e fé, rezarão o seguinte Rosário das Sete Agonias de Jesus:
Na conta de união, repetirão com amor:



“Pelos martírios suportados,
pelas dores transmutadas,
pela vitoriosa misericórdia alcançada,
Cristo Redentor, libera-nos das amarras.
Amém”

Na primeira dezena, repetirão com amor a primeira agonia de Jesus:



“Pela agonia de Jesus
no Horto Getsêmani,
Adonai, fortalece nossa fé"


Na segunda dezena, repetirão com amor a segunda agonia de Jesus:


“Pela condenação de Jesus
e pelo silêncio profundo do Senhor,
Adonai, que Tua Vitória se cumpra em nosso ser”

Na terceira dezena, repetirão com amor a terceira agonia de Jesus:



“Pela severa flagelação de Jesus
e pela Paz irradiada de Seu coração,
Emmanuel, que nossas vidas sejam pacíficas”


Na quarta dezena, repetirão com amor a quarta agonia de Jesus:


“Pela coroação dolorosa de Jesus
e pelo Amor refletido de Seu Interior,
Emmanuel, faz-nos mansos e humildes
para cumprir com a missão”


Na quinta dezena, repetirão com amor a quinta agonia de Jesus:


“Pelo peso da Cruz
que Cristo carregou em Suas costas,
Emmanuel, alivia-nos de qualquer perturbação”


Na sexta dezena, repetirão com amor a sexta agonia de Jesus:


“Pelas três quedas de Jesus
e pela Redenção que emanou Seu Coração,
Abba, que aprendamos a amar o sacrifício”

Na sétima dezena, repetirão com amor a sétima agonia de Jesus:



“Pela sagrada morte de Jesus
e Sua profunda Misericórdia que nos salvou,
Abba, faz-nos fortes e invencíveis
para o tempo de transição”

Verão que são sete dezenas. Este é o primeiro rosário mais extenso e profundo que Meu Coração lhes entrega para meditação e reflexão sobre os mistérios de Minha Paixão.
Que a Luz de Deus os acompanhe sempre.
Seu Senhor do Amor,
Cristo Jesus Glorificado


http://www.divinamadre.org/pt-br/ejercicios-espirituales/rosario-das-sete-agonias-de-jesus