Pesquisar este blog

Carregando...

Follow by Email

LINK...

sábado, 30 de agosto de 2014

"CONTRA A INSÍGNIA DO DRAGÃO" - PODERES EM CONFRONTO X METACIÊNCIA EM AÇÃO










"Vem chegando a alvorada,
após longa madrugada
canta o canto da esperança
quem vem vindo... a luz CRIANÇA"...


(cantou Vovó Catarina das Santas Almas do Cruzeiro Divino, antes da palavra de Mestre Afra)






MESTRE AFRA.....conversando sério:


Eu estive esperando a minha vez de falar...


A discriminação ainda continuava... Onde já se viu um "negro" ser Mestre da Grande Fraternidade Branca Universal? Já não chegava um Cacique de Penas Brancas? Ou vocês pensam que não existe isso entre os espiritualistas?


Vinha pensando em tudo isso que muitos de vocês falam por esse mundo afora... Tanta coisa sem nexo, sem utilidade...


Nós estamos aqui tão empenhados com coisas que vocês nem imaginam.


Para hoje vir falar aqui um pouquinho, percorri durante meses, em espírito densificado, os corredores da vida humana, para lembrar-me das lutas que vivi, das agruras da existência humana... das incoerências... dos desencontros da alma quando pensam que a vida é uma só...


Vi tanto sangue jorrando de veias humanas cortadas, tantos pedaços de gente esparramados por todo o planeta...


Quando as bombas explodem nos suicidas, tão ingênuos, na busca das 77 virgens prometidas, o espírito também se pulveriza, isto é, o corpo do espírito... A inteligência deles, a consciência, o espírito, fica num estado de hibernação durante milênios...


Tem muita gente por aí com facão em punho, armamentos roubados, e as favelas cheinhas de gente que nem lembra mais o que é paz... A vida deles é só drogas, medo, retaliação, sangue na noite, mortes de dia, criança com fome, casais sem ternura...


Os jornais falam das ondas gigantes e os aparelhos de comunicação falam a toda hora das inundações e tudo o mais...


E a vida continua... os jovens com suas latas de cerveja na mão não estão preocupados com nada disso...


As vitrines continuam repletas de lantejoulas e penduricalhos coloridos, panos de pescoço, bolsas de jacarés e de plásticos também...


Os pais chegam apressados, vindos das suas jornadas diárias de trabalho e só querem seu banho e sua sopa... ou sua champanha com caviar... Olham seus filhos de olho no Jornal da noite e nem lembram que eles os estavam esperando pra falar o que sentiram lá na rua ou no trabalho...


As mães vão buscar filhos nas escolas e olham aflitas para os relógios... tem hora pra tudo... o marido quer "janta", ou tem boate mais tarde... ou querem os beijos de seus parceiros...


Se falarmos de ações e negócios, bolsas de valores e dólares ou euros, aí sim que vamos esbarrar no que tem sido a vida humana...


Fui aos hospitais e às creches, aos gabinetes das Nações Unidas e entrei também nos conventos...


Nas indústrias, nos campos, nos centros espaciais e nos botecos...


Vi bandidos levando mocinhas para os matagais e gente boa traindo amigos...


Não tem mais graça!... Não é só isso, não é nada disso, se for só por isso!... Isso tudo é só um cenário, um palco para vocês se apresentarem nas suas existências...


Há quem ruge mais espantosamente enquanto vocês brincam de viver! O Dragão está de boca aberta e ninguém percebe...


Nós vamos levando a carruagem da Terra, como as renas e Papai Noel! Mas só fica nela quem se segura nela... outros milhares chegam atrasados para a carona cósmica... e outros, milhões, caem dela porque não querem isso não! Querem a vida do jeito que ela é... assim mesmo, cheia de movimento, de novidade, de intensidades nas aventuras de cada dia... e "ai" de quem vier falar de "Pai Nosso que estais nos céus"...


Na calada da noite nós temos vindo em pessoa, visitar os antros das volúpias... as algemas dos aprisionados, muitas vezes estuprados ou assassinados para sobrar mais espaço nas celas...


Lá nos canaviais os corpos dos homens e mulheres gemem, sem que ninguém faça nada, pois o amanhecer chega logo e mais trabalho por mínimo valor os aguarda em caminhões lotados...


Gente da alta sociedade dorme em cetins macios onde dormitam com sua beleza externa retratada pelos bons tratos, espreguiçando-se lá pelo meio do dia... e nem sonharam com nenhum vulcão, nem com terremotos...


A boutique aguarda muitas mulheres... Outras tantas vão buscar o pão de cada dia... muitas lutam pelo seu país... a maior parte, porém, sejam homens ou mulheres, passa longe de saber que a Terra alberga em seu bojo, muitas criaturas que "controlam seus cérebros"...


Os veículos disputam raça e velocidade nas pistas de asfalto prestes a se abrirem em brechas imensas...


Uns andam de ternos pretos e gravatas, dando poder aos seus espíritos deficitários... outros com bolsas de tecidos rotos e brincos nos seus narizes... todos vão caminhando, sem saber por que, nem para onde...


Tem trens correndo com a massa humana, levando crianças para suas escolas e trabalhadores para suas searas...


As parturientes gritam para dar à luz muitos espíritos que vem trazendo boas novas... mas milhares deles voltam para cá antes de respirarem por sequer algumas horas ou dias... a falta de instrumentos nos hospitais, os médicos com salários baixos... sempre muitas desculpas...


Lá nas praças tem os meninos com fome, sentindo a dor da falta de suas mães ou pais, e se anestesiam com pastas brancas ou pedras ácidas... Todo mundo olha e continua...


Os gabinetes dos governos, muitos comprometidos com o bem geral, mas sem poderem agir por sua vontade, submetem-se aos chefes da política e do poder invisível das máfias nacionais e internacionais...


Os outros, muitos deles, alienados do que poderiam resolver... e a vida vai andando...


A pressa e a insanidade, o desconhecimento sobre o por quê da Vida, as sensações e as ambições, regendo a existência da humanidade em trâmite, sem que o saibam...


Extraterrestres? Só risadas... 2012? É mesmo?... É a ironia e o descaso de sempre com as questões mais gritantes da vida humana... Ignorância e materialismo, egoísmo, imprudências, orgulho e violência, ainda são as marcas da vida de milhões de terráqueos...


A "alienação" ainda é a mais absurda constatação que fazemos, a despeito de todos os seres de luz envolvidos em suas árduas missões divinas neste planeta generoso...


Tem gente boa no mundo... tem quem fale a verdade... o mundo está melhor, por certo ângulo... mas é pouco... é pouco...


Sou Mestre Afra e venho dar minha contribuição neste ciclo novo da Terra!


Minha mestria é a de conclamar os seres à desmistificação dos poderes efêmeros, das pretensas argumentações dos seres humanos de que raças, cores, crenças e poder financeiro, religioso ou político dêem salvação às criaturas da Terra.


Sou contrário à falsidade... sou determinado para dizer o que está errado... resoluto para falar com mais veemência sobre o que o ser humano está fazendo...


Não há nada mais necessário nos seus dias de hoje do que afirmarmos que resta muitos deles pouco tempo para tanto aprendizado... Tem muita coisa para vocês aprenderem... Nem o vazio de suas almas os alertam para o prejuízo que está havendo para os seus destinos espirituais...


Vejo muita fantasia nos êxtases espirituais de muitos crédulos em Deus...


Afianço que muitos traçam bem suas tarefas na Terra... Mas a margem entre a luz e a sombra está muito próxima...


Não há garantias de redenção rápida para os seus espíritos... Os próximos séculos de experiências em outros planetas de provações ainda é uma prerrogativa para muita gente...


Aqueles que não despertarem agora, gemerão desmesuradamente! Existem esquemas de evolução e muitos de vocês partirão para planetas de expurgo, em vidas muito mais difíceis do que as que hoje vocês vivem.


Há um confronto entre luz e sombra... Queremos almas! Os dragões também...


Quantos estão alertando seus irmãos sobre isso?


Quem de vocês que me lêem estão preocupados com o destino espiritual de seus entes queridos, esses mesmos dos quais vocês se lembram agora, e que estão ou nos vícios, ou na mentira, na insensibilidade, na materialidade da mente, ofuscados pela visão estreita de que só existe uma vida, esta vida que vivem, na tresloucada corrida pelo ouro, pela revanche antifraterna, pelas disputas de poder, de imagens, pelo enganoso propósito de vinganças, de competição de dons, passando por cima dos próprios companheiros humanos, para lograrem melhores patamares onde possam se sentir mais do que os demais?


Será que os humanos pensam que estão livres do exílio pelo qual vão passar, caso não haja reformulações urgentes nos seus modos de agir?


No tempo da escravidão, os negros eram tidos como animais ou como seres irracionais... e, por muitos milhares de anos, isto aconteceu com outros grupos de viventes, em todos os lugares... sempre a exploração dos mais fracos... sempre a imposição dos mais poderosos, sempre a crença de que os brancos são a nata do planeta... de que os índios devem ceder seus logradouros naturais para o enriquecimento dos vis... de que as nações pobres são compostas de populações que "não precisam comer"...


E pouquíssima preocupação com o futuro de suas almas... o desconhecimento das leis espirituais, divinas...


Hoje, na Terra, correm para lá e para cá os seres humanos, sem saber o que os aguarda...


Os vanguardeiros da evolução, encarnados, fazem o que podem e, ainda, sabendo que são vítimas de torrentes espirituais contrárias ao bem e à luz, que os querem tirar de cena, para que não venha a Verdade sobre a face da Terra, de forma mais disseminada, lutam arduamente para se firmarem em seus centros, mas o sofrimento também os abate, e as perseguições os sufocam e alguns sucumbem ante o furor das chamas fumegantes dos comandantes do inferno...


Seres de luz plasmam seus corpos em ventres de mães de todas as cores e raças, em todas as nações... mas o índice de mortalidade infantil está assombroso! Milhares morrem ao nascer, outros milhões são violentados em tenra idade e caem no mundo espiritual novamente... A crise do infanticídio está generalizada e isto é obra do Dragão!


Quem é que está sabendo que também trabalham, nos abismos de escuridão dos infernos do planeta, bilhões de criaturas hediondas que disputam poder com o Criador?


Quantos sabem que suas mentes estão aprisionadas em laboratórios de espetaculosa tecnologia ANTICRÍSTICA? E que seus corpos, milhares deles, estão clonados e sendo envenenados, enxertados com outras espécies de baixo talão, manipulados para obedecerem às ordens dos dragões sombrios que ainda permanecem no planeta como resíduos milenares da população de exilados planetários, desde os mais primários anos de vida humana na Terra? Além de outras raças de outros orbes, todas conspiradoras, cuja dissolução de suas mancomunações é o Objetivo, hoje, de todas as falanges de anjos, de extraterrestres, de mestres venusianos, de semeadores de luz de todas as doutrinas humanas, xamãs ancestrais e guardiões dos umbrais...


Como ancestral da Terra, estudei a forma mais acessível de falar aos seus corações... pois que a cada qual de nós compete alertar o ser humano, dentro da sua específica atribuição divina, nos nossos planejamentos de ação sobre o planeta.


Há poderes em confronto!


Nada além do Poder Superior do Criador Absoluto e dos regentes intergalácticos que zelam pelas eras deste planeta... Mas existe "luta", existe "ação" do plano espiritual para que os homens não sejam mais prejudicados do que as suas próprias expiações já delineiam para suas vidas conturbadas...


Não sejam ingênuos! Tem muita guerra espiritual acontecendo e muita luta ainda pela frente!


O Comando Ashtar faz a sua parte, as religiões fazem as delas, os regentes dos raios de poder sobre a Terra também, os missionários de luz, em carne humana, por vezes baqueiam ante a intensidade da força contrária, mas vencem na maioria das vezes, pelo nosso apoio irrestrito... Mas, e os outros?


Quantos bilhões de desavisados! Quanta luta dos que conhecem a verdade das infiltrações espirituais na vida humana e tentam, por todos os meios, divulgá-la... Muitas vezes, no entanto, sem o alcance que seria o ideal, o necessário para atingir o bojo dos corações humanos!


Isto porque , com certeza, cada qual vai se aproximar da verdade quando estiver preparado para tal... E isto, todos os que já são esclarecidos sabem... A própria evolução pessoal é um ímã que atrai cada qual dos seres humanos para aquilo que sintoniza-se com seu modo se ser, e de pensar e de sentir...


Obviamente que vocês não podem ser responsabilizados pelo desinteresse dos outros homens sobre suas necessárias redenções ou despertamentos para a verdade espiritual... para a clara visão do que está por vir...


Ninguém vai sair por aí trombeteando a céu aberto e que os tempos são chegados... Vão ser ridicularizados e tidos como loucos ou fanáticos religiosos... Difícil saber e não poder compartilhar, não é? Sabemos disso...


Há, portanto, que se instaurar um mecanismo de "Desipnotização" coletiva dos "seres humanos presos pelos dragões", em simbiose com suas mentes e suas ações, e que tenham o merecimento de serem resgatados...


E isso, não somente "Nós" deveremos fazer...


Existe uma responsabilidade espiritual de muitos de vocês que, ao nascerem, dispuseram-se a participar deste momento da Terra, trazendo a ajuda de suas próprias condições especiais adquiridas em centenas de vidas, ou em estágios de preparação, nos cursos espirituais das nossas colônias e templos de sabedoria, no plano espiritual da Terra e em eventos realizados em outras dimensões, igualmente, com o propósito de que cada missionário espiritual encarnado se lembre se suas atribuições estabelecidas em conclaves e conselhos.


Falo agora, então, especialmente, àqueles seres irmãos, que estão aí, na Terra, sabedores de que possuem um cabedal mais aprimorado do que muitos... Sabedores de que são conhecedores das leis do "Magnetismo Espiritual" e do poder magnético da terra, terra mesmo e de tudo o que há nela...


Conclamamos os antigos sacerdotes atlantes e lemurianos, antigos incas e maias, druidas e celtas, mestres tibetanos e povos ciganos, e os magistas do Oriente, os ETs que sabem que o são, e que estão encarnados a serviço no planeta, para que se lembrem que vieram cumprir uma missão...


Apelamos aos xamânicos, umbandistas, wiccanos, maçons, rosacrucianos, magos brancos encarnados, espiritistas ecléticos, universalistas ramatisianos, esotéricos de mente não fragmentada pelas idéias somente de ascensões e luzes exageradas, seres todos de outras modalidades de pensamento e de religiosidade, mas que detenham o "Saber" sobre o poder dos elementos, dos reinos da natureza, das energias condensadas e seus poderes profundos e eficazes, do poder dos símbolos e das formas, dos números e da "Palavra", escrita e falada, da eficácia das energias positivas das polaridades bem equalizadas, tanto nos seres humanos como nos elementos em conjunções... os que conhecem a força dos mananciais, das montanhas, da vegetação, dos rios e mares, dos minerais, cristais e dos metais... e os que já sabem manipular as forças da matéria, dos raios cósmicos e das energias adimensionais em celebrações à Mãe-Terra, para que "se dêem as mãos" , em espírito e em irmandade humana, e estejam em uníssono com as inspirações que lhes daremos a partir de agora, em seus SONHOS e em suas INTUIÇÕES, em seus aparatos de conexão mediúnica e na sincronicidade que perceberão acontecerem no dia a dia de suas funções espirituais... para que sejamos todos vitoriosos na concretização de tarefas específicas de cunho espiritual planetário que estruturamos juntos... um dia... antes de seus reencarnes, e que continuamos a adubar em suas mentes, a cada madrugada em que se esticam, nos seus cordões de prata tão elásticos, para virem até nós, em consciência extrafísica, com todas as suas lembranças de seus propósitos de vida na Terra!


Poderes em confronto... o Bem e o Mal...


Não enfrentaremos, no entanto, lutas acirradas, em bases de desafios!


Estudamos sim, em torno de todos os assuntos de importância para a atual conjuntura planetária, com os "Estrategistas Ancestrais" que moldaram a Terra, toda uma nova modalidade de atuação espiritual no planeta, iniciando sua disseminação a partir de novos canais que tem surgido e surgirão em toda a Terra...


Tenho o papel, no dia de hoje, de antenar nossas disposições próprias de ajuda à Terra a essas novas propostas de metodologias espirituais eleitas, idênticas aos tempos da magia branca na Atlântida... mas com um aparato venusiano mais atuante, pelo próprio diferencial energético deste ciclo em que a Terra muda sua condição vibratória.


Vim hoje falar a vocês que, sem afrontar os Dragões e suas artimanhas, teremos que "UNIR NOSSAS FORÇAS ESPECIAIS" para maior abrangência de resultados nas mentes das pessoas adormecidas e hipnotizadas, tanto encarnadas, como desencarnadas, com as suas contrapartes etéricas escravizadas em laboratórios umbralinos, sem contanto, agirmos como atacantes...


Como eu estava dizendo... atenuando o assombro que possa já estar existindo em muitos de vocês... é dificil esclarecer muita gente sobre a realidade espiritual... É difícil até pensar em que muitas pessoas encarnadas possam estar aprisionadas no plano astral da Terra...


Interferir no destino de milhares de criaturas desavisadas e em milhares delas escravas das sombras parece tarefa somente para as hierarquias divinas e para as naves saneadoras de Ashtar Sheran...


Entretanto, afirmo, por ordem superior, que estamos estabelecendo agendas de conexão com vocês, nos seus itinerários de sintonia espiritual para o auxílio ao plano divino, através de ações científicas espirituais, baseadas na metodologia dos antigos pajés, atlantes, celtas e africanos que manipulavam a natureza...


Existe um caminho de ajuda eficaz, que alcança estas milhares de criaturas, sem que elas necessitem saber o que vocês sabem... Nem precisam estar iluminadas para ascenderem aos páramos celestiais... mas podem ser "RESGATADAS"!


Nem todos os que perambulam por aí, sem nada saber sobre a vida espiritual e seus compromissos, são seres inferiores e destinados à derrota de suas existências...


Também não nos compete julgar que os que estão escravizados nos umbrais da Terra, servindo àqueles seres escuros, estejam todos escalados para entrarem no turbilhão de decaída ascensional, partindo para outros orbes, quando agora das modificações geográficas do planeta pelas calamidades que estão acontecendo...


Muitos pensam que os seres espirituais tem que se encarregar de tudo e, de certa forma, ficam numa situação de comodismo... Tem muita confusão sobre isso... De certa forma, até os "eleitos" fogem de maior atuação espiritual, na duvidosa certeza de que estão "garantidos"...


Posso até afirmar que existe um certo fanatismo, nas convicções de que basta "se encherem de luz"! São pensamentos individualistas... muitas vezes egoísticos... É como se dissessem: -”DESISTO DO SER HUMANO! O que importa é para onde vou!”, ou ainda - "Salve-se quem puder!"


E nem se lembram que o filho do vizinho rabugento pode ter sido o seu pai em outra existência, e está prestes a perder você de vista durante bilhões de eras intergalácticas... e , que, "no frigir dos ovos", como vocês falam, vocês todos, a humanidade terrena, são todos "UM SÓ"... Quando um sobe, sobem milhões na "teia" espiritual de que ele faz parte na grade da evolução conjunta...


É sutil o liame entre a verdade de que: -"Cada qual é responsável pelos seus atos, sua evolução e seu destino espiritual", versus: - "Vamos ver o que podemos fazer pelos nossos semelhantes?"


Se fosse somente uma aquisição pessoal "a glória no paraíso" para onde muitos pensam que vão, e aos outros, mais ignorantes e maus, "que se danem"... não é assim que dizem?... Então não haveria o porquê de a Terra estar totalmente cercada de naves espaciais físicas e etéricas, de seres intergalácticos em operosidade extrema pela salvação da Terra, de milhares de seres espirituais de todas as faixas e graus evolutivos, convocados para servirem aos seres humanos e tentarem direcioná-los para a evolução que lhes é requerida pela lei natural divina...


Isto chama-se: FRATERNIDADE...!!! Fraternidade Universal! União! AMOR UNIVERSAL!


Existe um "Interesse" em nossos seres... de nós, que somos do Espaço e das regiões de ventura... Um interesse em que as criaturas da Terra sejam auxiliadas, resgatadas, salvas de si mesmas e dos ataques das trevas do mundo da matéria...


Há aparentes dissonâncias de pensamento espiritual das hierarquias que tem se comunicado, através de vários canais... mas não são facções...


Muitos mestres falam por outros paradigmas... mas, na verdade, não estão em contradição... apenas enfocam aspectos distintos, para maior clareza sobre a responsabilidade individual de evolução e ascensão... mas nenhum Mestre de Luz que fale sobre as vossas ascensões negam que o ser humano tenha que ser solidário... Vocês fazem isso nas horas das catástrofes... muitos saem de seus países e vão acudir os soterrados... Por que não auxiliar no âmbito espiritual, somando esforços com o nosso empenho do lado de cá?


O conhecimento integral também é apregoado por todos... e não existe fragmentação nos nossos conselhos intergalácticos... Vocês tem que discernir o que é "esquema pessoal de evolução" e o que é responsabilidade humanitária, solidariedade humana, planetária e cósmica universal... Nós estamos justamente fazendo isso, apesar de nossas luzes, podendo estar lá no paraíso celeste, mas aqui estamos... para RESGATÁ-LOS...


Enfim, o enfoque que se tem dado à questão de que os elementos da natureza vão servir eficazmente para a dissolução de correntes maléficas tem sido apregoado até mesmo pelo Comandante Ashtar Sheran, que é um sábio sobre o poder das estruturas atômicas e radiações nucleares, pois trabalha com isso... Suas naves e todos os seus comandados são seres especializados em dissolução atômica... E com esse arsenal de conhecimento, ele colabora eficazmente no saneamento da psicosfera planetária e também nas regiões umbralinas... E não nega que os elementos da própria Terra também tenham esta capacidade...


O Cacique Pena Branca e Ramatis tem vindo falar ao mundo sobre a Metaciência...


Mestra Nada explicou, em sua primeira mensagem, no início desta estruturação de suas pautas de canalizações, como "A Voz do Raio Rubi" , que muitos seres falariam por este canal, de forma desimpregnada de equívocos conceituais, religiosos, isto é, todos os seres comprometidos com as revelações que serão feitas, e já tem sido feitas, falariam de forma "linear" sobre as questões espirituais, sem fragmentar a Verdade Única Universal...


Isto porque chegou a hora de se aglutinar tudo... Chegou a hora de quebramos barreiras de entendimento...


Quando falo em convocação de todos os que conhecem as energias da Mãe-Terra, e que estão vocês, da Terra, de certa forma, sob a "Insígnia do Dragão", e que muitos terráqueos estão dormindo no berço da ignorância espiritual, pretendo que enxerguem isso mesmo... que entendam que, neste momento, todos estamos unidos no propósito de esquadrinharmos todos os aspectos teóricos sobre as possibilidades da própria Terra, que possam gerar mecanismos novos de ação espiritual no mundo para consolidar-se um regime de salvamento dos exércitos de seres retidos nos planos abissais, que tem chance de reingresso no dinamismo da vida para suas experiências continuarem no rumo da ascensão e não da escravidão espiritual...


É sob jurisdição divina que estamos falando ao mundo... Nem brincando poderíamos usar este mecanismo de mensagens espirituais para confundir os seres humanos...


É uma verdade a de que é preciso conclamar os poderes das energias dos elementos naturais da Terra...


Isso funciona como a "Homeopatia"... A Terra está em erupção jamais vista... Vomita o mal que a envenena... E ela mesma, em dinamizações atômicas bem determinadas, poderá minorar convulsões exageradas...


O "PODER" de GAIA , o poder da MÃE que é RAÍZ, o PODER do "PRINCÍPIO FLUÍDICO UNIVERSAL" condensado na matéria, nos reinos da natureza, nos gazes, nos fluidos, nos elementos todos da Terra... é absoluto!... Dentro, porém, da relatividade de pertencer a um outro corpo estelar maior que si mesma, e de estar orbitando em círculos concêntricos gravitacionais divinamente equalizados energética e estruturalmente e, portanto, estar atrelado a outros dispositivos de restauração planetária... o que não inviabiliza outras ações "in loco", no próprio planeta...


O que quero dizer, irmãos da Terra, é que, da mesma forma que quando vocês estão caindo na doença ou na depressão, todos tem o potencial e a condição de lutar contra elas e as vencerem... o planeta, isto é, VOCÊS no planeta, agindo em benefício dele, com suas riquezas medicamentosas naturais, em conexão com as forças espirituais, poderão ajudá-lo, também, a minorar as dores de muitos, a clarear a mente de muitos, a libertar muitos que gemem no plano astral, da égide fictícia dos Dragões ancestrais e que atormentam a Terra, e que massacram e violentam os seres humanos... quando é preciso, então, que sejam fraternos, e auxiliem os trabalhadores espirituais, doando da sua condição de conhecimento magístico ou de ectoplasma mediúnico, sem afrontar os seus poderes, mas movimentando as energias supremas da própria Mãe-Terra, em pranto planetário, nas bases que a Metaciência vem apregoando, ou seja, USANDO A NATUREZA, CERIMONIALMENTE, de forma inteligente e aberta!


Os "Pretos Velhos", da Umbanda, sabem fazer isso muito bem... assim como seus caboclos ancestrais, seus pajés e caciques... Os xamânicos igualmente... e toda a magia branca de muitos estudiosos sérios...


Os indígenas sempre souberam louvar a natureza, reverenciando seus deuses e fazendo rodas e fogueiras, símbolos em seus rostos e bebendo chás fumegantes, entoando mantras e cânticos, manipulando as forças naturais a seu favor...


Os Devas de todos os reinos da natureza articulam mil formas de extração de éteres de matas e águas do planeta, do fogo, das rochas e dos elementos estratosféricos, fazendo a sua parte na restauração diária dos reinos sob a sua jurisdição, a bem de toda a VIDA na Terra...


No entanto, além disso, existe algo definitivo, que é o que nos move a falar sobre este tema novamente: o "Magnetismo Humano" acionando as "forças da natureza"... e isso será tema "prático" em todas as escolas dos próximos milênios... Todos os alunos saberão manipular a matéria a benefício do planeta!


Já são eles mesmos os novos "caravaneiros do futuro" e estão chegando...


Grande parte deles são magos estrategistas, ecologistas, geneticistas, microbiologistas, vegetoastromagnetistas, magistas litúrgicos da "Ordem Celeste dos Magos Brancos Interplanetários", da qual o nosso amado Ramatis faz parte como Mestre Multidimensionalmente graduado...


A questão do poder da matéria, da magia e das ações humanas neste campo tem respaldo na "Ciência Integral Ancestral"...


Tudo paira em torno do poder característico dos Fótons, dos Quarts, do cabedal de informações da Física Quântica, do poder plasmatório do "Éter Físico da Terra", do "Fluido Vital" em todas as mônadas ancestrais de todos os elementos naturais e da própria vida humana... e sobre isso ainda muito será explicado nos próximos decênios até o "todo o sempre"!


A forma como os seres humanos podem se defender de malignidades do inimigo comum dos terráqueos, sem partirem para o ataque ou para o confronto imprudente e fatalmente vencido pela potência do mal em ação... é conhecendo todas estas particularidades da matéria e, com muita "religareidade" (vejam que não digo: religiosidade)... com muita fé racional, aliada à boa intenção, ao conhecimento do que fazem e o que pretendem, sempre na expressão mais amorosa e fraterna de se dispensar ajuda ao planeta e aos seres humanos, fazerem a religação do "Elo Perdido" na vida dos seres humanos, qual seja, o "Dinamismo e a Sinergia entre Forças Espirituais e Materiais"...


Eis o sentido e a cientificidade de muitas áreas espirituais que acionam os poderes da matéria, através de manipulações magisticas, no intuito de auxiliarem os seres humanos...


É claro que também são acionadas essas forças por exímios "magos negros", do mundo subastral e também por tantos deles mesmo encarnados, ou por pessoas inexperientes, inescrupulosas, irresponsáveis e inconsequentes, agindo num campo de radiação exuberante, muitas vezes, e fatidicamente, somente para o mal de alguém, ou por interesses em vantagens pessoais e, pior do que isso, facilitando "alianças" com os reinos do Dragão, quando então tornam-se os seus escravos, para trabalharem quando dormem, pelo enfeitiçamento gradual de todos os seres de responsabilidade espiritual, ou social, institucional, governamental, com a finalidade de que seja derrotada a própria Terra...


Quanto a isso, que as suas almas sejam esclarecidas... e isso sim pertence às eras de aprendizado e crescimento, redenção e ascensão, nos planos materiais da vida universal...


Bem... seja bem vinda a "Criança do Terceiro Milênio", que saberá lidar com tudo isso...


Mas, por isso mesmo, os Dragões as tem matado, por mil meios de crueldade...


Muita coisa podemos fazer sobre isso... Os índios, os africanos, os celtas, os astecas, incas e maias, reverenciavam a natureza por mil formas para salvarem "UMA ÚNICA CRIANÇA DE SUAS ALDEIAS"...


Amparem-se em nossos avisos, seres da Terra! Não se apeguem somente à notícia de que o mundo explodirá em várias partes e que vocês entrarão em naves salvadoras...


Há ainda "MUITO O QUE FAZER E APRENDER"!!!


Amem mais... amem aos seus semelhantes... Façam alguma coisa por eles!


Estudem mais ou procurem integrar-se em grupos de magistas experientes, sérios, preparados, já atuantes pelo bem da Terra, cada qual com suas características, com quem possam implementar "Polos" de força espiritual de grande porte, que serão, para nós, usinas de "Força Magnética Humana", para interação importante com os nossos trabalhos de maior transcendência...


Falei aqui por este canal, enriquecido em minhas palavras pelo assessoramento de sábios "pais velhos" de "Liturgias EtéreoFísicas da Magia Branca" (Pai João de Ronda da Virada Planetária, Pai João de Aruanda e Vovó Catarina das Santas Almas do Cruzeiro Divino) e precursores da bem planejada "Universidade Espiritual de METACIÊNCIA", que será obra próxima na Terra, pelo labor incansável de Mestre Ramatis e de Mestre Cacique Pena Branca, ao lado de milhares de outros seres de brilhante mestria nestas questões delineadas nesta noite, como El Morya, Allan Kardec e Hilarion.


Saudações deste negro ou branco, amarelo ou pardo, azul ou violeta, o "irmão" que caminhou na África, dentre outras vidas e que, voltando à Terra, após séculos no plano espiritual, como o polêmico "Zumbi dos Palmares", hoje vem falar sobre estes retalhos de sabedoria, para que, unindo-os a outros tantos enfoques dos trabalhadores das hierarquias, possamos auxiliar na compreensão da Grande Verdade Universal!
Observem que a cabeça degolada deste Zumbi continua pensante... (hehehe...)


Desejo a vocês uma vida de vitórias!


Graças a Nzambi!!!




MESTRE AFRA




Obs.: "Nzambi" significa, na Nação Angolana, o Supremo Pai Criador, o Princípio e o Fim de tudo(Mensagem canalizada por Rosane Amantéa, em 23/05/2010)


Mensagem canalizada por Rosane Amantéa em 23/05/2010.





©2010 Rosane Amantéa
Esta mensagem pode ser compartilhada com outras pessoas desde que os direitos autorais sejam respeitados citando o autor e o link
http://rosane-avozdoraiorubi.blogspot.com/
Obrigada por incluir o nome do autor e o link do site quando repassar esta mensagem.

CINCO PASSOS PARA DESPERTAR SUA FORÇA INTERIOR:


por Maria Silvia Orlovas - morlovas@terra.com.br





Os Mestres ensinam que somos seres de luz, seres espirituais experimentando a vida na matéria, mas vamos combinar que não é nada fácil se lembrar disso no dia a dia. Afinal, são muitos os desafios e às vezes nos sentimos fracos, sem coragem, sem forças para continuar.
Em geral, os pensamentos estão tão viciados nos problemas, que temos dificuldade para nos abrir para um outro jeito de encarar a caminhada. Por isso, fiz uma lista de atitudes que podem ajudar você a resgatar sua força interior. Lembrando sempre que palavras, atos e pensamentos devem estar em uníssono. Precisamos dessa consistência entre aquilo que pensamos, falamos e agimos, pois esse é o princípio da nossa força.

1. Aceite os testes. Muitas vezes, nossa vida fica muito difícil por que não aceitamos o que está acontecendo com a gente. É comum acharmos que não merecemos essa dor, não merecemos enfrentar um conflito, um abandono e, com isso, ainda que estejamos vivendo essa situação no mundo objetivo, internamente, estamos resistindo de todas as formas. Ficamos doentes, estressados, calados, guardamos sentimentos, enfim, criamos todos os tipos de condições para evitar a dor. Assim, uma experiência que poderia ser rápida, acaba demorando para passar. E você, que não terá como evitar, sairá ferido, magoado e pode ser que como não absorveu a lição e assumiu a resistência como força, poderá ser convidado pelo destino a novamente enfrentar o mesmo tipo de situação.

2. Entenda que ceder não significa perder. Muitas vezes intuimos, ou até sentimos que estamos errados, mas para não demonstrar uma fraqueza, resistimos a uma situação sem solução. Evitando de qualquer forma mostrar que perdemos. Não entregamos os pontos, afinal, fomos educados, crescemos numa sociedade que coloca os vitoriosos, ricos, bem-sucedidos em destaque e oferece a todos os demais que têm uma vida normal, uma condição sem brilho especial, sem luz. Assim, se não ficarmos atentos, estaremos ensinando aos nossos filhos serem competitivos, sem respeitar a individualidade e talentos que muitas vezes podem ser diferentes e até desafiadores.

3. Recue quando necessário e se dê um tempo. Questionar o nosso caminho é muito saudável. Lembrando que aquelas pessoas que não têm um diálogo interno costumam sofrer muito, e até adoecer. Por que com o diálogo, com as questões que vão aparecendo, nós crescemos, assumimos posições, fazemos escolhas e nós respeitamos. Sem autorrespeito, nenhum sucesso fará sentido. Você já deve ter visto pessoas ricas, que "têm tudo" se sentindo sem valor, vazias, encontrando no consumo a válvula de escape para suas dores. Pode ser até que você, em algum momento de sua vida, tenha se sentido atraído para soltar suas mágoas e frustrações num shopping. Dívidas nascem assim. A busca para fugir da dor causa muitos prejuízos tanto na sua conta bancária quanto nas emoções. Assim, antes de comprar, consumir, brigar, dê um passo atrás. Ouça seu coração ou, no mínimo, ouça suas dúvidas, por que aí esta começando a sua cura.

4. Faça escolhas. Sempre você pode escolher. Sempre você pode se dar um tempo para pensar melhor. Nessas horas, uma boa meditação, às vezes, uma terapia ajuda muito. Conheço muita gente que aprendeu que tem que fazer, agir, trabalhar e se entope de responsabilidades, quer cuidar de todo mundo e acaba se esquecendo de suas próprias necessidades, e com isso se frustra ainda mais. Pois se sente carente, quer ter a aprovação dos demais, e quase sempre isso não acontece. Infelizmente, é muito comum a gente perder parte da força interior quando se sente injustiçado, quando sente que se doou para alguém, ou para alguma causa e recebeu de retorno o desprezo, brigas ou competição. Por isso, antes de entrar numa empreitada, num relacionamento, mesmo que de amizade, ou até de trabalho, olhe bem para onde vai, pense bem sobre o que está esperando desse movimento e veja se deve ou não se envolver. A vida oferece muitos riscos e muitas vezes o mais sábio é fazer, enfrentar mesmo, com muita coragem, mas sempre existem uns sinais. O universo sempre aponta alguma coisa... o coração sente, então, ouça, conecte-se, dê um tempo e faça sua escolha.

5. Tenha coragem. Sempre pensamos em coragem como algo que nos impulsiona para frente, para a ação, para a conquista, e não olhamos a coragem como uma consciência de que podemos voltar atrás, buscar em nós mesmos proteção, amparo e acolhimento. Precisamos de muita coragem para vencer o orgulho, pedir perdão, assumir para nós ou para alguém da nossa convivência que fizemos uma escolha ruim, que teremos que recomeçar, que perdemos. E quem não perde? Quem não erra? Quem não se engana?
A vida é cheia de situações aparentemente obscuras. Pois, às vezes, falta força e sabedoria interior para discernir o que é certo ou errado e às vezes falta uma benção mesmo, algo de conexão espiritual para nos proteger e afastar do mal caminho, das mas companhias. Por isso invista no seu caminho interior. Invista na meditação, oração, e em todas as curas espirituais, isso da muita força. Você é um ser de luz, que pode errar e que muitas vezes erra sem querer, nem por isso é uma pessoa fraca ou sem valor.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

EDUCANDO CRIANÇAS ÍNDIGO E CRISTAIS: EDUCANDO COM O CORAÇÃO




Educar uma criança Indigo ou Cristal é um previlégio especial nestes tempos de turbulência e mudança. Como um pai ou mãe, tu estás a contribuir para a fundação de novos padrões de educação de crianças no planeta. Estás a emparceirar com a tua criança para elevar a ressonância da relação entre pais/criança para o mais alto nível possível nestes tempos.
A criança Indigo ou Cristal veio ao planeta com a sua própria “missão”. Como um Indigo está aqui para desafiar formas e crenças existentes, e como um cristal está aqui para ensinar amor e o reconhecimento de plenos poderes. Vocês, como pais, são os parceiros nesta missão de ensinar e curar. Podem ajudar a vossa criança a realizar a sua missão começando por compreender o que é necessário de vocês. Como pais de um Indigo, podem esperar ser desafiados a cada esquina, mas tendo as técnicas para lidar com estes desafios vai-se criando uma relação mais fácil entre vocês e a vossa criança Indigo. Como pais de um criança Cristal, vão ter de lidar com uma força de vontade muito forte e lutas de poder frequentes. De novo, tendo as técnicas educativas para lidar com estes assuntos vai facilitar o crescimento e o desenvolvimento da vossa criança.

O Paradigma Velho de Educação
O Paradigma velho de educação simplesmente não trabalha com os Indigos e Cristais. E isto é esperado. Eles estão aqui para desafiar o paradigma velho e substitui-lo por um melhor. Por isso a maneira como vocês foram educados não irá trabalhar com eles. Vocês não podem repetir os vossos próprios padrões de educação – quer conscientemente ou subconscientemente. Como pais de uma Nova Criança, vocês teem de tornar-se conscientes do padrão particular de educação que escolheram.
O velho paradigma era baseado na sua maior parte em Poder e Medo. Os pais viam a criança como uma responsabilidade que tinha de ser assumida, e o cargo dos pais era ter a certeza que a criança era sustentada materialmente, educada e transformada em um adulto, tal como todos os outros adultos. A criança foi criada a temer castigos e a ver os pais, professores e outros adultos como figuras de poder. A criança foi ensinada por estas figuras de poder a aceitar as normas da sociedade, mesmo que estas fossem contra as suas inclinações naturais. Os pais e assistentes domiciliários viam o controlo da criança como o seu dever. Eles tinham então o direito a castigar a criança, até com violência, se esse controlo ( geralmente em forma de regras e proibições) fosse desafiado ou ignorado. O objectivo das regras e proibições era para assegurar que a criança “pertencia” ou conformava-se com a sociedade. Pais do Estilo Velho frequentemente dizem coisas como “Tu vais fazer isso porque eu digo que vais, e eu sou o teu pai/mãe”, ou “tu vais fazer isso porque é o que toda a gente faz”.
Os pais do Estilo Velho são Autoritários, e exigem obediencia e respeito baseado na autoridade investida nesta relação de criança/pais. Neste sistema de crença, os pais são tomados como “donos” da criança e teem o direito de exigir obediencia. Os pais acreditam saber mais e serem mais sábios, e por isso teem o direito de exigir certos padrões de comportamento e escolher a vida da “sua” criança.

O Paradigma Novo de Educação
O paradigma novo de educação é baseado no Amor e é derivado do Centro do Coração. Neste novo paradigma, cada criança é vista como uma dádiva e previlégio. Educar é visto como uma experiência do coração, em que ao adulto é dada a tarefa de educar e assistir uma alma nova acabada de chegar ao Planeta. Esta tarefa é uma associação, em que os pais e criança partilham a aventura de criar uma experiência consciente de crescimento e aprendizagem dentro dos parâmetros educativos da relação.
Neste modelo de educação baseado no coração, a criança é vista pelo que é – uma alma altamente evoluida e desenvolvida. Esta alma Indigo ou Cristal tem a sua própria sabedoria para transmitir ao mundo, e o cargo dos pais é frequentemente o de ajudar essa criança a trazer a mensagem ao mundo. Para o fazer assim é necessário que a criança seja amada e educada, e encorajada a expressar ao máximo o que é que elas são e ser-lhes dada a oportunidade de desenvolverem o seu potencial total num ambiente afectuoso.
De maneira a ser este tipo de pais ou assistentes domiciliários, qualidades tais como Amor, Tolerância, Respeito e Aceitação Incondicional teem de fazer parte das técnicas básicas de educar e de vocação social. Os pais também precisam de aprender e perceber as técnicas de Negociação, Comunicação e Disciplina.

AMOR
Esta é A técnica de educação mais importante de todas elas. E a maior parte das pessoas imagina que “vem naturalmente”. Mas frequentemente, os pais reproduzem o seu próprio paradigma de educação já aprendido sem verdadeiramente pensarem se vem do coração ou não.
Efectivamente, vocês não podem respeitar e amar a vossa criança senão se amarem e respeitarem a vocês próprios. E tantos de nós crescemos com mensagens tais como “não és bom/boa o suficiente”, que criaram auto-estima baixo e dificuldades com amor próprio e auto-aceitação. Qualquer pessoa que trabalha com crianças vai ter de vigiar a maneira como os seus problemas não resolvidos de auto-aceitação possam ser projectados na criança. A criança depois pode ser vista como “mal comportada” ou “ingovernável” ou “fora de controlo”, ou qualquer número de rótulos de “não ser bom/boa o suficiente”.
Igualmente, as hostilidades e coléras não resolvidas de um pai ou mãe são frequentemente reflectidas de volta a estes pelo comportamento da criança. Frequentemente uma criança irritada e temperamental está a representar os sentimentos reprimidos do pai ou mãe.
É difícil criar uma criança Indigo ou Cristal a não ser que tenhas resolvidos os teus problemas e sejas capaz de te amar a ti próprio(a), de reconhecer os teus plenos poderes e de expressares o teu potencial total.
A tua Criança Indigo ou Cristal vai ser o/a teu/tua professor(a) principal, se de facto ainda não tiveres resolvido estes problemas.
VAIS aprender a reconhecer os teus plenos poderes e a dar-te valor – á medida que eles te ensinam as técnicas. Mas é muito mais fácil se já tens estas técnicas, assim educar a tua criança torna-se uma aventura partilhada de crescimento empossado.

ACEITAÇÃO INCONDICIONAL
Esta é frequentemente uma das coisas mais difíceisl para os pais. Frequentemente o orgulho dos pais exige que a criança viva á altura de certas expectativas ou que desempenhe certos cargos.
Mas as crianças Indigo ou Cristais teem o seu próprio ser definido e o seu próprio sentido de quem é que são. Isto é muito claro para eles. E ás vezes este sentido de quem eles são pode estar directamente oposto aos desejos e necessidades dos pais.
Quando isto acontece, requer um pai ou mãe muito especial para conseguir dizer:”Eu aceito-te pelo que és”, e “tu não tens de ser como eu.”
Um pai ou mãe inseguro pode tomar essa precisa diferença entre ele(a) e a criança como uma ameaça, e exigir que a criança se conforme. Mas os pais Novos permitem que a criança desabroche e seja o que é, até mesmo encorajando aspectos do ser da criança que podem ser estranhos à sua maneira própria de pensar ou ser, se é aí que estão os talentos da criança.
Os Novos pais também aceitam que á medida que uma criança cresce e passa pela adolescência e idade adulta, que pode escolher não seguir o caminho de carreira “seguro” e “responsável” que os pais podem desejar. O Indigo pode desejar ser criativo, ou de viagar pelo mundo e ver a vida, em vez de ir para o colégio e seguir um caminho de vida definido.
Os Novos Pais vão ter de perceber que os Indigos e Cristais veem a vida como uma criação contínua, aonde eles são livres para se “reconstruir “ sempre que lhes apetecer, à medida que seguem as suas paixões. Eles provavelmente não teem interesse nenhum em serem seguros e cautelosos, mas antes em serem apaixonados, creativos e divertidos.
Isto não quer dizer que eles não vão criar abundância. Frequentemente os adultos Indigo criam o mesmo nível de abundancia que os pais antes de eles terem trinta anos. Mas eles fazem-no com meios invulgares e criativos.

RESPEITO
Isto está intimamente ligado à aceitação incondicional. Se os pais podem aceitar quem e o que a criança é, então baseado nesta aceitação pode ser construido um respeito mutúo por cada um.
Este respeito mutuo é a fundação/base necessária em que a relação pais/criança será construida.
Muitos pais do Estilo Velho veem crianças como inexperientes e razoavelmente estúpidos até que possam ser ensinadas por adultos experientes e mais sábios. Os Novos Pais estão conscientes que a sua criança é um ser evoluido num corpo pequeno, e há uma troca mutua de ideais e experiências nesta relação. Os pais ensinam à criança/alma as técnicas de sobrevivência que precisa para a vida no planeta neste momento. A Criança ensina aos pais novas perspectivas sobre a vida vindo da sua ligação mais próxima com o mundo espiritual.
Este respeito mutúo significa que cada um de vocês vai permitir o outro ser o que é, sem necessidade de critica ou hostilidade se houver diferenças.
De facto, os Novos pais vão ver estas diferenças como algo para ser celebrado à medida que começamos a perceber a imensa diversidade e possibilidade inerente na vida humana que existe no planeta hoje.

TOLERÂNCIA
Este tópico está relacionado com os dois acima também. Se existe aceitação incondicional, amor e respeito mutuos no lar, então também ira existir tolerância pelas diferenças e necessidades diferentes de cada pessoa na familia.
Esta tolerância pode depois ser alargada à sociedade mais ampla fora de casa. Se ensinares à tua criança que te aceitas a ti próprio(a), e que as aceitas a elas, então é mais provável que elas transfiram este padrão para o contacto com crianças e pessoas diferentes que conhecem na escola e em situações sociais.
Esta tolerância por outros e aceitação de outros faz parte da missão das crianças Indigo e Cristais, e vai ajudar a criar um mundo aonde existe tolerância e aceitação de todos.
Os Novos pais vão mostrar à sua criança que eles podem relacionar-se com ”diferentes” pessoas, com respeito. E que eles podem honrar as diferenças e celebrar a diversidade, em vez de se sentirem ameaçadas e terem medo como muitos pais do estilo velho tinham.
A eficiência dos aspectos mencionados acima no Paradigma Novo de Educação, frequentemente encontra-se na habilidade dos pais de partilhar técnicas de vida com a criança. Isto é feito de maneira mais eficaz com as técnicas de Comunicação, Negociação e Disciplina.

COMUNICAÇÃO
Comunicação com a tua criança é um dos meios chave com que podes mostrar amor e respeito.
O acto de comunicar é um acto de receber e de dar. A pessoa que comunica está a dar e a partilhar ideias e a pessoa que ouve está a receber essas ideias. Os dois processos são “activos”, em que receber ou “ouvir” é também uma habilidade.
Como pais, deviam adiantar-se além de dar ordens e instruções que esperam que a vossa criança obedeça e receba sem duvidar. E acima de tudo nunca deviam perder a calma e gritar no processo de comunicar com a vossa criança.
O uso de cólera e de violência na comunicação apenas ensina a criança que para conseguir o que pretende tem de fazer mais barulho e ser o mais agressivo. De igual modo, castigos fisicos ensinam a criança que para obteres o que queres (obediencia), tens de ser agressivo e violento. Estes padrões de comunicação serão interiorizados e podem depois ser exteriorizados quando a criança interaje com crianças da mesma posição social. Crianças cristais especialmente, estão aqui para experimentar poder, e se, aprenderem de ti que violência é igual a poder, então elas vão representar isto. E frequentemente contra ti.
Então é muito melhor, ensinar a tua criança a comunicar eficientemente, mas com respeito. E aqui a chave é para os dois participantes OUVIREM o que o outro tem a dizer. E no acto de ouvir realmente receber e perceber o que o outro sente e precisa.
Comunica com a tua criança sobre os assuntos familiares que o/a afetam. Não assumas que só porque elas são pequenas que teem apenas de seguir o que queres. As crianças teem necessidades emocionais que deviam ser tomadas em consideração quando se tomam decisões que afetam toda a família.

NEGOCIAÇÃO
Negociação faz parte do processo de Comunicação. Se tu queres que a tua criança siga um certo caminho ou faça certas coisas, então vais ter de lhes explicar porque é que precisam que eles se comportem assim. Os Indigos e os Cristais não estão interessados em ordens autoritárias, mas eles ouvem se falares calmamente e negociares o que tu queres.
Se o que tu queres não os atrai particularmente, é possivel negociar uma recompensa para eles fazerem o que tu pedes. Sendo assim existe uma situação de “ganha/ganha”, aonde os dois participantes ganham alguma coisa que querem.
A técnica aqui não é manipulação, embora pais de Indigos espertos vão ter de estar alerta para que a sua criança não se torne manipulativa. Em vez disso, é chegar a um lugar de conforto mutuo, aonde os dois participantes estão de acordo e contentes com o que tem de ser feito. Por exemplo, se arrumar brinquedos é um problema, negocia com a criança que se todos os brinquedos forem arrumados todas as noites por uma semana, então no fim-de-semana, um divertimento pode ser oferecido. Se não, não há este divertimento. A maior parte das crianças aceitará uma proposta como esta, em vez de ter a mãe continuamente a gritar porque é que os brinquedos não estão arrumados (bem, porque as crianças Indigo e Cristais teem coisas mais importantes e imaginativas para fazer do que arrumar brinquedos).

DISCIPLINA
Embora esta tenha sido deixado para ultima, é geralmente o tópico mais emotivo nas minhas discussões com os pais. Se se dá ou não “dá tareias” como castigo, ou para impor fronteiras.
Eu acredito em não usar violência, sempre. Isto apenas ensina à criança que violência é um instrumento para obter o que tu queres.
No entanto, eu também acredito que o conceito de “disciplina” é pouco percebido na nossa sociedade. É equiparado a regras, regulamentos e castigos. Realmente, a palavra “disciplina” partilha a mesma raiz do que a palavra “discipulo”, e tem a ver com ensinar e aprender. E o/a professor(a) mais eficaz não é aquele que grita e é violento, a não ser que estejas no exército. Na vida normal, o acto de ensinar é mais eficaz quando vem do coração e é transmitido de uma maneira afável e atenciosa.
As crianças precisam de saber aonde as fronteiras estão, e o que é esperado delas no contexto da familia. Isto ajuda a assegurar uma sensação de segurança que encoraja um comportamento calmo. Mas esta informação pode ser transmitida de uma maneira terna e serena, usando as técnicas de comunicação e negociação.
As técnicas de comunicação e negociação fazem verdadeiramente parte da técnica de disciplina.
A vossa responsabilidade como pais é de ensinar a vossa criança – dando o exemplo e por palavras – o que é necessário deles para se tornarem adultos afectuosos que reconhecem os seus plenos poderes. Tu és o/a professor(a), e eles são os discipulos. E ás vezes, eles são os/as professores(as), e vocês, como pais, são os discipulos. Deixem a relação entre vocês ser tão afectuosa e educativa como a de Cristo com os seus discipulos.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

A MEDITAÇÃO XAMANICA COMO MECANISMO DE AUTOCURA:





A meditação xamanica como mecanismo de autocura

Na meditação xamanica faz-se uso de varias ferramentas associadas para mobilizar o conjunto corpo-emoções-mente e espírito para penetrarmos em nosso conteúdo inconsciente e lidarmos com fatos arquivados em um momento em que não tínhamos forças e recursos para lidar com os mesmos, e este acesso permite que nos curemos.


Meditar em si já é saudável, pois o nosso ritmo em atividades normais produz em nossa mente uma emissão de ondas eletromagnéticas do tipo alfa (14 a 40 Hz) e ao entrarmos em relaxamento, colocando a atenção em funções orgânicas como a respiração e batimento cardíaco, nosso ritmo mental-energético lentifica-se para ondas betas (7 a 14 Hz) e como a vibração do planeta está em 13 Hz (Ressonância Schulman) entramos em compasso com o mesmo, nos harmonizando. Quando estamos produzindo ondas alfa, estamos acelerados em relação ao planeta, como se vivêssemos no futuro, gerando ansiedade, medos pela desconexão, e desgaste celular nos levando ao envelhecimento precoce.


Se acrescermos a meditação os sons harmônicos, relaxantes, seja por toque de instrumentos, ou de musica gravada, as ondas que compõe a musica atuam não somente em nossos ouvidos e mente, mas são percebidos por todo nosso campo eletromagnético, na pele atuando em nosso sistema nervoso, nos sensibilizando e trazendo de volta ao presente, reduzindo nosso ritmo mental, distraindo parte de nossa mente consciente, reduzindo nossas defesas e censuras internas, nos predispondo a acessar o conteúdo do inconsciente.
Com estas duas ferramentas, meditação e musica, e pela lentificação do ritmo cerebral, nossa capacidade de aprendizado se magnífica, pois temos maior nível de concentração, mudamos o foco do tumulto do mundo exterior comandado pelo Ego, para nosso mundo interior, orientado pela somatória do consciente e inconsciente, em mesmo ritmo, harmonizando-nos com tempo-espaço planetário, e entramos em fluxo, reduzindo tensões energéticas, despertando nossa sensibilidade e intuição, permitindo que entremos em estado Amplificado de Consciência.


Na meditação xamanica, se utiliza a evocação de um animal de poder, ou de símbolos em geral, o que tem função orgânica, pois faz com que nossa mente instintiva, que atua normalmente como uma voz interna, gerada no cérebro reptiliano, a qual contém todos os aprendizados e adestramentos dentro das verdades (crenças) que assumimos como leis internas, se ocupe e concentre em gerar a visualização do objeto da forma mais nítida e detalhada possível, e por a mente não saber diferenciar o que é experiência realmente vivida da percepção imaginada, se distraia de defender nossas crenças, que não desejamos abrir mão, pois nos geram sentimento de segurança, e acabam por nos auto-sabotando.


O animal de poder, assim como todo arquétipo trazido a mente tem uma função de trazer a busca da cura do Ser, trazendo para Luz da consciência, algum conteúdo do inconsciente (lado sombra), onde estão todas nossas forças, habilidades latentes, assim como os conteúdos emocionais que na época que aconteceram, ainda não tínhamos a maturidade emocional para lidarmos com o fato adequadamente. Deste modo com o auxilio do animal visualizado, pode-se conduzir a pessoa em meditação tanto ao lado sombras, como para lucidez de sua alma, unindo inconsciente para supra consciente, mantendo a consciência como observadora.


Para entendermos melhor este mecanismo, vamos explorar nosso funcionamento interno:
Nossos sentidos percebem ondas energéticas com determinadas freqüências e entidades, cada objeto ou ser tem uma assinatura energética característica. Conforme crescemos e ao entrarmos em contato com as mesmas, aprendemos a perceber o que é material com imagem associada a uma nomenclatura, geradas pela informação do nome do mesmo, gerando a compreensão mental, oriunda da decodificação da emissão energética, do que é, por exemplo, um gato, e esta percepção se torna um código que dura toda nossa vida, parte de nosso banco básico de informações, e é a nossa primeira experiência com o gato que nos da um significado intelecto-emocional.


Só é possível a leitura deste artigo a quem aprendeu o alfabeto (imagens) a associar cada letra a um som, e a soma de letras a palavras, e geramos um processo mental inconsciente, onde todo nosso conhecimento se torna em um processo energético codificado, graças ao potente computador que é nosso cérebro.


Nosso corpo irradia pela sua constituição energética um campo eletromagnético onde as informações se depositam como arquivos acessíveis a qualquer momento, onde o cérebro busca uma imagem/som já aprendido ao receber uma perturbação energética conhecida.
Quando não existe um arquivo exato, ele procura por similaridade, ou não consegue decodificar a energia.


No xamanismo, pela orientação do condutor da meditação, se pede que um animal de poder se apresente referente ao assunto que se deseja trabalhar na mesma.


A mente buscará a energia no campo informacional, ligada ao mesmo, e a decodificará como um animal, se pedirmos que seja como uma flor, um objeto, assim ela fará, influída pelo comando sugerido. Muitas vezes a imagem do animal que surge é de um que admiramos e/ou conhecemos e por aprendizado ficará mais acessível na mente, onde acabamos gerando imagens dos animais mais comuns ligados ao nosso conhecimento do meio xamanico.
Também podemos constatar que além de nossa mente que atua no nível consciente e que comanda nossas escolhas, temos uma serie de inteligências orgânicas, semi autônomas, que garantem nossa sobrevivência. Elas fazem parte fisicamente de nosso cérebro primordial, o reptiliano, onde estão sediadas as forças anímicas.


Entre estas inteligências estão o sistema nervoso central que representa nossa ligação com o presente e o mental, o sistema linfático que nos fornecem as defesas e trabalham como passado, o sistema digestorio, que se responsabiliza pela energia e reservas para o futuro, o respiratório com o meio, a pela com a sensibilidade, nosso limite da individualidade na matéria.


Se considerarmos que cada força da natureza em nós, cada qualidade, habilidade, são arquivos energéticos, como se fossem cristais que flutuam no nosso campo informacional, e nossa mente só reconhece aquilo com o que já teve contato, e é extremamente limitada na interpretação de campos energéticos, da percepção sensorial, ela busca naquilo que conhece, e nas nossas crenças, no significado que cada objeto ou ser tem para nós, como padrão de decodificação, então nosso animal de poder se apresenta conforme nossa carga emocional, nossa interpretação desta energia.


É incrível para se imaginar, que quando se pede para uma destas inteligências autônomas do corpo físico, ou pedimos ao nosso inconsciente para trabalharmos um determinado conteúdo, que nos gera desarmonia, pela busca do corpo pela sua melhor condição, por sua homeostase, ele se associa ao processo de cura, trazendo a imagem simbólica necessária para que possamos interagir e compreender com este conteúdo, de forma que ressignificando e/ou desintegrando sua componente energética estagnada, possamos nos curar.









A mente, muitas vezes gera o esquecimento de um trauma emocional, porém o corpo físico mantém todos os registros, com todos os mínimos detalhes, o uso do arquétipo de animal de poder se torna uma ferramenta eficaz, inclusive possibilita se colocar a pessoa como observadora do seu processo, trazendo lucidez sobre o fato, sem a necessidade de reviver a dor, e mesmo que houver catarse será apenas a necessária para consumir a carga energética associada. Além do que muitas vezes uma parte nossa emocional que ficou retida e congelada, no tempo e espaço na situação, gerando uma perda de um pedaço de alma, o que por si só gera uma perda de nossa integridade, e com auxílio do animal de poder, atuando como uma força da Natureza em nosso corpo, sabe exatamente qual é a assinatura energética desta parte, e pode acessá-la, retirando-a do congelamento, e pela conscientização, pode-se reprogramá-la, reintegrando a mesma ao momento atual, gerando cura do trauma causador da dor.



Porém, quando a meditação xamanica é utilizada de forma consciente e orientada por um terapeuta, que possui as habilidades do xamã, ele tornando em uma ferramenta da cura do Ser, ativando através de seu conteúdo energético o do cliente, magnificando-o, ajudando que suas próprias forças internas localizem e trabalhem o próprio conteúdo, e restaurem sua integridade, e reconexão perfeita e livre entre todos os corpos, alma, seu próprio espírito e sua essência.

No xamanismo trabalha-se com o viajante, retirando-o do mundo problemático externo, ajudamo-lo a se harmonizar através do reequilíbrio energético (limpeza e alinhamento de chacras), despertamos suas forças internas inconscientes, elevando o padrão vibracional até que ela atinja seu melhor estado energético, para reconecta-la ao seu próprio espírito, e que quando ela atinge este estado de equilíbrio senso-emocional, ele possa perceber a si mesmo e seus problemas com um olhar sem julgamentos, portanto sem culpas, e pesos desnecessários, com a compaixão e sabedoria inerentes de seu eu Superior, e pela meditação e condução gerar sua própria cura.

Para isto precisamos entender o papel do terapeuta-xamã:

O xamã é aquela pessoa, mais do que o estudioso das tradições ancestrais e suas ritualísticas, aquele que desenvolve em si a hiperconsciência, sendo capazes de ouvir e se comunicar com a Natureza e os espíritos que a compõe, consegue ressoá-los em si, e se permite ser seu mensageiro, como medianeiro do que a Natureza que reside em cada um de nós deseja expressar, torna-se sua voz, intérprete do corpo-mente e da essência do outro que lhe busca solicitando apoio no caminho da própria descoberta, porém, o faz com o coração limpo de crenças de certo-errado, que geram julgamentos, com sua própria mente silencioso estando apenas no Bem, deixando seu melhor fluir de sua alma, e com a capacidade de perceber no conflito do outro, com a isenção daquele que olha seus próprios conflitos. Sabe como é difícil decidir explorar o desconhecido mundo que existe dentro de nós, por já ter mergulhado em si mesmo, e está em constante trabalho com sua própria consciência, suas sombras, medos, habilidades, para obter a posse de si, sendo através disto capaz de identificar o que é seu conteúdo psicológico e o que é o de externo a si.


Então o terapeuta- xamã então se torna não somente aquele que é mestre em rituais, conhecedor das técnicas, mas aquele que adquiriu a capacidade de se reconectar com o seu próprio espírito capaz viajar no tempo e espaço, indo buscar e despertar no inconsciente daquele a quem ele conduz em meditação o processo a ser trabalhado pela consciência não do xamã, mas pela própria pessoa, não pela informação descrita, mas porque a própria pessoa vivencia a experiência com toda sua senso-percepção, pois a cura só pode ser realizada na pessoa que sente e compreende o seu próprio processo. Neste sentido, o xamã moderno, urbano, tem a função de ajudar ao viajante a interpretar a sua própria alma, possibilitando uma conversa de alma com alma, de corpo com corpo, ou mais tecnicamente permitir que sua sensibilidade e capacidade de navegar pelos seis sentidos percebam e decodifique o campo vibracional de seu cliente, de forma que todas as suas partes conscientes e inconscientes possam ser ouvidas, expressar o que as incomoda, onde existe desacordo entre elas, gerando tensões e doenças, prejudicando a integridade do Ser, que é mais que um corpo e mente, mas sim um complexo de energias em movimento e trazendo na atuação transenergética, uma coerência, organização no fluxo energético pessoal, gerando saúde e paz interior.

A cura vem quando a consciência toma para si as rédeas da situação, gerando a compreensão, ressignificação, desprogramando o adestramento da mente, se libertando dos padrões repetitivos dolorosos, pois o aprendizado necessário é realizado durante a meditação, não sendo mais necessário vivenciá-lo na vida real.

Fonte - www.somostodosum.ig.com.br / Ingrid Monica Friedrich
Por Mavi Hostettler/www.essencia.ning.com

imagens Internet
******Este trabalho pode ser compartilhado com outros
sites desde que os direitos autorais sejam
respeitado citando a fonte de pesquisa / autor e o link.

Obrigado por incluir o link de nosso website quando
compartilhar este trabalho com outros. (MaviHostettler)





INVOCAÇÃO DA UNIFICAÇÃO DOS CHAKRAS:






Eu inspiro Luz Através do centro do meu coração,

Tornando o meu coração

Uma linda bola de luz,

Que me permite expandir.



Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu chakra da garganta

E o meu chakra do plexo solar

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.





Eu inspiro Luz Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu chakra da testa

E o meu chakra do umbigo

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.







Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu chakra da coroa

E o meu chakra da base

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.



Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu chakra Alfa

(Vinte centímetros acima da minha cabeça)

E o meu chakra Ômega

(Vinte centímetros abaixo da minha coluna)

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Deixo que a Onda de Metraton

Se mova entre esses dois pontos.

EU SOU uma unidade de Luz.







Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

envolvendo o meu oitavo chakra

(Acima da minha cabeça)

E a parte superior de minhas coxas

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta de meu corpo.

Deixo que o meu corpo emocional se funda

Com o meu corpo físico.

EU SOU uma unidade de Luz.



Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu nono chakra

(Acima da minha cabeça)

E a parte inferior de minhas coxas

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta de meu corpo.

Deixo que o meu corpo mental se funda

Com o meu corpo físico.

EU SOU uma unidade de Luz.







Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu décimo chakra

(Acima da minha cabeça)

E (indo) até meus joelhos

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu deixo que meu corpo espiritual se funda

Com o corpo físico,

Formando o campo unificado.

EU SOU uma unidade de Luz.



Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo meu décimo primeiro chakra

(Acima de minha cabeça)

E a parte superior da barriga de minhas pernas

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu deixo que a Mente Suprema se funda

Com o campo unificado.

EU SOU uma unidade de Luz.






Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo meu décimo segundo chakra

(Acima da minha cabeça)

E a parte inferior da barriga de minhas pernas

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu deixo que a Mente Crística Suprema se funda

Com o campo unificado.

Eu Sou uma unidade de Luz.



Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo meu décimo terceiro chakra

(Acima da minha cabeça)

E meus pés

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu permito que a Mente Suprema EU SOU se funda

Com o campo unificado.

EU SOU uma unidade de Luz.







Eu inspiro Luz Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu décimo quarto chakra

(Acima da minha cabeça)

E (indo) até abaixo dos meus pés

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu deixo que a Presença da Fonte se mova

Através do campo unificado.

EU SOU uma unidade de Luz.





Eu inspiro Luz Através do centro do meu coração.

Eu peço que

O nível supremo do meu Espírito

Se irradie
Do centro do meu coração,

Preenchendo este campo unificado,

Eu irradio por todo este dia.

EU SOU uma unidade de Espírito.




Invocações do livro: 'O Que É O Corpo De Luz' - Mensagem do Arcanjo Ariel

Canalizada por Tashira Tachi-ren




Fonte- www.anjosdeluz.net
Por Mavi Hostettler/www.essencia.ning.com
imagens Internet
******Este trabalho pode ser compartilhado com outros
sites desde que os direitos autorais sejam
respeitado citando a fonte de pesquisa / autor e o link.
Obrigado por incluir o link de nosso website quando
compartilhar este trabalho com outros. (MaviHostettler)


A CORRENTE DE ESPÍRITOS CIGANOS NA UMBANDA!!!


A CORRENTE DE ESPÍRITOS CIGANOS NA UMBANDA!

Pertencem à uma linha de trabalhadores espirituais que busca seu espaço
próprio pela força que demonstram em termos de caridade e serviços a humanidade. Seus préstimos são valiosas contribuições no campo do bem-estar pessoal e social, saúde, equilíbrio físico, mental e espiritual, e tem seu alicerce
em entidades conhecidas popularmente como "encantadas".
São entidades que há pouco tempo ganharam força dentro dos rituais da Umbanda. Erroneamente, no começo eram confundidos com entidades espirituais que vinham na Linha dos Exùs, tal confusão se dava por algumas Ciganas se apresentarem como Cigana das Almas, Cigana do Cruzeiro ou nomes semelhantes a esses utilizados por Exús e Pomba-giras.
Hoje, o culto está mais difundido, se sabe e se conhece mais coisas sobre essas entidades, chegando algumas casas a terem um ou mais dias específicos para o culto aos Espíritos Ciganos.
Tem na Umbanda, mais um alicerce espiritual, amor incondicional à proteção da natureza. Encontraram na Umbanda, um lugar quase ideal para suas práticas, por uma necessidade lógica de trabalho e caridade.
Na Umbanda, passaram a se identificar com os toques dos atabaques, com os pontos cantados em sua homenagem e com algumas das oferendas que são entregues às outras entidades cultuadas pela Umbanda. Encontraram lá, na Umbanda, uma maneira mais rápida de se adaptarem a cultos e é por isso que
hoje, é onde mais se identificam e se apresentam.
São entidades oriundas de um povo muito rico de histórias e lendas, foram na maioria andarilhos que viveram nos séculos XIII, XIV, XV e XVI.
Tem na sua origem o trabalho com a natureza, a subsistência através do que plantavam e o desapego as coisas materiais.

Dentro da Umbanda, seus fundamentos são simples, não possuindo assentamentos ou ferramentas para centralização da força espiritual. São
cultuados em geral com imagens bem simples, com taças com vinho ou com água, doces finos e frutas solares. Trabalham também com as energias do Oriente, com cristais, incensos, pedras energéticas, com as cores, com os quatro sagrados elementos da natureza e se utilizam exclusivamente de magia branca natural, como banhos e chás, elaborados exclusivamente com ervas.
Diferentemente do que pensamos e aprendemos, raramente são incorporadas, preferindo trabalhar encostadas e são entidades que devem ser cultuadas na
Direita, pois quando há necessidade de realizarem qualquer trabalho na Esquerda, são elas que se incumbem de comandar as entidades Ciganas que trabalham para este fim, por isso, não precisam de assentamentos.
Por isso tudo fica evidenciado que são entidades que trabalham exclusivamente para o bem.
Santa Sara Khali é sua orientadora, para o bom andamento das missões espirituais. Não devemos confundir isso com sincretismos, pois Santa Sarah é
tida como Orientadora Espiritual e não como Patrona ou imagem de algum sincretismo.

Os ciganos, são espiritos desencarnados homens e mulheres que pertenceram
ao Povo Cigano. Em geral, tem seus rituais especificos e cultuam muito a natureza, os astros e ancestrais. Dentro da Umbanda, trabalham para o progresso financeiro e para as causas amorosas. Cheios de simpatias espitiruais, os Espiritos Ciganos trabalham para a cura de doenças espitiruais. Dentro da ritualística umbandista, falam a língua "portunhol"; alguns poucos, falam o Romanês, língua original dos Ciganos. As incorporações acontecem geralmente em Linha própria, mas nada impede que eles possam a vir trabalhar na linha de Exú.
Muito se ouve falar que a linha de Cigano faz parte da Linha de Exú, que os Ciganos são entidades ainda em evolução, tentando ingressar na Linha de Exú,
que Pomba-gira Cigana ou Ciganinha, foram as únicas Entidades Ciganas que evoluíram e ingressaram na Linha de Exú...
Essa falta de entendimento, que é na realidade uma simples dedução, faz com
que muitos terreiros não deixem os médiuns trabalharem com essa Linha.
Chegam a dizer que são entidades sem luz.
Os Ciganos são entidades livres. Não se faz "firmezas" ou "assentamentos" para Ciganos dentro da "Casa de Exú" ou em qualquer lugar do terreiro.
Quem diz que tem seu Cigano "preso" no Terreiro, não passa de um mentiroso.
Ele tem é "obsessor preso".

Onde já se viu firmar Cigano como Guardião?

Cigano trabalha em todos os "lugares", são livres para trabalhar e precisam dessa liberdade para sua evolução, pois é dando corda que se enforca uma pessoa. E assim também se faz, com desencarnado.
Os Ciganos não trabalham a serviço de um Orixá específico por isso não são guardiões de um terreiro. Essa Linha trabalha em paralelo e conjugada com as demais, onde o seu compromisso primeiro é com a caridade e não com nenhuma outra Linha específica. São protetores e não guardiões.
Podem trabalhar dentro da Linha de Exú, porém sem função de chefia e de guarda. Já os Exus Ciganos e Pombo Giras Ciganas são Exus e Pombo Giras como outros quaisquer exercendo todas as funções que qualquer Exu e Pombo Gira exercem. Em resumo: Cigano é uma coisa, Exu Cigano é outra. Eles têm funções diferentes, embora a mesma origem cigana.
Os Ciganos se manifestam nos terreiros de Umbanda, justamente por Ela ser uma religião aberta e dar liberdade para qualquer Linha de trabalho que venha fazer Caridade.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

CIGANA ROSA DO BARALHO DE OURO:


Hoje contarei a vocês a incrível historia de umas das entidades espirituais da Umbanda na linha de ciganos. Esta entidade se chama Cigana Rosa do baralho de ouro, a qual uma vez contou-me sua história de quando vivia no plano terreno. Vamos lá!

A Cigana Rosa do Baralho de Ouro

Certa vez em um povoado situado perto do litoral do Brasil, havia uma linda moça cigana de belos cabelos escuros e ondulados que havia por ali nascido e criada junto de seu povo. Rosa era uma menina encantadora e de uma beleza incomparável, era amada por todos e trazia consigo um grande dom da vidência e da cura!! Não eram poucas as pessoas que muitas vezes recorriam a jovem cigana para curar suas enfermidades tanto da alma quanto do coração.

Rosa era amante da natureza, gostava de admirar suas belezas e principalmente a Lua. Ao completar 15 anos, a cigana mais velha da aldeia a chamou e lhe entregou uma estranha caixa a qual disse que Rosa só poderia abrir quando necessitasse de ajuda. Certa vez Rosa caminhava pela praia e viu várias moças de seu povoado que namoravam alegremente sobre a areia, Rosa como gostava muito da sua própria liberdade não se imaginava presa a um homem ou em único lugar. Porém ela sabia que pelo costume do seu povo, como já estava com 15 anos deveria logo casar, e este dia era o que ela mais temia….

Em um dia o cigano chefe da aldeia comunicou os pais de Rosa que havia um moço que deveria ser o seu futuro marido. Os pais embora temerosos por saber a aversão da filha sobre casamentos concordaram e aceitaram, pois não haveria muito que se fazer. Então certa tarde a mãe da jovem cigana saiu a sua procura, Rosa estava sentada embaixo de uma árvore pensando sobre o que seria o presente da velha cigana. Ao perceber que sua mãe se aproximava a cigana correu para abraçá-la, mal sabendo ela que a mãe não traria boas notícias. Em breves palavras a mãe de Rosa lhe contou do ocorrido, fazendo com que Rosa caísse em prantos. Sua mãe penalizada a confortou dizendo que esse era o destino de todas as mulheres daquela aldeia e que ela deveria aceitar para não sofrer as consequências.

Porém Rosa que mantinha dentro de si a alma livre jamais aceitaria isso, ela via que não eram poucas as ciganas que casavam e perdiam a sua graça e beleza e liberdade e que muitas também eram agredidas pelos próprios que juravam amor eterno e proteção. Sendo assim Rosa sabia que um casamento seria o fim de sua felicidade, mas que também não haveria o que se fazer para livrar-se desse tormento. Foi então que lembrou quase que em uma visão da velha cigana que já havia falecido e de seu presente, na sua mente veio às palavras “use-a apenas quando estiver necessitando de ajuda”. Então Rosa correu para sua tenda e pegou a caixa que parecia estranhamente brilhar, ao abrir Rosa se deparou com um incrível baralho de ouro e com inúmeras lembranças de muitas ciganas que utilizaram daquele baralho.

Rosa pegou o baralho e saiu em busca de um local tranquilo na praia, ao sentar rezou aos Deuses que lhe dessem orientação necessária naquele momento de solidão. Ao abrir o baralho Rosa entendeu que sua liberdade dependia apenas dela, foi como se o baralho falasse com ela lhe mostrando os caminhos, logo Rosa entendeu o porquê de tão poderoso que era o presente dado pela antiga cigana. Passado alguns dias na aldeia não se falava em outra coisa a não ser o casamento da cigana Rosa. O jovem cigano tentou inúmeras vezes se aproximar de Rosa, mas ela sempre o tratava com formalidade, apenas para ninguém desconfiar de seu plano.

O casamento estava marcado para próxima Lua nova, na qual segundo os ciganos é a Lua das renovações. Conforme as tradições ciganas, a festa iniciaria uma semana antes e acabariam dois dias depois. Sendo assim, faltando apenas três dias para o casório foi a anunciada a famosa dança do hino cigano, no qual Rosa deveria dançar, e isso ela sabia como nenhuma outra, então Rosa se entregou a dança como se fosse sua última (e no fundo ela sabia que era) de sua vida. À medida que ela dançava mais ela sentia que deveria ser livre de tudo que lhe fazia mal e decidiu então partir naquela mesma noite. Com a desculpa de que iria descansar a cigana saiu para sua tenda e lá pegou seu baralho para uma última consulta. Foi então que ela teve a visão de uma imensa praia e uma linda mulher, que no primeiro momento ela não soube desvendar o que era sendo assim enrolou o baralho na sua saia e saiu, mas com a impressão de que logo saberia quem era aquela mulher.

Rosa esperou que todos estivessem em suas tendas para que pudesse sair, olhou para o céu e pediu para a lua que a guiasse naquela jornada e saiu, porém em um descuido a moça sem querer derrubou uma bacia com algumas frutas, despertando então o anfitrião da aldeia que saiu logo em seguida e avistou Rosa já quase sumindo entre as árvores do povoado. Ele que já sabia que Rosa não aceitaria casar, sabia que ela tentaria algo do tipo fazendo o lembrar de uma antiga paixão de seu passado. O cigano então despertou os demais e para o desespero dos pais de Rosa que temiam pelo pior. Saíram em busca da cigana que perante as leia da aldeia, cometeu um dos mais graves crimes, e deveria pagar com sua vida.

Ao ver que havia sido descoberta, Rosa desatou a correr mais e mais, porém parecia que nada os impediria de alcança-la naquela fuga desesperada. Ao entrar em lugar escuro e úmido a cigana tropeçou e caiu, vendo então uma linda, porém estranha mulher vestida de preto e com o rosto meio coberto a sua frente. A mulher lhe disse ser uma das sete Marias e disse a Rosa que se ela não quisesse acabar como ela que seguisse em frente e não parasse em momento algum. A jovem cigana começou a chorar, pois não queria para sua vida o destino daquela mulher e correu o mais rápido que pode. O sol estava quase nascendo quando Rosa avistou a praia e correu o quanto pode, porém já estava quase sem forças e ao olhar para trás viu que os homens a estavam quase a alcançando.

Rosa então quase entregue as suas forças olhou para os céus e orou com toda sua força em uma oração triste, mas sincera aos Deuses para que lhe tirassem daquele lugar e daquela vida. Ajoelhada na beira da praia Rosa viu um grande brilho saindo do fundo mar e nele uma mulher muito bonita em um vestido azul caminhando sobre as águas e em sua direção. Foi então que Rosa viu que era a mesma mulher que viu em sua última visão com o baralho de ouro e se sentiu agradecida, mesmo sem saber quem ou o que ela era. A mulher disse que se chamava Yemanjá, e que havia ouvido as suas preces e estava ali para salvá-la daquele tormento sem fim, a mulher disse que para que ela não voltasse para aldeia devera seguir ela para fundo do mar e ela seria livre para sempre.

Sem questionar Rosa abraçou a bela mulher, sentindo dela um perfume de rosas brancas e uma imensa paz perto dela. Então a última lembrança de Rosa foi de uma imensa onda sobre as duas e em seguida uma sensação de liberdade que ela nunca havia sentido antes quando viva. Os ciganos apenas entenderam que Rosa se suicidou sobre as ondas, porém mal sabiam eles que ela estava apenas começando a sua jornada na nova vida espiritual.
FONTE: FACEBOOK