Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

terça-feira, 30 de junho de 2015

O CONSELHO CÁRMICO:



O CONSELHO CÁRMICO


Oito Mestres Ascensos formam o conselho do carma. Estes Mestres são responsáveis por ministrar a justiça (ordem/ organização divina) em nosso planeta Terra. Eles decidem qual a porção de carma (positivo ou negativo) que cada indivíduo deve receber durante a existência na Terra.

Todas as almas precisam passar perante este conselho cármico antes e depois de cada vida encarnada. Durante todo o período de encarnação, a alma tem ao seu lado, um anjo que a acompanha registrando todas as suas manifestações. Este anjo é conhecido como o "anjo do registro". Todos estes dados são entregues a anjos chamados de "guardiões dos pergaminhos". Estes, atuam junto aos Senhores do Carma, que consultam estes registros, antes de tomar decisões sobre as nossas vidas.

São os Senhores do Carma que decidem quem deve encarnar, quando e onde. Suas decisões são sempre baseadas em três importantes pontos:

1 - A Vontade Divina para nossas vidas, o nosso "Plano Divino". Eles nos proporcionam uma vida para que possamos ter as oportunidades necessárias para atingirmos a nossa Vitória Divina.

2 - Eles nos proporcionam oportunidades para que possamos reparar nossos erros. O nosso carma negativo que precisa ser consumido/ transmutado, para que possamos evoluir na luz. Eles nos posicionam na vida, (em famílias, trabalhos, cidades, etc.) de forma que possamos resgatar nossos erros de vidas anteriores. Precisamos reencontrar o mal que fizemos ao próximo e à natureza. Esta má qualificação de energia precisará ser redimida por nós, precisamos servir ao próximo e pagar nossos débitos.

3 - Eles nos acompanham durante nossas vidas e podem aumentar as oportunidades ou as barreiras, o que dependerá de nossa evolução. Eles nos avaliam a cada seis meses, porém, somos fortemente avaliados a cada ciclo de doze anos. Aos 12, 24, 36, 48, 60, 72, 84, 96 anos, e ai por diante, se chegarmos a viver além desta idade.

Assim, quando conquistarmos a vitória da manifestação de nosso plano divino e consumirmos o nosso carma negativo, iremos então ter com a Presença do EU SOU, o Amado Santo Cristo Pessoal, (o nosso Eu Superior) e o conselho do carma, que decretarão o direito de libertarmo-nos da roda viva das reencarnações.

De acordo com a mensageira da Grande Fraternidade Branca, Elizabeth Clare Prophet, os Senhores do Carma são atualmente representados pelos seguintes Seres Cósmicos:

1º Raio - Grande Diretor Divino;
2º Raio - Deusa da Liberdade;
3º Raio - Mestra Ascensa Nada;
4º Raio - Elohim Cyclopea;
5º Raio - Palas Athena;
6º Raio - Portia, Deusa da Justiça;
7º Raio - Kuan Yin, Deusa da Misericórdia;
8º Raio - Vairoshana, Buda Dhyani .

As Cartas aos Senhores do Carma

Os Senhores do Carma se reúnem, duas vezes por ano, após o solstício de inverno (30 de junho) e o de verão (31 de dezembro), para rever petições da humanidade não ascensa, e assegurar dispensações, baseadas em merecimento individual de cada um.

Esta é uma boa oportunidade para analisarmos nossa vida nos últimos seis meses. É a hora certa de agradecermos aos objetivos conquistados e pedirmos aos Senhores do Carma, dispensações e orientação divina para a solução de problemas pessoais e planetários.

Você pode preparar um projeto de trabalho e colocá-lo para a apreciação dos Mestres. Convença-os a investir em seu projeto. Os Mestres sempre apóiam boas idéias que venham a melhorar a qualidade de vida da humanidade. Desde que seu projeto não interfira com o plano divino, você terá todo o apoio que precisa.

Se convencer os Senhores do Carma a apoiá-lo, todas as portas se abrirão e seu projeto se tornará realidade mais cedo do que espera.

Peça por abundancia divina para sua família e amigos, proteção para os ensinamentos dos Mestres em suas escolas na Terra, libertação dos portadores da luz que os Mestres desejam trazer para os ensinamentos.

Esta carta deve de preferência ser escrita à mão. Lembre-se de assiná-la com seu nome completo e por extenso no final.

Estas petições devem ser queimadas em ritual de entrega nos dias 30 de junho e 31 de dezembro de cada ano, quando os Senhores do Carma se reúnem para analisar caso a caso juntamente com seu Santo Cristo Pessoal.

Como fazer o ritual de entrega da carta para os "Senhores do Carma" ?

Você pode endereçar sua carta pessoalmente para a Deusa da Liberdade, porta voz para o Conselho Carmico, para o Amado Conselho Cármico, ou para um dos oito membros do conselho.

Escolha um bom lugar para seu ritual. De preferência diante de um altar montado para os Mestres da Grande Fraternidade Branca, ou, se não for possível, separe-se do tumulto das festas de fim de ano, e vá para um lugar tranqüilo na natureza, montanha, mar, rio, mata ou dentro de casa.

Se for queimar dentro de casa, escolha uma pia onde poderá apagar o fogo rapidamente, caso perca o controle. O ideal é que você tenha uma bacia ou cambuca não inflamável para queimar sua carta.

Invoque o Arcanjo Miguel, ... Em nome do Pai, do Filho, do espírito Santo e da Mãe Divina, Eu (diga seu nome completo e em voz alta) invoco o Amado Arcanjo Miguel para que entregue esta carta para a Amada Deusa da Liberdade, no Conselho Carmico de Deus.

Após esta invocação, leia sua carta em voz alta e conclua colocando fogo nela e dizendo Amém, Amém, Amém.

O fogo é para mandar sua carta para o plano etéreo. O resto das cinzas que sobrarem não tem valor algum, podem ser jogados em qualquer lugar, mesmo em uma lixeira.

As Cartas também podem ser queimadas em grupo, onde uma pessoa faz a invocação e coloca fogo por todos.

Uma boa seção de decretos antes e depois do ritual, também é muito bom.

Paulo Rodrigues Simões
do site: www.eusouluz.com.br

domingo, 28 de junho de 2015

10 RITUAIS PARA PROTEGER A SUA CASA:


Das crenças populares nasceram os rituais de defesa energética. Inspire-se nas receitas desta reportagem e mantenha sua casa livre das negatividades sutis




No ritual de proteção da casa, escolha os elementos que lhe trazem paz e imprima fé neles.


Dizem que colocar espada-de-são-jorge na porta de casa afasta o mau-olhado. Há quem acredite que um punhado de sal grosso em cada cômodo impeça as energias negativas de adentrar na morada. Para outros, rezar um pai-nosso com muita fé desintegra todo o mal que vem da rua.
A verdade é uma só: as crenças dos muitos povos que se estabeleceram no Brasil, mas principalmente as dos índios e africanos, acabaram por gerar em nós uma brasilidade meio, digamos, curandeira. A tal ponto que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), ligado ao Ministério da Cultura, reconheceu as benzedeiras de duas cidades de Santa Catarina como patrimônio imaterial da cultura.
Acreditamos que os sistemas de segurança, como grades e câmeras, podem assegurar nossa casa, mas não perdemos de vista os poderes de defesa energética de ervas, pedras, cristais, defumações e de uma reza bem feita.
“O brasileiro é muito religioso. Faz parte de nossa cultura criar rituais simbólicos com esses elementos para entrarmos em contato com o espiritual”, explica o xamã Alexandre Meireles, de São Paulo.
Como o lar é nosso abrigo, o lugar de comunhão familiar, descanso e meditação, tão importante quanto sua saúde física é a que rege o universo das energias. “As brigas, as preocupações, os pensamentos negativos e as coisas ruins que trazemos da rua podem desestabilizá-lo”, explica Silvana Occhialini, presidente do Instituto Brasileiro de Feng Shui.
Para fazer uma boa limpeza e garantir proteção espiritual, convidamos cinco profissionais, de crenças diversas, a revelarem suas pérolas curadoras da casa, exibidas nas próximas páginas. “Não é preciso que alguém as faça por você. Acesse sua centelha divina, encontre a força que vem do coração e coloque nesses rituais a intenção que deseja”, recomenda a erveira paraense dona Coló. Se sentir vontade de modificar os rituais propostos, siga sua intuição. O que vale é sua fé.


Ritual 1
Materiais
- Quatro cristais de quartzo branco ou quatro pedras de turmalina negra
- Quatro pequenos ímãs
Como fazer
Coloque em cada uma das extremidades da casa – junto à parede da entrada e à parede oposta mais distante – dois ímãs com dois quartzos brancos, ou duas turmalinas negras. Na parede da porta principal, faça cruzes no ar ou qualquer outro desenho (como um coração) que simbolize proteção para você. Visualize uma redoma de energia dourada se formando dos cristais ou das pedras até abranger a casa toda. Diga mentalmente ou em voz alta: “Minha casa está segura e protegida de toda e qualquer energia contrária ao bem. Que sejam cortados qualquer perigo e quaisquer intenções de inimigos físicos e espirituais”. Uma vez por mês, lave os cristais ou as pedras e reative o campo de proteção dourada.


Ritual 2
Materiais
• quatro cristais de quartzo branco, ou quatro pedras de turmalina negra
• quatro pequenos ímãs
Como fazer
Na tigela com água, derrame algumas gotas do perfume de sua preferência e, depois, deposite o cristal. Com as mãos sobre o recipiente, coloque sua energia, invocando proteção para a casa. Em seguida, pegue o maço de arruda, molhe-o no líquido e vá abençoando todo o lar, dizendo: “Há uma só presença aqui e é a presença do amor. Pelo amor eu vivo e me movo. Tudo e todos que não estiverem pelo amor não ultrapassarão esta porta”. Quando terminar, jogue fora a arruda e o restante da água na frente de sua casa ou, se morar em apartamento, no ralo. Ponha o cristal na terra ou em um vaso próximo da porta de entrada.


Ritual 3
Materiais
• um copo de vidro novo, cheio de água
• um pedaço de carvão virgem
Como fazer
Insira o carvão dentro do copo com água e coloque-o atrás da porta de entrada. Faça uma mentalização para que todas as energias negativas sejam sugadas pelo carvão. Troque esta proteção a cada três meses ou, antes, se o carvão submergir. A água deve ser jogada no mar, num rio ou ralo, e o carvão, no lixo. O mesmo copo pode ser usado para um novo ritual.
Gilmar Abreu, sacertode e orientador do Templo de Orixá Ogunde, vinculado ao Oduduwa Templo dos Orixás.


Ritual 4
Materiais
• fósforos
• carvão vegetal
• um pires
• folhas secas de arruda e alfazema
Como fazer
Esta prática deve ser feita pelo menos uma vez por mês, sempre ao entardecer. Inicie fechando todas as portas e janelas. Depois, vá para o cômodo mais distante da porta de entrada. Posicione-se no centro do ambiente e acenda o carvão vegetal no pires. Sobre ele, adicione as folhas secas de arruda e alfazema para defumar o local. Quando estiver bem esfumaçado, passe para os cômodos seguintes, mantendo-se sempre na área central. No total, a defumação deve durar cerca de 30 minutos. Quando terminar, jogue todo o carvão queimado, as ervas e o pires no lixo e coloque-o imediatamente para fora de casa.


Ritual 5 (continuação do 4)
• spray de óleo essencial de arruda e capim-santo (lemongrass)
Como fazer
Borrife o óleo essencial de arruda e capim-santo (lemongrass) nos cantos de todos os cômodos. Enquanto isso, faça a seguinte reza: “Senhor que estais no céu. Todo-poderoso que ama o Sol, a Lua e as águas da natureza, fazei com que hoje à tarde, quando o Sol se ausentar no Ocidente, que ele leve de minha casa todas as más innuências, trazendo para o dia de amanhã, ao raiar do Sol, todas as virtudes e felicidades para minha família e para meu lar. Peço também toda a Sua proteção espiritual. Que assim seja. Amém”.
Levi Mendes Jr. Vivian Frida Lustig, terapeuta alquimista, coach e astróloga.


Ritual 6
• velas coloridas ou brancas, de qualquer formato
Como fazer
Escolha um ambiente da casa. De pé ou sentado, renita sobre a proteção que deseja para seu lar, invocando paz, amor e fé e pedindo que a energia divina esteja sempre ali, com você e sua família. Mantenha-se concentrado e acenda velas a seu redor, espaçadas entre uma e outra. Irá se formar uma mandala, com você no centro. Você pode optar por mcar ali até as velas queimarem totalmente ou apagá-las no mm da meditação. Pode ainda acendê-las novamente num outro momento ou não, retirando-as do lugar onde a mandala foi feita.


Ritual 7
• sino (de preferência, o tibetano)
Como fazer
Comece pela porta de entrada e, em sentido horário, percorra todos os ambientes, batendo o sino e pedindo ao universo luz, bênçãos, proteção, alegria e tudo mais que você deseja para si próprio e para seu lar.
Silvana Occhialini, fundadora do Instituto Brasileiro de Feng Shui


Ritual 8
• sete cabeças de alho roxo
• figa de arruda
• figa de guiné
• estrela de davi
• um pedaço de cipó-azougue
• saquinho de tecido branco ou verde
Como fazer
Insira todos os elementos no saquinho e costure-o. Feche os olhos, silencie a mente e entre em contato com seu eu divino. Coloque as mãos sobre seu amuleto, invocando a Deus suas bênçãos de proteção para o lar e para toda a família. Depois, pendure-o na porta de entrada ou no lugar mais próximo a ela, mas tem de ser dentro de casa.


Rituais 9
• cumbuca funda, ou tigela de barro
• uma folha de comigo-ninguém-pode
• uma folha de pinhão roxo
• punhado de sal grosso
• uma cabeça de alho roxo
• pimentas-malaguetas
Como fazer
No fundo do recipiente, disponha as folhas de comigo-ninguém-pode e de pinhão roxo em forma de cruz. Sobre elas, acrescente o sal grosso até o topo da tigela ou da cumbuca. Bem no meio, enterre a cabeça de alho roxo e, em volta, finque as pimentas-malaguetas. Faça seu pedido com fé e coloque a proteção no lugar dentro de casa que desejar.


Rituais 10
• balde, ou bacia, com água
• sal
Folhas* de:
• maria-sem-vergonha
• caruru, ou bredo
(sem espinho)
• alfavaca, ou manjericão
• guiné
• costela de adão
• serralha
• pau-d’água
Como fazer
Lave todas as folhas e as coloque numa bacia, ou num balde, com um litro de água. Acrescente uma colher de chá de sal. Macere as plantas, esfregando-as com as mãos. Depois, retire-as dali, deixando no recipiente somente o líquido. As folhas devem ser jogadas na natureza, como num jardim, na grama ou no mato. Mergulhe um pano nessa água e limpe com ele móveis, janelas, portas e piso. Concentre-se nessa tarefa acreditando, de coração, que todas as energias negativas estão sendo retiradas de seu lar e que boas energias estão adentrando para proteger sua casa.

Texto: Keila Bis | Fotos: Veer/Stock Photos/ Latinstock

quarta-feira, 24 de junho de 2015

SÃO JOÃO BATISTA, HISTÓRIA E VIDA


João Batista
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Nota: Para outros significados, veja João Batista (desambiguação).
São João Batista

O Batismo de Cristo, quadro dos artistas Andrea del Verrocchio e Leonardo da Vinci que mostra São João Batista batizando Jesus Cristo.
O Precursor, Profeta e Mártir
Nascimento 2 a.C.
Morte 27 (28 anos)
Veneração por Toda Cristandade
Festa litúrgica 24 de Junho, natividade
29 de Agosto,decapitação
Padroeiro Porto e Braga (Portugal)
Portal dos Santos


João Batista (Judeia, 2 a.C.27 d.C.) foi um pregador judeu do início do século I, citado pelo historiador Flávio Josefo e os autores dos quatro Evangelhos da Bíblia.

Segundo a narração do Evangelho de São Lucas, João Batista era filho do sacerdote Zacarias e Isabel, prima de Maria, mãe de Jesus. Foi profeta e é considerado, principalmente pelos cristãos ortodoxos, como o "precursor"1 do prometido Messias, Jesus Cristo.

A importância do seu nome João advém do seu significado que é "Deus é propício" e apelidaram-no "Baptista" pelo facto de pregar umbaptismo de penitência (Lucas 3,3)2 . Baptizou muitos judeus, incluindo Jesus, no rio Jordão, e introduziu o batismo de gentios nos rituais de conversão judaicos, que mais tarde foram adptados pelo cristianismo.

É o único santo cujo nascimento e martírio, em 24 de Junho e em 29 de Agosto respectivamente, são evocados em duas solenidades pelos cristãos3 .






História e biografia[editar | editar código-fonte]
Infância e educação[editar | editar código-fonte]

Giampietrino. A Virgem Amamentando o Menino e São João Batista Criança em Adoração, c. 1500-20
Ver artigo principal: Nascimento de João Batista

João nasceu numa pequena aldeia chamada Aim Karim, a cerca de seis quilômetros lineares de distância a oeste de Jerusalém.[carece de fontes] Segundo interpretações do Evangelho de Lucas, era um nazireu de nascimento. Outros documentos defendem que pertencia à facção nazarita de Israel, integrando-a na puberdade, era considerado, por muitos, um homem consagrado. De acordo com a cronologia neste artigo, João teria nascido no ano 7 a.C.; os historiadores religiosos tendem a aproximar esta data do ano 1º, apontando-a para 2 a.C..

Como era prática ritual entre os judeus, o seu pai Zacarias teria procedido à cerimónia da circuncisão, ao oitavo dia de vida do menino. A sua educação foi grandemente influenciada pelas acções religiosas e pela vida no templo, uma vez que o seu pai era um sacerdote e a sua mãe pertencia a uma sociedade chamada "as filhas de Araão", as quais cumpriam com determinados procedimentos importantes na sociedade religiosa da altura.

Aos 6 anos de idade, de acordo com a educação sistemática judaica, todos os meninos deveriam iniciar a sua aprendizagem "escolar". Em Judá não existia uma escola, pelo que terá sido o seu pai e a sua mãe a ensiná-lo a ler e a escrever, e a instruí-lo nas actividades regulares.

Aos 14 anos há uma mudança no ensino. Os meninos, graduados nas escolas da sinagoga, iniciam um novo ciclo na sua educação. Como não existia uma escola em Judá, os seus pais terão decidido levar João a Engedi (atual Qumram) com o fito de este ser iniciado na educação nazarita.

Engedi era a sede ao sul da irmandade nazarita, situava-se perto do Mar Morto e era liderada por um homem, reconhecido, de nome "Ebner".

João terá efectuado os votos de nazarita que incluíam abster-se de bebidas intoxicantes, o deixar o cabelo crescer, e o não tocar nos mortos. As ofertas que faziam parte do ritual foram entregues em frente ao templo de Jerusalém como caracterizava o ritual.

Segundo o relato bíblico (Mt 3,4), João também trajava veste simples (de pelos de camelo, um cinto de couro em torno de seus lombos) e alimentava-se de "gafanhotos (oualfarrobas4 ) e mel silvestre" - considerando que o termo "gafanhoto" é referido também como tal planta5 6 (Ceratonia siliqua), uma árvore de fruto adocicado comestível, nativa da região mediterrânica, onde provavelmente vivia o personagem bíblico, conhecida ainda como Pão-de-João ou Pão-de-São-João7 , figueira-de-pitágoras e figueira-do-egipto8 .
Morte dos pais e início da vida adulta[editar | editar código-fonte]

O pai de João, Zacarias, terá morrido no ano 12 d.C.. João teria 18-19 anos de idade, e terá sido um esforço manter o seu voto de não tocar nos mortos. Com a morte do seu pai, Isabel ficaria dependente de João para o seu sustento. Era normal ser o filho mais velho a sustentar a família com a morte do pai. João seria filho único. Para se poder manter próximo de Engedi e ajudar a sua mãe, eles terão se mudado, de Judá para Hebrom (o deserto da Judeia). Ali João terá iniciado uma vida de pastor, juntando-se às dezenas de grupos ascetas que deambulavam por aquela região, e que se juntavam amigavelmente e conviviam com os nazaritas de Engedi.

Isabel terá morrido no ano 22.d.C e foi sepultada em Hebrom. João ofereceu todos os seus bens de família à irmandade nazarita e aliviou-se de todas as responsabilidades sociais, iniciando a sua preparação para aquele que se tornou um “objectivo de vida” - pregar aos gentios e admoestar os judeus, anunciando a proximidade de um “Messias” que estabeleceria o “Reino do Céu”. De acordo com um médico da Antioquia, que residia em Písia, de nome Lucas, João terá iniciado o seu trabalho de pregador no 15º ano do reinado de Tibério. Lucas foi um discípulo de Paulo, e morreu em 90. A sua herança escrita, narrada no "Evangelho segundo São Lucas" e "Actos dos Apóstolos" foram compiladas em acordo com os seus apontamentos dos conhecimentos de Paulo e de algumas testemunhas que ele considerou. Este 15º ano do reinado de Tibério César terá marcado, então, o início da pregação pública de João e a sua angariação de discípulos por toda a Judeia em acordo com o Novo Testamento.

Esta data choca com os acontecimentos cronológicos. O ano 15 do reinado de Tibério ocorreu no ano 29 d.C.. Nesta data, quer João Baptista, quer Jesus teriam provavelmente 36 a 37 anos de idade. Desta forma, considera-se que Lucas tenha errado na datação dos acontecimentos.
Influência religiosa[editar | editar código-fonte]
Ver artigo principal: Ministério de João Batista

É perspectiva comum que a principal influência na vida de João terá sido o registros que lhe chegaram sobre o profeta Elias. Mesmo a sua forma de vestir com peles de animais e o seu método de exortação nos seus discursos públicos, demonstravam uma admiração pelos métodos antepassados do profeta Elias. Foi muitas vezes chamado de “encarnação de Elias” e o Novo Testamento, pelas palavras de Lucas, refere mesmo que existia uma incidência do Espírito de Elias nas acções de João.

O Discurso principal de João era a respeito da vinda do Messias. Grandemente esperado por todos os judeus, o Messias era a fonte de toda as esperanças deste povo em restaurar a sua dignidade como nação independente. Os judeus defendiam a ideia da sua nacionalidade ter iniciado com Abraão, e que esta atingiria o seu ponto culminar com achegada do Messias. João advertia os judeus e convertia gentios, e isto tornou-o amado por uns e desprezado por outros.

Importante notar que João não introduziu o baptismo no conceito judaico, este já era uma cerimónia praticada. A inovação de João terá sido a abertura da cerimónia à conversão dos gentios, causando assim muita polémica.

Numa pequena aldeia de nome “Adão” João pregou a respeito “daquele que viria”, do qual não seria digno nem de apertar as alparcas (as correias das sandálias). Nessa aldeia também, João acusou Herodes e repreendeu-o no seu discurso, por este ter uma ligação com a sua cunhada Herodíades, que era mulher de Filipe, rei da Ituréia e Traconites (irmão de Herodes Antipas I). Esta acusação pública chegou aos ouvidos do tetrarca e valeu-lhe a prisão e a pena capital por decapitação alguns meses mais tarde.
O batismo de Jesus[editar | editar código-fonte]
Mais informações: Mensageiros de João Batista
Ver artigo principal: Batismo de Jesus

João batizava em Pela, quando Jesus se aproximou, na margem do rio Jordão. A síntese bíblica do acontecimento é resumida, mas denota alguns fatores fundamentais no sentimento da experiência de João. Nesta altura João encontrava-se no auge das suas pregações. Teria já entre 25 a 30 discípulos e batizava judeus e gentios arrependidos. Neste tempo os judeus acreditavam que Deus castigava não só os iníquos, mas as suas gerações descendentes. Eles acreditavam que apenas um judeu poderia ser o culpado do castigo de toda a nação. O baptismo para muitos dos judeus não era o resultado de um arrependimento pessoal. O trabalho de João progredia [carece de fontes].

Os relatos Bíblicos contam a história da voz que se ouviu, quando João batizou Jesus, dizendo “este é o Meu filho amado no qual ponho toda a minha complascência”. Refere que uma pomba esvoaçou sobre os dois personagens dentro do rio, e relacionam essa ave com uma manifestação do Espírito Santo. Este acontecimento sem qualquer repetição histórica tem servido por base a imensas doutrinas.
Prisão e morte[editar | editar código-fonte]
Ver artigo principal: Decapitação de João Batista

O aprisionamento de João ocorreu na Pereia, a mando do Rei Herodes Antipas I no 6º mês do ano 26 d.C.. Ele foi levado para a fortaleza de Macaeros (Maqueronte), onde foi mantido por dez meses até ao dia de sua morte. O motivo desse aprisionamento apontava para a liderança de uma revolução. Herodias, por intermédio de sua filha, tradicionalmente chamada de Salomé, conseguiu coagir o Rei na morte de João, e a sua cabeça foi-lhe entregue numa bandeja de prata.

Os discípulos de João trataram do sepultamento do seu corpo e de anunciar a sua morte ao seu primo Jesus.
Importância para a religião[editar | editar código-fonte]
Cristianismo[editar | editar código-fonte]

Flávio Josefo um historiador do século I relacionou a derrota do exercito de Herodes frente a Aretas IV (Rei da Nabateia) se deveria ao facto da prisão e morte de João Baptista – um homem consagrado que pregava a purificação pelo Baptismo.

Flávio Josefo refere também que o povo se reunia em grande número para ouvir João Baptista, e Herodes temeu que João pudesse liderar uma rebelião, mandando-o prender na prisão de Maqueronte e de seguida matou-o.
Outras religiões[editar | editar código-fonte]

Igreja Batista A teoria de sucessão apostólica ou JJJ (João - Jordão - Jerusalém) postula que os batistas atuais descendem de João Batista e que a igreja continuou através de uma sucessão de igrejas (ou grupos) que batizavam apenas adultos, como os montanistas, novacianos, donatistas, paulícianos, bogomilos, albigenses e cátaros, valdenses e anabatistas. Os batistas landmarkistas utilizam este ponto de vista para se auto-proclamar única igreja verdadeira.
São João Batista no Espiritismo[editar | editar código-fonte]

Para alguns Espíritas, Elias reencarnou como João Batista. Mais tarde, teve outras experiências reencarnatórias como sacerdote druída entre o povo celta, na Bretanha. Depois como o reformador Jan Hus (1369-1415), na Boêmia. Na França foi Hippolyte Léon Denizard Rivail (1804-1869), o qual utilizava o pseudônimo Allan Kardec como codificador do Espiritismo. Sua última existência corpórea se deu no Brasil, nascido dia 23 de Fevereiro de 1911 com o nome de Oceano de Sá, mais tarde chamado de Yokaanam:. (fundador da Fraternidade:. Eclética:. Espiritualista:. Universal:. - Primeiro:. Santuário:. Essênio:. do Brasil:. e das Américas:.), reconhecido como tal por diversas escolas sérias e reconhecidas mundialmente, embora o mesmo não assumisse publicamente pois nunca achou necessário e não queria tirar proveito algum de tal reconhecimento.
São João Batista no Mandeísmo[editar | editar código-fonte]

João Baptista é venerado como messias pelo mandeísmo. João Baptista é também considerado pelos muçulmanos como um dos grandes profetas do Islão.
São João Batista na Umbanda[editar | editar código-fonte]

Nesta religião afro-brasileira, este santo é sincretizado como uma das manifestações do orixá Xangô na Umbanda e é responsável nesta crença, por um agrupamento de espíritos que trabalha com a saúde e o conhecimento, chamada de Linha do Oriente, (ver Orientais na Umbanda) por congregar além de médicos e cientistas, hindus,muçulmanos e outros povos.
São João Batista no Islamismo[editar | editar código-fonte]

São João Batista também é reverenciado pelos muçulmanos sunitas como sendo um dos seus profetas.
São João Batista na Maçonaria[editar | editar código-fonte]

São João Batista é aclamado pela Francomaçonaria como seu padroeiro.
Cronologia[editar | editar código-fonte]

Pelos cálculos de James Ussher, Herodes, cognominado “o Grande” passou a governar a Galileia aos vinte e cinco anos de idade, subordinado ao seu pai Antípatro, em 47 a.C.. Em 46 a.C., após corromper o governador romano da Síria Sexto Júlio César 9 Herodes tornou-se governador da Celessíria.

Após a morte de seu pai em 43 a.C., da revolta contra os romanos de Aristóbulo II e seus filhos, a partir de 42 a.C., e da invasão dos partas em 40 a.C., Herodes conseguiu o apoio de Marco António, e se tornou rei da Judeia em 37 a.C., recebendo, depois, de Augusto, várias províncias adjacentes. Herodes morreu por volta do dia 25 de novembrodo ano 4 a.C., após haver sido declarado rei por trinta e sete anos (desde 40 a.C.) e tendo reinado, de facto, por trinta e quatro anos.

Houve vários censos feitos no Império Romano durante o reinado de Augusto. O segundo censo ocorreu em 8 a.C., e o terceiro censo em 14 d.C.. Segundo Ussher, o censo referido na Bíblia e que permite a datação do nascimento de Jesus não foi nenhum destes, mas um decreto de Augusto de 5 a.C. que ordenava a taxação de todo o Império Romano, e que ocorreu quando Cyrenius (Públio Sulpício Quirino, que fora cônsul romano sete anos antes) era governador da Síria.

Ainda segundo Ussher, Jesus nasceu no ano seguinte a esta ordem de Augusto de cobrar impostos, e no mesmo ano em que Herodes morreu. João Batista nasceu seis meses antes, em 5 a.C.10
Referências

Ir para cima↑ Nascimento do Sagrado Glorioso Profeta, Precursor e Batista João Orthodox Church of America.
Ir para cima↑ Nascimento de S. João Baptista (ofício próprio), Evangelizo.org, 24 de Junho de 2013
Ir para cima↑ Nascimento de S. João Baptista (ofício próprio), Evangelizo.org, 24 de Junho de 2013
Ir para cima↑ ITIS Relatório Página: Ceratonia siliqua
Ir para cima↑ Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas autogenerated1
Ir para cima↑ https://www.sjc.ox.ac.uk/3763/John-the-Baptists-Diet.pdf.download
Ir para cima↑ Marke der Woche: Der monegassische Johannisbrotbaum).
Ir para cima↑ Houaiss, Antônio. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (em Português). Lisboa: Temas & Debates, 2005. vol. IX.
Ir para cima↑ Autores modernos divergem sobre a relação de Júlio César com Sexto, que era seu aliado. Segundo alguns autores, eles eram primos distantes, porém outros ...
Ir para cima↑ James Ussher, The Annals of the World [em linha]
Fontes e Bibliografia[editar | editar código-fonte]
A Bíblia NT – Versão dos Capuchinhos.
Calvocoresse, Peter, Who's Who in the Bible, Londres: Penguin Books, 1988
Cohn-Sherbok, Dan, A Concise Encyclopedia of Judaísm, Oxford: Oneworld, 1988
Comay, Joan, Who's Who in Jewish History After the Period of the Old Testament, Londres: Weidenfeld and Nicolson, 1974
Rolef, Susan Hattis (editora), Political Dictionary of the State of Israel, 2ª edição, Jerusalém: Jerusalem Publishing House, 1993
Goodman, Philip, The Yom Kippur Anthology, Filadélfia: The Jewish Publication society in America 1971 (referências a Hashanah Anthology e The Shavuot Anthology, do mesmo autor).
Greenberg, Rabi Irving, The Jewish Way, Living with the Holidays, Nova Iorque: Summit Books, 1988
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
O Bautismo de Cristo. Cherubino Alberti


O Wikilivros tem um livro chamado Santos Católicos
"St. John the Baptist" na edição de 1913 da Catholic Encyclopedia (em inglês)., uma publicação agora em domínio público.






Com satisfação lembramos a santidade de São João Batista que, pela sua vida e missão, foi consagrado por Jesus como o último e maior dos profetas: “Em verdade eu vos digo, dentre os que nasceram de mulher, não surgiu ninguém maior que João, o Batista…De fato , todos os profetas, bem como a lei, profetizaram até João. Se quiserdes compreender-me, ele é o Elias que deve voltar.” (Mt 11,11-14)

Filho de Zacarias e Isabel, João era primo de Jesus Cristo, a quem “precedeu” como um mensageiro de vida austera, segundo as regras dos nazarenos.

São João Batista, de altas virtudes e rigorosas penitências, anunciou o advento do Cristo e ao denunciar os vícios e injustiças deixou Deus conduzí-lo ao cumprimento da profecia do Anjo a seu respeito: “Pois ele será grande perante o Senhor; não beberá nem vinho, nem bebida fermentada, e será repleto do Espírito Santo desde o seio de sua mãe. Ele reconduzirá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus: e ele mesmo caminhará à sua frente…” ( Lc 1, 15)

São João Batista desejava que todos estivessem prontos para acolher o Mais Forte por isso, impelido pela missão profética, denunciou o pecado do governador da Galileia: Herodes, que escandalosamente tinha raptado Herodíades – sua cunhada – e com ela vivia como esposo.

Preso por Herodes Antipas em Maqueronte, na margem oriental do Mar Morto, aconteceu que a filha de Herodíades (Salomé) encantou o rei e recebeu o direito de pedir o que desejasse, sendo assim, proporcionou o martírio do santo, pois realizou a vontade de sua vingativa mãe: “Quero que me dês imediatamente num prato, a cabeça de João, o Batista” (Mc 6,25)

Desta forma, através do martírio, o Santo Precursor deu sua vida e recebeu em recompensa a Vida Eterna reservada àqueles que vivem com amor e fidelidade os mandamentos de Deus.

São João Batista, rogai por nós!

terça-feira, 23 de junho de 2015

30 TRAÇOS DE UMA PESSOA SENSITIVA:


Ser uma pessoa sensitiva, ou empata, significa que ter a capacidade de perceber e ser afetado pelas energias de outras pessoas e ter uma capacidade inata de sentir e perceber intuitivamente outros. A sua vida é inconscientemente influenciada pelos desejos dos outros, desejos, pensamentos e estados de espírito. Ser um empata é muito mais do que ser altamente sensível e não está limitado apenas às emoções.Pessoas mais sensitivas podem perceber sensibilidades físicas e impulsos espirituais, bem como apenas saber as motivações e intenções de outras pessoas.
Aqui ficam 30 dos traços mais comuns do SENSITIVO ou EMPATA:

1. Saber: os sensitivos sabem coisas, sem lhes ser dito. É um conhecimento que vai além da intuição, mesmo que essa seja a forma como muitos poderiam descrever o saber. Quanto mais sintonizados eles são, mais forte este dom se torna.

2. Estar em locais públicos pode ser esmagador ou avassalador: lugares como shoppings, supermercados ou estádios onde há uma grande quantidade de pessoas ao redor pode preencher o empata com as emoções turbulentas vindas de outras pessoas.

3. Sentir as emoções e tomá-las como suas: este é grande fardo para sensitivos.Alguns deles vão sentir emoções vindas daqueles que estão perto e outros poderão sentir as emoções de pessoas a uma grande distância, ou até ambas. Os empatas mais sintonizados irão saber se alguém está a ter maus pensamentos sobre eles, até mesmo a uma grande distância.

4. Assistir violência, crueldade ou tragédias na TV pode tornar-se insuportável. Quanto mais sintonizado um empata se torna, pior se torna o ato de ver TV. Pode acontecer, eventualmente, este ter de parar de ver televisão e ler jornais por completo.



5. O empata sabe quando alguém não está a ser honesto: se um amigo ou um ente querido lhe está a dizer mentiras ele sabe disso (embora muitos sensitivos tentam não se focar muito nesse conhecimento porque saber que um ente querido está a mentir pode ser doloroso). Se alguém está a dizer alguma coisa mas se ele sente ou pensa de outra, o empata simplesmente sabe.

6. Captar os sintomas físicos de uma outra pessoa: um empata pode desenvolver as doenças de outra pessoa (constipações, infecções oculares, dores no corpo e dores), especialmente aqueles que são mais próximos, um pouco como as dores de simpatia.

7. Distúrbios digestivos e problemas nas costas: o chacra do plexo solar tem base no centro do abdômen e é conhecido como a sede das emoções. Este é o lugar onde os empatas sentem a emoção de entrada do outro, o que pode enfraquecer a área e, eventualmente, levar a qualquer problema, desde úlceras estomacais a má digestão, entre muitas outras coisas. Os problemas nas costas podem-se desenvolver porque quando uma pessoa que não tem conhecimento que é um empata e não está preparada, estará quase sempre “sem chão”.

8. Sempre a olhar os oprimidos: qualquer um cujo sofrimento, dor emocional, a ser vítima de injustiça ou intimidado, chama a atenção e a compaixão de um empata.

9. Outros irão querer descarregar os seus problemas, até mesmo estranhos: um empata pode-se tornar uma lixeira para questões e problemas de toda a gente e se não tiver cuidado pode acabar como utilizando esses problemas como seus próprios.

10. Fadiga constante: os sensitivos muitas vezes ficam sem energia, seja de vampiros de energia ou apenas captando em demasia a energia dos outros, que até mesmo o sono não cure. Muitos são diagnosticados com Fadiga Crônica ou até Fibromialgia.

11. Personalidade possivelmente viciada: álcool, drogas, sexo, são, para citar apenas alguns vícios a que os empatas podem recorrer, para bloquear as emoções dos outros. É uma forma de auto-proteção, a fim de se esconder de alguém ou de algo. Pode não se tornar um vício mas, em menor escala, hábitos regulares.

12. Atração para a cura, as terapias holísticas e todas outras coisas metafísicas:embora muitos sensitivos gostassem de curar os outros, podem acabar por se afastar dessa vocação (mesmo tendo eles uma capacidade natural para isso), depois de se terem estudado e formado, porque eles carregam muito daqueles que eles estão a tentar curar. Especialmente se eles não sabem da sua capacidade e habilidade da empatia. Qualquer coisa que tenha uma natureza sobrenatural é de interesse para os sensitivos e não se surpreende ou ficar chocado facilmente. Mesmo com uma revelação que muitos outros considerariam impensável, por exemplo, os empatas teriam reconhecido o mundo seria redondo quando todos os outros acreditavam que era plana.

13. Criatividade: a cantar, dançar, atuar, desenhar ou escrever, um empata terá uma forte veia criativa e uma imaginação muito fértil.

14. Amor pela natureza e pelos animais: estar ao ar livre na natureza é uma obrigação para os sensitivos e os animais de estimação são uma parte essencial da sua vida. Podem não os ter porque acredita que eles devem ser livres mas têm grande carinho e proteção por eles.

15. Necessidade de solidão: um empata vai agitar-se e ficar louco se ele não receber algum tempo de silêncio. Isto é ainda muito evidente em crianças empáticas.

16. Fica entediado ou distraído facilmente se não for estimulado nas tarefas mais rotineiras: trabalho, escola e vida doméstica tem que ser mantidas interessantes para um empata ou eles desligam-se delas e acabam a sonhar, rabiscar ou a procrastinar.

17. Consideram impossível fazer coisas que não gostam: como no anterior, parece que eles estão a viver uma mentira por fazê-lo. Para forçar um empata a fazer algo que ele não gosta, através da culpa ou rotulando-o como passivo servirá apenas para fazê-lo ficar infeliz. É por esta razão que muitos sensitivos ficam rotulados como sendo preguiçosos.

18. Luta pela verdade: isso torna-se mais predominante quando um empata descobre seus dons de nascença. Qualquer coisa que seja ele sente que está completamente errada.

19. Sempre à procura de respostas e conhecimento: ter perguntas sem resposta pode ser frustrante para um empata e eles vão esforçar-se sempre para encontrar uma explicação. Se eles têm um conhecimento sobre algo, eles irão procurar a confirmação. O lado mau disso pode ser a sobrecarga de informações.

20. Gostam de aventura, liberdade e viagens: os sensitivos são espíritos livres.

21. Abomina a desordem: ela traz uma sensação ao empata de peso e bloqueia o seu fluxo de energia.

22. Adora sonhar acordado: um empata pode olhar para o espaço por horas, ficando num mundo muito próprio e de muita felicidade.

23. Acha a rotina, as regras ou o controlo aprisionante: qualquer coisa que tire a liberdade é debilitante para um empata.

24. Propensão para carregar peso sem necessariamente se desgastar: o excesso de peso é uma forma de proteção para impedir a chegada das energias negativas que têm tanto impacto em si.

25. Excelente ouvinte: o empata não vai falar de si, a menos que seja para alguém em quem realmente confia. Ele gosta de conhecer e aprender com os outros e genuinamente cuidar.

26. Intolerância ao narcisismo: embora sensato e generoso e muitas vezes tolerante para com os outros, os sensitivos não gostam de ter pessoas ao seu redor excessivamente egoístas, que se colocam em primeiro lugar e se recusam a considerar os sentimentos dos outros, ou pontos de vista diferentes do seu.

27. A capacidade de sentir os dias da semana: um empata sentirá o “Sentimento de Sexta-feira”, quer ele trabalhe às sextas-feiras ou não. Eles captam sobre como o colectivo se está a sentir. O primeiro par de dias de um longo fim de semana de feriado (da Páscoa, por exemplo) pode ser sentido por eles, como se o mundo estivesse sorrindo, calmamente e relaxadamente. Domingo à noite, as segundas-feiras e terças-feiras, de uma semana de trabalho, têm um sentimento muito pesado.

28. Não vai optar por comprar antiguidades, vintage ou coisas em segunda mão: qualquer coisa que tenha sido pré-propriedade, carrega a energia do proprietário anterior. Um empata vai mesmo preferir ter um carro ou uma casa nova (se eles estiverem numa situação financeira que lhe permita fazê-lo), sem energia residual.

29. Sente a energia dos alimentos: muitos sensitivos não gostam de comer carne ou aves, pois eles podem sentir as vibrações do animal (especialmente se o animal sofreu), mesmo se eles gostarem do seu sabor.

30. Pode parecer mal-humorado, tímido, indiferente, desconectado: dependendo de como um empata se sente, isso irá influenciar com que cara eles se mostram para o mundo. Eles podem ser propensos a mudanças de humor e se eles captaram energia muito negativa aparecerão calados e insociáveis, parecendo mesmo miseráveis. Um empata detesta ter de fingir ser feliz quando está triste, isso só aumenta a sua carga (torna o trabalho no sector de serviços, quando é preciso fazer o serviço com um sorriso, muito desafiador) e pode fazê-los sentir como que se escondendo debaixo de uma pedra.

Se você pode identificar-se com a maioria ou com todos os itens acima, então você é definitivamente mais um empata.

Os sensitivos estão a ter um momento particularmente difícil, no momento presente, captando todas as emoções negativas que estão a ser emanadas para o mundo a partir da população que sente as dificuldades da sociedade atual, por todo o mundo.

Por Alcino Rodrigues

segunda-feira, 22 de junho de 2015

NÚMEROS QUE CURAM – SAIBA MAIS SOBRE AS SEQUÊNCIAS NUMÉRICAS DE CURA






Em “Números que curam” Grigori Grabovoi reúne mais de mil doenças, e a cada uma é atribuído um número de 7, 8 ou 9 dígitos. Ao se concentrar em uma dessas sequências numéricas, a cura começa.

Como algo tão simples pode ser tão eficaz?
A doença é um desvio por parte do organismo e cura supõe o retorno ao natural. Os números geram vibrações que podem ajudar o corpo a tomar o caminho de volta à normalidade.

A base do sistema é formada pelas sequências de números de sete dígitos. Para problemas mais específicos podem ser usados oito e nove dígitos.

A concentração no número ou números apropriados deve ser realizada pelo próprio paciente. Quando não tem um diagnóstico específico deve se concentrar na sequência numérica do capítulo que inclui doenças do mesmo tipo.

A concentração pode ser feita em qualquer momento e só pode ser realizada pelo paciente. Este, pode ver, imaginar ou escrever o número em questão, ou utilizar qualquer outro método que imaginar. A compreensão do papel que a mente desempenha no desenvolvimento e na eliminação da doença é vital neste momento.



Código 1888948 -Transformar Negativo em Positivo

Crie o seu próprio método de concentração!

Você pode se concentrar em um dígito após o outro, por exemplo, do primeiro para o último número ou selecionar determinados números ou seções da sequência. Isto vai dar variedade a sua concentração.

O método de concentração na sequência numérica apropriada (após o diagnóstico prévio) oferece uma oportunidade para curar a pessoa ou profilaticamente melhorar sua situação. Você também pode cobrir as interdependências entre várias doenças. Se você comparar a sequência de sete dígitos de uma doença com outra de uma doença diferente pode capturar informações sobre o significado das sequências, o que conecta essas doenças e seus métodos de tratamento.

É importante entender a importância de ter em mente a eliminação desenvolvimento e doença.

O conhecimento apresentado neste livro pode ser aplicado tanto para o homem quanto para a natureza, na prevenção de catástrofes. E quanto mais rápido for divulgado, antes se obterão os resultados, tanto à nível individual como coletivo.

Grigory Petrovich Grabovoi nasceu em 14 de novembro de 1963 na cidade de Bogara, distrito de Kirov, na região de Chimkent no Cazaquistão. Ele estudou na faculdade de Matemática Aplicada Tashkent University, graduando-se em 1986. É um acadêmico da Academia Internacional de Informatização e assessor do Serviço Federal de Aviação da Rússia. Devido a seus dons extraordinários de clarividência e cura têm se tornado uma figura mundialmente famosa. Foi condecorado com a medalha de prata da Academia de Ciências da Rússia – Medalha de I.P. Pavlov, por sua contribuição para o “incremento à medicina e saúde pública”, e com a Medalha Pedro, o Grande, por sua contribuição para o “renascimento da ciência e da economia na Rússia”.

A percepção de que espírito, consciência, alma e corpo são eternos normaliza de forma natural a saúde e os acontecimentos
Grabovoi Grigori Petrovich.

MENTALIZE AGORA UM DESEJO
Vídeo com Códigos de Grigori Grabovoi: Tudo é possível – Presença do Criador
Mentalizar o desejo realizado ao visualizar os números
Música em 528 Hz: Frequência dos Milagres

___


1 – Situações críticas de saúde – 1258912

Ataque cardíaco – 8915678
Choque traumático e similares – 1895132
Insuficiência aguda cardiovascular – 1895678
Insuficiência respiratória aguda – 1257814

2 – Tumores – 8214351
Boca e garganta CÂNCER – 1235689
Câncer colorretal – 5821435
ESOFÁGICA – 8912567
O câncer de estômago – 8912534
CÂNCER DE FÍGADO – 5891248
Câncer nos ossos – 1234589
CÂNCER papila DUODENAL MAYOR – 8912345
LIPS câncer – 1567812
CÂNCER DE GLANDULAS SALIVARES – 9854321
Extrahepatic BILIAR câncer do trato – 5789154
Cancro do ovário – 4851923
CÂNCER DE MAMA – 5432189
CÂNCER DE PÊNIS – 8514921
Câncer de pele – 8148957
CÂNCER DE PRÓSTATA – 4321890
CÂNCER DE PULMÃO -4541589
CÂNCER RENAL – 56789108
O cancro de tireóide – 5814542
Câncer uretral – 5891856
Cancro de bexiga – 89123459
VESÍCULA BILIAR CÂNCER – 8912453
Câncer de intestino – 5485143
CÂNCER PANCREÁTICO- 8125891
CÂNCER TESTICULAR- 5814321
CÂNCER vaginal e Genital Externo – 2589121
HEMATOSARCOMA E Linfoma – 54321451
Linfogranuloma (doença de Hodgkin) – 4.845.714
LINFOMA DA PELE 5891243
Melanoma – 5674321
Mesotelioma – 58912434
Neuroblastoma – 8914567
Plasmacitoma, mieloma múltiplo, linfoma
NO HODGKIANO – 8432184
Rabdomiossarcoma CRIANÇA – 5671254
SARCOMA Kaposi – 8214382
SOFT sarcoma de tecido – 54321891
Tumor cerebral ou medular – 5431547
TUMOR cavidade nasal e seios paranasais – 8514256
Tumoral na nasofaringe – 5678910
Tumor de células de ilhas – 8951432
TUMOR ÚTERO -9817453
Tumor da paratireóide – 1548910
TUMOR SUPRARRENAL- 5678123

3 – Sepse – 58143212
A sepse (envenenamento do sangue) crônica – 8145421
A sepse (envenenamento do sangue) aguda – 8914321

4 – Síndrome de Cid – 5148142
A coagulação intravascular disseminada (DIC SÍNDROME,
Coagulopatia de consumo) – 8123454

5 – As doenças do aparelho cardiovascular – 1289435
Aneurisma da aorta – 48543218
ANEURYSM CARDÍACA – 9187549
Arritmia (arritmia cardíaca) – 8543210
Aterosclerose – 543 21898
Asma cardíaca – 8543214
Coração pára – 9874321
Azia – 8124567
Cardiomiopatias (cardiomiopatia) – 8421432
CARDIOSCLERIOSIS – 4891067
COLAPSO-8914320
Cor pulmonale (congestão pulmonar) – 5432111
Crise hipertensiva – 5679102
CRISE vascularização 8543218
ADQUIRIDO defeito cardíaco – 8124569
Cardiopatia congênita – 9995437
DISTONIA Neuroci RCULATORIA – 5432150
EDEMA PULMONAR- 543 211 12
Endocardite – 8145999
Doença isquêmica do coração – ECI (DOENÇA
Coronária) – 1454210
Angina (angina de peito) – 8.145.999
FALHA CARDIOVASCULAR- 85432102
INSUFICIÊNCIA CARDÍACA – 8542196
HIPERTENSÃO – 8145432
HIPOTENSIÓN- 8143546
Infarto (ataque cardíaco) -8914325
FALHA vascularização – 8668888
MIOCARDIODISTROFIA – 30 8432110 (07)
Miocardite – 85432104
Neuropatia Autonômica (DISTONIA VEGETOVASCULAR) – 8432910
MAJOR oclusão da artéria – 8153213
Pericardite – 9996127
VASCULITE sistemicamente 1894238

6 – Doenças Reumáticas – 8148888
Doenças articulares – 5421891
Artrite de células gigantes (arterite craniana, ARTERITE
TEMPORÁRIA DOENÇA DE HORTON) – 9998102
Takayasu ARTRITE – 8945432 artrite degenerativa (osteoartrite, osteoartrose, artrose deformante, degenerativas DOENÇA COMUM) – 8145812
ARTRITE INFECCIOSA- 8111110
A artrite psoriásica – 0145421
Artrite reativa – (REITER SÍNDROME) – 4848111
ARTRITE REUMATÓIDE – 8914201
Dermatomiosite (polimiosite) – doença articular 5.481.234 tecido conjuntivo (DESORDEM
SHARP) – 34 1484019 (26)
CORAÇÃO doença reumática (febreReumática) – 5481543
Difusa Doenças do Tecido Conjuntivo – 5485812
SCLERODERMA O ESCLEROSE sistemicamente 1110006 espondilite anquilosante (doença de Bechterew,
STRUEMPELL-MARIE DOENÇA) – 4891201
Granulomatose – 8943568
Lupus Eritematoso Sistêmico – 8543148
Periartrite – 4548145
Gout (GOTA) – 8.543.215
POLIARTERITE KNOTTY (periarteritis KNOTTY, DOENÇA KUSSMAUL) – 54321894
Rheumatism, perto do tecido mole JUNTAS – 1489123
Goodpasture (GLOMERULONEFRITE, pneumonia Hemorrágica) – 8491454
SÍNDROME DE TANQUES DE VIDRO – 0014235
síndrome Sjoegren (Síndrome SICCA DOENÇA SÍNDROME Mikulicz) – 4891456
Tenossinovite – 1489154
Tromboangeíte obliterante (doença Buerger) – 8945482
Hemorrágica vasculites (vasculite alérgica, ROXO Henoch-Schonlein) – 8491234
A vasculite sistémica (VS) – 1894238

7 – Doenças Respiratórias – 5823214
Antracose – 5843214
ASBESTOSE – 4814321
A asma brônquica – 8943548
Aspergilose – 481543271
BRONQUIOLITE (inflamação aguda DE Brônquios) – 89143215
Bronquite aguda – 4812567
Bronquite Crônica – 4218910
CÂNCER DE PULMÃO – 4541589
Candidíase pulmonar (pulmão CANDIDIASIS) – 4891444
Enfisema PULMONAR- 54321892
Fibrose pulmonar (NEUMOESCLEROSIS) – 9871234
89143 211 MIOCÁRDICO PULMONAR-
METACOLOCONIOSIS – 4845584
Pneumoconiose – 8423457
Pneumoconiose ORGÂNICO DUST – 4548912
PNEUMONIA – 4814489
Aguda intersticial pneumonite (SÍNDROME Hamman-Rich) – 4814578
Pleurite (pleurisia) – 4854444
DEI pneumoconiose. MINEIRO DE CARVÃO (CARBOCONIOSIS,
PRETO doença pulmonar) – 8148545
SARCOIDOSE -4589123
Silicose (doença de POTTER) -4818912
Silicatose -2224698
Talcose – 4845145
TUBERCULOSE PULMONAR – 8941234

8 – Doenças Digestivas – 5321482
Cárdia acalasia (cardioespasmo, espasmo de hiato,
Megaesôfago EXPANSÃO DO ESÔFAGO idiopática) – 4895132
As alergias alimentares – 2841482
Amiloidose – 5432185
Amebíase -1289145
GÁSTRICA Aquilia – 8432157
Lentidão do esôfago e do estômago – 8123457
BERIBÉRI – 3489112
CANDIDA (fungos na infecção na boca MUSHROOM) – 54842148
Cardiospasm – 4895132
Cirrose Hepática – 4812345
Colecistite crônica – 5481245
COLITE – 8454321
Colite aguda – 5432145
Colite crônica – 5481238
DOENÇA FIEPATOLENTICULAR Degeneration (Wilson Konowalow) – 5438912
DIABETES TANNED – 5454589
DIARRÉIA – 5843218
DIARRÉIA FUNCIONAL – 812 34574
Dispepsia (indigestão) – 1112223
Dispepsia Funcional (ESTÔMAGO hiperacidez) -5484214
Discinesia BILIAR- TRATO DIGESTIVO discinesia 58432144 (Dispepsia, gastroptose,
DIARRÉIA FUNCIONAL) – 81234574
Discinesia INTESTINAL – 54321893
FÍGADO Distrofia – 9876512
Duodenite – 5432114
Duodenite aguda – 481543288
Duodenite crônica 8432154
Disbiose intestinal (INTESTINAL Disbacteriose) – 5432101
EDEMA fome (edema de fome, hidropisia A fome, FOOD DISTROFIA) – 5456784
A doença de Whipple’S – 4814548
Enterite – 8431287
Enterite CRÔNICA – 5432140
Enterocolite – 8454321
Enteropatia do intestino – 8432150
Enteropatia exsudativa – 4812 3454
Enteropatia induzida por glúten (espru celíaco, sprue NO TROPICAL Idiopática esteatorréia) – 4891483
Enteropatia, DEFICIÊNCIA dissacaridades – 4845432
ESCORBUTO – 5432190
ESOFAGUISMO – 5481248
Esofagite – 54321489
SPASM ESOFÁGUICO – 8123457
Espasmo intestinal (INTESTINAL CÓLICA) – 8123457
Nontropical – 8432150
Sprue tropical (DIARRÉIA TROPICAL) – 5481215
PRISÃO DE VENTRE – 5484548
Fleimão ESTÔMAGO – 4567891
Gastrite – 5485674
Gastrite aguda – 4567 891
Gastrite crônica – 5489120
Gastroenterite – 5485674
Gastroenterocolite – 5485674
Gastroparesia (AGUDA GÁSTRICA folga) – 5485671
Gastroptose – 812 34574
Hemocromatose (Cirrose pigmentado, DIABETES bronzeada, DOENÇA DE FERRO SOBRECARGA, SIDEROFILIA SÍNDROME
TROISIER- HANOT- Chauffard) – 5454589
HEPATITE-5814243
HEPATITE estridentes 58432141
HEPATITE CRÔNICA – 5123891
Hepatosis – 9876512
Hepatosis AGUDA (TÓXICO danos no fígado) – 1234576
Hepatosis colestática (COLESTASE) – 5421548
Hepatosis CRÔNICA (fígado gordo, esteatose
FÍGADO) – 5143214
Hiperbilirrubinemia Benigna – 845 148 51
Hiperbilirrubinemia Congênita – 8432180
Posthepatic hiperbilirrubinemia (icterícia OBSTRUTIVA) – 54 8214321 (17)
Idiopática hiperlipidemia (hyperliproteinemia, LIPOIDIS HEPATOSPLENOMEGALICA) – 4851888
HIPERTENSÃO portal- 8143218
Icterícia – 5432148
Icterícia FUNCIONAL – 845 148 51
Ileíte – 8431287
Indigestão-9988771
FLASH ILEOCECAL VÁLVULA (BAUHINITIS) – 58432148
INSUFICIÊNCIA CARDÍACA ESFÍNCTER – 8545142
Insuficiência hepática – 8143214
Lymphangiectasia COLON – 5214321
Lipidosis HEPATOSPLENOMEGALICA – 4851888
INTESTINAL LIPODOSTROFIA (doença de Whipple) – 4814548
Má absorção -48543215
Pneumatose GÁSTRICA – 54321455
Crônica Pancreatite-5891432
PARALISIA DUODENAL – 8123457
Cirrose PIGMENTO – 5454589
Síndrome carcinóide – 4848145
Hepatoesplenomegalia SÍNDROME (DESORDEM HEPATOLIENALICO) -845 148
SÍNDROME Superior artéria mesentérica (AMS) – 5891234
GASTROCARDIAL SÍNDROME (TRANSTORNO ROEMHELD) – 5458914
POSTHEPATÍTICO SÍNDROME – 4812819
TUBERCULOSE GASTROINTESTINAL – 8143215
Úlcera péptica do esôfago – 8432182
Úlcera péptica de estômago e duodeno – 8125432
SIMPLES ÚLCERA Intestino NÃO ESPECÍFICAS – 48481452
Úlcera de estômago, SINTOMÁTICO – 9671428
Jejunite – 8431287
Zinga – 54321481

9 – Doenças dos rins e do trato urinário – 8941254
Amiloidose – 4512345
Anomalias do sistema urinário – 1234571
Cistite-48543211
Cólica renal – 4321054
ECLÂMPSIA Renal 8149141
DOENÇA RENAL CRÔNICA (insuficiência renal CRÔNICA) – 5488821
Doença renal policística (ERP) – 5421451
INSUFICIÊNCIA RENAL – 4321843
Insuficiência renal aguda – 8218882
GLOMERULONEFRITE (GN proliferativa difusa) – 4812351
Glomerulonefrite aguda – 4285614
Hidronefrose – 5432154
RENAL-4321843
Nefrolitíase (pedras nos rins) – 5432143
Pielite – 61 5432110 (10) PIELONEFRITIS – 58143213
TB renal 5814543
UREMIA AGUDA – 5421822
UREMIA CRÔNICA – 8914381
Uretrite – 1387549

10 – Doenças do Sangue – 1843214
Agranulocitose – 4856742
Anemia aplástica (hipoplasia) – 5481541
Anemia hemolítica auto-imune – 5814311
ANEMIA CONGÊNITA, com a alteração da síntese Porfirina – 4581254
Anemia Falciforme – 7891017
Anemia Hemolítica – 5484813
Anemia megaloblástica – 5481254
ANEMIA POR CHUMBO ENVENENAMENTO – 1237819
Aguda pós-hemorrágica Anemia (perda de sangue, AGUDA) – 9481232
Diátese HEMORRÁGICA- 5148543
DOENÇA diátese hemorrágica causada por um de THE
NAVIOS DE SANGUE – 54815438
A doença de Gaucher (lipidosis cerebrósido) – 5145432
Doença de radiação aguda – 481543294
CRÔNICA DE RADIAÇÃO DOENÇA – 4812453
Stomatocytosis HEREDITÁRIA – 4814581
Favismo – 54321457
Hemoblastose OUT da Medula Espinal, HEMATOSARCOMA
E linfoma (linfocitoma) – 54321451
Hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) – 5481455
HIPOPROTROMBINEMIA- 5481542
LEUCEMIA-5481347
Linfogranuloma (doença de Hodgkin) – 4845714
MIELOCITOSIS (LEUCEMIA Mielóide Crônica) – 5142357
Neutropenia congênita – 8432145
Ovalocytosis HEREDITÁRIA (eliptocitose HEREDITÁRIA) – 51454323
Paraproteinemia TUMORES PRODUTORES – 0432184
Quimioterapia, EFEITOS COLATERAIS – 4812813
REAÇÕES leucêmicas – 5814321
TALASSEMIA – 7765437
Trombocitopatia – 5418 541
TROMBOFILIA hematogênica – 4814543

11 – Transtornos Endócrinos e Metabólicas – 1823451
ACROMEGALIA- 1854321
Bócio endêmico – 5432178
Bócio difuso tóxico (doença grave) – 5143218
Deficiência de hormônio do crescimento (nanismo Hipofisário) -4141414
Desenvolvimento sexual precoce – 4814312
Distúrbios congênitos de diferenciação GÊNERO – 5451432
Diabetes insípido – 4818888
DIABETES MELLITUS – 8819977
A doença de Addison (adrenocortical FALHA PRIMÁRIA) – 4812314
FEOCROMOCITOMA- 4818145
HIPERINSULINEMIA (DISINSULINISMO) – 48454322
HIPERPROLACTINEMIA – 4812454
HIPOGONADISMO (MAN) – 48143121
Hipoparatireoidismo (TETANOPARATIROIDAL) -4514321
Hipopituitarismo (PANIPOPITUITARISMO, DOENÇA Simmonds) – 48143214
O hipotireoidismo (mixedema) – 4812415
OBESIDADE – 4812412
Osteíte fibrosa cística – 5481412
Síndrome de Cushing – 54321458
DISPITUITARISMO SÍNDROME PUBERALJUVENIL -4145412
TIREOIDITE – 4811111
TUMORES (VEJA TAMBÉM – Acromegalia, virilismo, HIPERINSU- LINEMIA, hiperparatireoidismo, FEOCROMOCITOMA) -4541548
Virilismo – 89143212

12 – doenças ocupacionais – 4185481

AGENTES doenças ocupacionais
PRODUTOS QUÍMICOS – 9916515
DOENÇAS PROFISSIONAIS DE ESGOTAMENTO – 4814542
Doença profissional fatores de exposição FÍSICA (DOENÇA VIBRATIONAL) -4514541
Doença profissional agentes de influência BIOLÓGICA – 81432184

13 -Intoxicação aguda – 4185412
CHOQUE exotoxic – 4185421
RINS PREJUÍZO (NEFROPATÍA TÓXICO) -5412123
Dano hepático (fígado tóxico) – 48145428
TRANSTORNO psychoneurotic PELA EXPOSIÇÃO TÓXICO – 9977881
AGUDA INTOXICAÇÃO – A intoxicação contato – 4814823
Venenos ingeridos – 5142154
VENENO DE INALAÇÃO – 4548142
POISON INJECTADO – 4818142
Envenenamento causado pelo SNAKE mordidas e
OUTROS animais peçonhentos – 4812521
Picada de escorpião – 4188888
SNAKE BITES – 4114111
BITES TARANTULA – 8181818
Vespa e picada de abelha – 9189189

14 – Doenças infecciosas – 5421427
ALVEOLOCOCOSIS (EQUINOCOCOSE ALVEOLAR, ECHINOCOCCUS Multilocular) – 5481454
Amebíase – 79 1289145 (17) ANQU eu LOSTOMIAISIS – 4815454
ÁN’T’RAX – 9998991
Ascaridíase (lombrigas infecção) – 4814812
Bacterioses E. COLI (ESQUERIQUIOSIS) – 1.238.888
Balantidiasis – 1543218
Botulismo de origem alimentar – 5481252
A brucelose (doença Bang, FEBRE DE MALTA) – 4122222
Campylobacter jejuni – 4815421
CISTICERCOSE – 4512824
CLONORQUTASIS (fígado fluke PEST CHINÊS) – 5412348
RAIVA – 4891491
Difilobotríase (FISH tinham infecção ou grande) – 4812354
difteria 5556679
Disenteria (shigelose) – 4812148
Encefalite transmitida por carrapatos – 7891010
DOENÇA Botkin – 5412514
PARRACHO DOENÇA-ZINSSER- 514854299
Marburg vírus da doença (FEBRE HEMORRÁGICA DA Marburg, Ebola) – 5184599
Doença da arranhadura do gato (linfadenite subaguda REGIONAL) – 48145421
Enterobíase – 5123542
ENTEROVIRUS – 8123456
EQUINOCOCOSE – 5481235
Erisipela – 4123548
SCARLET (escarlatina) – 5142485
A esquistossomose (bilharziose) – 48125428
ESTRONGOLOIDIASIS – 54812527
FASCIOLIOSIS (Fasciolíase) – 4812542
PÉ – 9912399
FEBRE HEMORRÁGICA com síndrome renal – 5124567
Febre Q 5148542
Tifóide e paratifóide febre (tifo abdominal) – 1411111
GIARDÍASE (giardia) – 5189148
GRIPE SAZONAL – 4814212
Helmintíase – 5124548
VIRAL hepatite A e B (doença Botkin) – 5412514
Herpes Simplex – 2312489
Hydrophobia – 4812543
Himenolepíase – 54812548
Infecção por Mycoplasma (atípicas PNEUMONIA, PNEUMONIA WALKER) – 5481111
Infecções respiratórias agudas (FRIO COMUM) – 48145488
A infecção meningocócica – 5891423
INTOXICAÇÃO ALIMENTAR – 5184231
Legionelose (doença do legionário) – 5142122
Leishmaniose – 5184321
Leptospirose (doença de Weil) – 5128432
Listeriose – 5812438
MALÁRIA – 5189999
Metagonimiasis – 54812541
Mononucleose infecciosa (doença Pfeiffer, BEIJO ILL) – 5142548
OPISTORQUTASIS – 5124542
ORNITOSIS (psitacose) – 5812435
Parapertussis – 2222221
PAROTIS EPIDEMIA (MUMPS) – 3218421
Pediculose (infestação por piolhos) – 48148121
A coqueluche (tosse convulsa) – 4812548
FEBRE – 8998888
Pseudotuberculosis YERSINIA- 514854212
RAIVA (hidrofobia, RAGE) – 4812543
Rotavírus – 5148567
RUBÉOLA (SARAMPO ALEMÃO) – 4218547
SALMONELOSIS- 5142189
SARAMPO-4214825
TENIARRINCOSIS – 4514444
TENÍASE – 4855555
TÉTANO – 5671454
Tifo Epidemia – 1444444
Tifo TICK de Queensland (COLORIDO FEVER) – 5189499
Toxoplasmose – 8914755
Whipworm (tricuríase) – 4125432
TRICOSTRONGILOSIS – 9998888
TRIQUINELOSE – 7777778
A tularemia – 4819489
CHICKEN POX – 48154215
Varíola – 4848148
Varíola minor – 4848148
Imunodeficiência SÍNDROME DE VÍRUS (HIV, AIDS) – 5148555
Lersiniose – 5123851

15 – Doenças deficiência de vitamina – 1234895
Deficiência de Vitaminas – 5451234
Deficiência de vitamina A (deficiência de retinol) -4154812
Deficiência de vitamina B1 (tiamina) – 1234578
Deficiência de vitamina B2 (deficiência Riboflavina) – 1485421
A deficiência de vitamina PP B3 (deficiência de vitamina, NIACINA DEFICIÊNCIA) – 1842157
A deficiência de vitamina B6 (piridoxina deficiência) – 9785621
Deficiência de vitamina C (ácido DEFICIÊNCIA ASCÓRBICO) – 4141255
Deficiência de vitamina D – 5421432
Deficiência de vitamina K – 4845414
FIIPOVITAMINOSIS – 5154231
POLIAVITAMINOSIS – 4815432

16 – As doenças infantis – 18543218
Alergia respiratória – 45143212
Anemia – 48543212
Anemia ferropriva – 1458421
ANEMIA eu IEMOLÍTICATÓXICA -45481424
A asma brônquica 58145428
ARTEFATOS vácuo (asfixia) – 4821543
Bronquite aguda – 5482145
Bronquite alérgica – 5481432
Defeito congênito CORAÇÃO (CRIANÇAS) – 14891548
Antitripsina, Alpha 1- 1454545
DIABETES FOSFATO – 5148432
Diabetes insipidus – 5121111
DIABETES MELLITUS – 4851421
DIABETES renal (rim glicosúria) – 5142585
Diátese alérgica (predisposição a alergias) -0195451
Diátese hemorrágica – 0480421
Dispepsia PARENTAL – 8124321
Dispepsia SIMPLES – 5142188
Dispepsia TÓXICA- 514218821
DISTONIA VEGETATIVE-circulatório – 514218838
A doença celíaca – 4154548
Doença Hemolítica RECÉM-NASCIDO (DOENÇA Rhesus fetal eritroblastose) – 5125432
Doença hemorrágica do recém-nascido – 5128543
A cardiopatia reumática – 5481543
Dores nas canelas (cólicas) – 51245424
Enteropatia exsudativa (enteropatia, PERDIDA PROTEÍNA) – 4548123
CRIANÇAS DO ESTADO Subfebrile – 5128514
Estenose do piloro (estenose hipertrófica do piloro INFANTIL) – 5154321
Fenilcetonúria – 5148321
A fibrose cística (mucoviscidose) – 9154321
GALACTOSEMIA – 48125421
CRIANÇAS EM GLOMERULONEFRITE – 5145488
HEMOFILIA- 548214514
Hiperplasia Adrenal Congênita – 54143213
HIPERTENSÃO portal- 45143211
Hipervitaminose D – 5148547
Hipotireoidismo-4512333
HISTIOCITOSE TIPO X – 5484321
Icterícia neonatal (icterícia neonatal) -4815457
STAPHYLOCOCCUS INFECÇÃO – 5189542
LARINGITE ALÉRGICA- 58143214
PSEUDO LARINGITE SUBGLÓTICA- 5148523
Garupa (laringite subglótica, Garupa) – 1489542
Nefrite hereditária (síndrome de Alport) – 5854312
PNEUMONIA INTERSTICIAL- 4814489
PNEUMONIA para neonatal 5151421
PNEUMONIA cronicamente 51421543
Pneumonite de hipersensibilidade (alveolite alérgica) – 51843215
Piloroespasmo – 5141482
NÃO POLIARTERITE CRÔNICA ESPECIFICAMENTE 8914201
VONTADE LINFÁTICA- 5148548
Reumática PURPLE (Henoch-Schoenlein, PURPLE SCHOENLEIN- Henoch) – 5128421
Raquitismo (deficiência de vitamina D, raquitismo) – 5481232
Rinite Alérgica e Sinusite – 5814325
Sepsis neonatal – 4514821
ESTRESSE EM BEBÊS SÍNDROME RESPIRATÓRIA – 5148284
Síndrome de má absorção – 4518999
SALT PERDA síndrome renal (PSEUDOHIPOALDOSTE- RONISMO) -3245678
TONI-Debré SÍNDROME-FANKONI – 4514848
Síndrome Alcoólica Fetal – 4845421
Síndrome tóxica (COM EXICOSIS intoxicação) – 5148256
SUBSEPSIS alérgica (síndrome. Wissler) -5421238
TÉTANO INFANTIL (espasticidade) – 5148999
Traqueíte REAÇÃO – 514854218
Intracraniana trauma do nascimento – 518999981
TUBERCULOSE – 5148214
Tuberculose latente (TB assintomática) – 1284345
Vômitos – 1454215

Angioma (HEMANGIOMA) – 4812 599
Apendicite na Infância-9999911
Atresia retal 6555557
A atresia biliar-9191918
ATRESIA Intestino delgado – 9188888
Atresia do esôfago – 8194321
Atresia duodenal e estenose – 5557777
Cephalhematoma (subperiostal sangramento) – 48543214
Divertículo de Meckel – 4815475
Esôfago, queimaduras químicas – 5148 599
Estenose pilórica – 5154321
Fleimão RECÉM-NASCIDO – 51485433
SANGRAMENTO gastrointestinais – 5121432
Hérnia diafragmática – 5189412
Intussuscepção, intussuscepção – 5148231
OSTEOMIELITE epifisária – 12345895
Fenda palatina (lábio leporino) – 5151515
Onfalocele (AMNIOCELE) – 5143248
Teratoma SACROCOXIGEAL REGIÃO – 481543238

17 – Distúrbios obstétricos e ginecológicos – 1.489.145
A asfixia perinatal – 4812 348
As complicações pós-parto – 41854218
Lágrimas nos Genital Externo durante o parto – 148543291
Gravidez ectópica – 4812311
Gravidez múltipla (com dois ou mais FETO GRAVIDEZ) – 123 457 854
Gravidez pós-termo (Extended) – 5142148
UTERINE GRAVIDEZ – 1899911
Gravidez e parto PROGRAMADA DATA DE NASCIMENTO (NA GRAVIDEZ NORMAL COM NORMAL data prevista de nascimento) -1888711
A embolia amniótica – 5123412
Manejo da dor durante o trabalho – 5421555
Glândulas Mamárias DISFUNÇÃO DURANTE O PERÍODO
INFANTIL-48123147
Sangramento durante NASCIMENTO – 4814821
CABO DE LESÃO DE RECÉM-NASCIDO – 0123455
Mola hidatiforme (como cisto) – 4121543
Nascimento prematuro – 1284321
Padrões anormais durante o parto – 14891543
Pelve estreita 2148543
Pelve estreita (anatomicamente) – 4812312
Pelve estreita (CLÌNICA) -4858543
NORMAL período pós-parto / pós-parto – 12 891451
Placenta prévia – 1481855
Polidrâmnio (polidrâmnio) -5123481
Prolapso de cordão – 1485432
BREAKING Placentária 1111155
Toxemia na gravidez (pré-eclâmpsia) – 1848542
Adnexitis -. Veja ooforite, salpingite
AMENORRÉIA – 514354832
CURSO OVÁRICO (violação do corpo lúteo) – 1238543
Bartolinite – 58143215
Vulvar – 5148945
CICLO ANOVULATORIO – 4813542
Ovário em cystadenoma – 58432143
Colpitis – 5148533
CORIONEPITELIOMA (coriocarcinoma) – 4854123
Kraurosis DE VULVA- 58143218
DISMENORREA- 4815812
Endocervicite – 4857148
Endometriose – 5481489
Endometrite – 8142522
Doença do ovário policístico (DESORDEM STIN-Leventhal) – 518543248
Erosão cervical (ECTRÓPIO CERVICAL) – 54321459
GONORREA- 5148314
Hemorragia disfuncional perda de sangue ÚTERO-4853541
Infertilidade (Sterility) – 9918755
LEUCOPLAQUTA vulva ou o COLO DO ÚTERO – 5185321
Leucorréia (corrimento vaginal) – 5128999
MENOPAUSA-4851548
Mioma uterino – 51843216
Ooforite (adnexitis) – 5143548
Parametrite – 5143215
POLYP do Colo do Útero OU – 5 1 899997 3
Prolapso uterino e vagina- 51483218 3
Ferva (fervura) – 5148385
Gangrena gasosa – 41543218
Gangrena pulmonar – 4838543
GINECOMASTIA- 4831514
HEMARFROSIS – 4857543
Sangramento externo (perda de sangue EXTERNO) – 4321511
HEMORRAGIA INTERNA (perda de sangue INTERNO) – 5142543
HEMORROIDES- 58143219
FERIDAS-5148912
HÉRNIA-95184321
Hidradenitis – 4851348
Testículo hidrocele O LACE
ESPERMA – 481543255
Icterícia obstrutiva – 8012001
Íleo paralítico (INTESTINAL PARALISIA) – 4548148
LEIOMIOMA – 55114214
LESÕES DE CHOQUE eletricamente 5185431
Linfadenite – 4542143
Linfangite – 484851482
LIPOMA-4814842
DESLOCAMENTO-5123145
Mastite 8152142
Mastopatia -84854321
MEDIASTENITIS – 4985432
Megacólon – 4851453
Menisco TEAR – 8435482
Pneumotórax espontâneo – 481854221
Artefatos, brônquios – 5485432
ARTEFATOS, esôfago – 14854321
ARTEFATOS, ESTÔMAGO – 8184321
ARTEFATOS, tecidos moles – 148543297
MAIN oclusão da artéria – 815432151
Orquite – 818432151
A osteomielite traumática – 514854221
Pancreatite aguda – 4881431
Paroníquia (Panaritium) – 8999999
Peritonite – 1428543
Pés planos (pés chatos, PLATIPODIA) – 1891432
PIOPNEUMOTÓRAX- 148543299
POLYP – 4819491
Prolapso retal – 514832187
Prostatite – 9718961
PSEUDOARROSIS – 4814214
Queimaduras térmicas – 8191111
CLEFT Cisto BRONQUIAL (cisto, do lado do pescoço,
FISTULA faringe) – 5 1 48542 14
Cisto sebáceo (steatoma) – 888 888 179
Cisto Mamário (MAMAS fibrocystic) – 4851432
Cisto. Tireoglosso (cisto na parte do meio
PESCOÇO) – 4548541
Retenção urinária aguda (ischuria AGUDA) – 014 444
GÁSTRICA EVACUAÇÃO DESORDEM-4184214
Pós-Colecistectomia SÍNDROME – 4518421
Síndrome de Zollinger-Ellison – 148543295
Equinovaro Talipes (pé torto) – 485 143 241
Torcicolo – 4548512
TRAUMA DE ÓRGÃOS INTERNOS – 8914319
TROMBANGIITIS obliterante (doença de Buerger) – 5.432.142
Tromboflebite – 1454580
TUBERCULOSE ossos-148543281
Úlcera (estômago ou duodenal) Mordidas-9148532
Úlcera penetrante – 8143291
TRÓFICA ÚLCERA – 514852154
Um encravada (onicocriptosis) – 4.548.547
Varicocele – 81432151
Varic OSIS – 4831388

Colangiopatia congênita do RECÉM-NASCIDO – 948514211

TRANSTORNOS CIRÚRGICOS DOS ÓRGÃOS e CAVIDADE
ABDOMINAL- 5184311
Atresia do esôfago – 518543157
CONGÊNITA A DOENÇA PULMONAR CYSTIC – 4851484
Fístula traqueoesofágica – 514854714
Com hérnia DIAFRAGMÁTICA- 5148543257
PNEUMOTHORAX – 5142147
PELE necrótica fleimão no recém-nascido – 514852173
Mastite recém-nascido – 514854238
OSTEOMIELITE RECÉM-hematogênica aguda – 5141542
Paraproctitis AGUDA – 4842118
PERITONITE RECÉM-NASCIDO – 4184321
Sistema músculo-esquelético, DOENÇAS DO RECÉM-NASCIDO
BORN-514218873
Amputação traumática – 5451891
ANQUIOLOSIS – 1848522
Bursite – 75184321
Choque traumático – 1454814
Contratura de Dupuytren – 5185421
Contratura da articulação – 8144855
Entorse (distorção) – 5148517
Hallux valgus (joanetes) – 5418521
HERMATROSIS – 7184321
Nonunion – 8214231
TRAUMA DE ÓRGÃOS INTERNOS – 5432188

23 – Doenças do ouvido, nariz e garganta – 1851432
Adenóides (tonsila faríngea) – 5189514
Abscesso RETROFARINGEAL- 1554321
Aerosinusitis (SINUS barotrauma) – 514 854 237
Tonsillaris angina (aguda amigdalite) – 1999999
Angiofibroma nasofaríngeo juvenil 1111122
Atresia coanal (sinéquias nasais) – 1989142
A cera (cerume) – 48145814
Coriza (rinite, resfriado comum) – 5189912
DISTORÇÃO DA PARTIÇÃO NASAL – 148543285
Doença de Ménière – 514854233
Epistaxe (sangramento nasal) – 65184321

24 – Doenças do olho – 1891014

A ambliopia (olho preguiçoso) – 1899999
Astenopia (fadiga ocular) – 9814214
ASTIGMATISM – 1421543
NERVO ÓPTICO ATROFIA – 5182432
Blefarite – 5142589
FALLS – 5189142
Calázio (cisto das pálpebras) – 5148582
Conjuntivite-5184314
CORIOIDITIS – 5182584 170 (11) DACRIOCISFITIS – 45184321
DESAPEGO retina 1851760
Subluxação do cristalino (deslocamento da lente) – 25184321
ECTRÓPIO (menor inclinação da pálpebra) – 5142321
ENDOFTALMITE – 514254842
Esclerite, episclerite – 514854248
Estrabismo (Tropia, estrabismo) – 518 543 254
Exoftalmia (proptose, olhos esbugalhados) – 5454311
FOTO OFTALMIA (Fotoqueratite, NEVE BLIND) – 5841321
GLAUCOMA (hipertensão ocular) – 5131482
Hipermetropia (visão de longo) – 5189988
Irite – 5891231
BALÃO LESÃO OCULAR- 518432118
Miopia (miopia) – 548 132 198
NEURITE óptica – 5451589
Nyctalopia (cegueira noturna) – 5142842
Oclusão da central da retina VEIA – 7777788
Oclusão da artéria central da retina – 514852178
OFTALMIA simpatica-8185321
STY-514854249
PANOFTALMIA – 5141588
PAPILEDEMA (edema do disco óptico) – 145 432 152
Hipermetropia (hipermetropia ENVELHECIMENTO) – 1481854
PTERIGIO- 18543212
Ptose (queda pálpebras superiores) – 18543121
BURN OLHO (BURN THE EYE) – 8881112
ceratite -518 432 114
QUERATOCONJUNTIVIS VERNAL (FRIO, SPRING) – 514 258 951
RETINITE-5484512
Tracoma – 5189523
Úlcera de córnea – 548432194
UVEÍTE – 548432198

25 – Doenças dos dentes e da cavidade oral – 1488514
Abscesso do PREMAXILAR- 518231415
Alveolite DENTAL- 5848188
Anquilose da Articulação Temporomandibular – 5 1 4852 179
Artrite Articulação Temporomandibular – 548432174
CÁLCULOS PARA DENTISTAS (ESCALA) – 514 852 182
DETERIORAÇÃO DENTAL- 5148584
Queilite (lábios rachados) – 518 431 482
Articulação temporomandibular DESLOCAMENTO
(Lockjaw) – 5484311
TOOTHACHE SHARP – 5182544
Doença Periodontal (paradontitis) – 58145421
ESTOMATITE-4814854
Fleimão DE MAXILOFACIAL REGIÃO – 5148312
QUEBRANDO (quebra) DENTE – 814 454 251
JAW QUEBRA – 5182148
GENGIVITE-548432123
Glossalgia (linguagem da dor) – 514 852 181
Glossite (LÍNGUA FLASH) – 1484542
Sangramento após Extração do dente – 8144542
Hiperestesia DENTES – 1484312
Hipoplasia do esmalte dentário – 74854321
DENTAL Infecção Focal – 514854814
LEUCOPLAQUTA – 485148151
DESLOCAMENTO DE DENTES – 485143277
OSTEOMIELITE JAW – 5414214
Papilite INTERDENTAL- 5844522
PERICORONITIS- 5188888
PERIODONTITE – 5182821
PFRIODONTITIS APICAL – 3124601
Pulpite – 1468550
Cisto no maxilar – 514218877
XEROSTOMIA (boca seca) – 5814514

26 – Doenças e Transtornos desconhecidos – 1884321
27 – Valores normais em análise de laboratório – 1489991

___

Via: RedeAquarius.com

OS NÚMEROS DE GRIGORI GRABOVOI E A LEI DA ATRAÇÃO!!!



Os números de Grigori Grabovoi

De acordo com a Lei da Atração ativamos ondas de energia através da qual recebemos de volta o que nós enviamos para o Universo. Com o tempo tentei entender por que a Lei da Atração não funciona com todos.

Per…cebi que, uma boa parte das falhas é devido a pensamentos negativos que se esgueiraram para a mente em um nível subconsciente e que varrem os programas positivos, e então a falta de fé verdadeira de que poderíamos obter algo, faz o resto.

Segundo Grabovoi tudo depende de nós e está em nós mesmos; o mundo é a realidade externa, o homem tem uma alma que é a realidade interna, e as duas, na verdade, são nada mais do que estruturas de informação.

O Homem influencia o mundo inserido as alterações e, em seguida, a realidade exterior é estruturada de acordo com o mundo interior, consciente ou inconsciente do homem. Em suma: nós somos os criadores e condutores do nosso próprio destino. Grigori Grabovoi nos ensina a dirigir, e coloca a peça que faltava: Como eu acabei de referir, a principal dificuldade encontrada na realização da prática da lei da atração é focar no objetivo, sem todas essas hesitações, dúvidas, desconfianças, que muitas vezes se aglomeram entre os nossos pensamentos, mesmo que não desejando.

Manter o projeto arrumado e limpo; vê-lo definido, mesmo que por alguns segundos, é muitas vezes uma dificuldade extrema. O objetivo em si, às vezes desvia nossa atenção, e não podemos observá-lo em alta definição, como se estivesse efetivamente diante de nós.

Os métodos para controlar a realidade de Grigori Grabovoi são baseados em formas geométricas, ferramentas, sequências de números, com os quais ele codifica objetivos universais que afetam a saúde, o bem-estar econômico, a salvação para si e para os outros.

Estes métodos, baseando-se em códigos e não em visões da realidade, têm o caráter de não se envolver emocionalmente na situação, e talvez tornar mais simples sua realização.

Grabovoi desenvolveu um método para harmonização de qualquer distúrbio psicofísico com a ajuda de sequências numéricas, em seu livro: “Reconstituição do corpo humano através da concentração em sequências numéricas” são citados cerca de 1000 tipos de distúrbios psicofísico e cada um deles recebe uma sequência numérica de 7, 8, 9 dígitos.

Enquanto nos concentramos em uma sequência numérica em particular são ativados em seguida, as ondas de energia que estimulam o processo de realinhamento da norma. Estes métodos são o resultado de colocar em prática conhecimentos adquiridos graças aos avanços no estudo da física quântica. O homem é capaz de mudar suas vibrações, em seguida, as partículas subatômicas que compõem o assunto, e ambos com simples palavras. Uma vez acionado o mecanismo tudo é possível, você pode curar qualquer doença psicofísica, da mais trivial a mais grave, você pode transformar uma situação financeira ruim, harmonizar as relações na família e no trabalho, para estimular as crianças no estudo, e novamente e, novamente, confirmando que somos feitos à imagem e semelhança de Deus, como o Criador e que podemos mudar o mundo.

Fonte Texto: AUMAGIC












Creditos Canal Youtube Su Ferreira