Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

HOMOSSEXUALIDADE NA VISÃO DA UMBANDA:

Homossexualidade - Na visão da Umbanda






Religiões, reLIGIões, ReligiõES. A mesma palavra, escrita de diferentes maneiras, tem o mesmo significado, a mesma essência.
Como uma religião espiritualista, a Umbanda acredita em reencarnação tendo sempre o livre arbítrio do espírito para a escolha de suas passagens pelo plano material.

Partindo deste princípio, vamos pensar no momento da criação da alma, da essência do indivíduo. Todo ser é gerado a partir de 2 Orixás (1 masculino e 1 feminino), e essa essência NUNCA mudará ao longo da existência dessa ALMA. A cada encarnação, os sete tronos divinos com seus orixás regentes se alternam em quais chakras irão magnetizar e equilibrar, porém a essência do chakra coronário e básico, pertencem aos orixás da criação da ALMA. Seres que possuem em seu chakra CORONÁRIO a essência de um orixá masculino (Oxalá, Oxumaré, Oxóssi, Xangô, Ogum, Obaluaê, Omulu) vão ter essa essência masculina EM TODAS AS SUAS ENCARNAÇÕES, independentemente de nascer homem ou mulher, e vice-versa.
Quando dizem que seu Pai ou Mãe de cabeça é Ogum, Iemanjá, Xangô, etc. estão se referindo ao orixá que rege a sua existência nessa vida. Direcionando o magnetismo do chakra FRONTAL (e não CORONÁRIO) para você lidar com a energia do trono de cada orixá naquele período de existência no plano material, porém a essência de sua ALMA é sempre a mesma.
O que tem a ver tudo isso que estou falando? Simples. ALMAS geradas a muitos anos atrás, com uma força de um orixá de essência masculina, terá no seu íntimo essa essência aflorada, INDEPENDENTEMENTE de sua atual encarnação. Hoje, uma mulher que sente atração por outra mulher, muito provavelmnete tenha na sua ALMA a força da natureza masculina, e por talvez uma resolução de karma, o desencarnado decidiu que deveria vir nessa vida como mulher.
Isso explica que a homossexualidade não é uma patologia (quando falam em homossexualismo - o sufixo ismo é de patologia, doença), e isso ainda explica o porquê de crianças, ainda pequenas sem saberem das "opiniões maldosas" do mundo, já tem visivelmente uma predisposição a ser homossexual.
A escolha do momento de "sair do armário" como dizem as más linguas, é apenas temporal para o indivíduo, porque em sua essência no momento em que Olorum (Deus) o criou através de suas divindades ele já tem sua orientação sexual.
Para outras religiões, ser homossexual é sinônimo de vadiagem, de bizarrice, de errado. Para a Umbanda, é apenas uma passagem escolhida pelo espírito daquela pessoa para esta vida. Essa explicação lógica e fundamentada pelos estudos da Umbanda e clarividência de vários médiuns, deixa ainda mais claro, ao menos para mim, que somos todos iguais e passamos por escolhas ANTES de encarnarmos, o resto é deixar o barco andar.
Esse texto expressa a MINHA opinião por tudo o que li e aprendo com a Umbanda, espero que lhe faça entender o próximo.

Axé
Leiam o artigo:
Orixás
FONTE:www.nossaumbanda.com.br