Pesquisar este blog

Follow by Email

LINK...

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

PONTOS RISCADOS:




Ontem durante as minhas meditações na praia eu recebi este ponto riscado que eu risquei na areia e como não entendo estas simbologias eu fui procurar o significado de cada símbolo, para entender este ponto e o que eu encontrei foi o seguinte:

PONTOS RISCADOS

Conceito: O Ponto riscado é um instrumento para trabalhos magísticos efetuados pelas entidades. É o selo, o cartão de visitas, a identificação, o brasão e a bandeira da entidade.
É uma espécie de campo de força riscado através de símbolos dentro de uma Mandala, onde o instrumento utilizado em seu campo de trabalho é a Pemba. A Pemba maneja as forças de forma a lhe conferir afinidade com as entidades, identificando a quem ela se subordina, bem como seus fundamentos. A Mandala e os símbolos são riscados em uma tabua de madeira, que se intitula tabua de ponto.

Mandalas:
Constituídas de um desenho circular, aonde no seu interior vemos formas e figuras variadas. É uma representação geométrica da dinâmica relação entre o homem e o Cosmo. No interior da Mandala temos sempre um ponto central, que representa sua essência, e dele partirão todos os demais elementos. Esse ponto representa Deus, do qual partiu todas as coisas existentes no planeta. Existem dois tipos de mandala, mandala aberta, e fechada.

Mandala aberta:
A ação da Mandala aberta é ampla e vasta, envolve a todos e a todo o terreiro. Dentro de um terreiro normalmente esse tipo de ponto só é riscado pelo Pai ou pela Mãe espiritual, porque nesse caso está expandindo a energia para todos.

Mandala fechada:
A ação da Mandala fechada, é a ação concentrada, delimitada e limitada, a entidade neste caso cria um verdadeiro campo de força, usado em solicitações específicas e nos pontos identificatórios.
Na Mandala são colocados elementos simbólicos ancestrais, ao desenhar uma mandala ou seja ao ser riscado um ponto, é criado um instrumento sagrado.

Pemba:
A pemba é uma pedra de calcário, que nossos guias utilizam para riscar seu o ponto de energia de acordo com a sua vibração. Ela é parecida com um giz, e pode apresentar várias cores de acordo com a vilbração ou linha da entidade.
A pemba consagrada pode ser ralada e utilizada para cruzar o ambiente e filhos de santo. Desta forma ela é soprada nos pontos cardeais do ambiente para que se de a firmeza.

Símbolos e cores:
Todos os Símbolos partirão de um ponto no interior da Mandala. Os símbolos e as cores da Mandala, criam a força que define a ação vibracional da Mandala (Ponto riscado).

Grafia de Umbanda e seus significados:
Cada traço, cada forma tem um significado e de acordo com a ordem, a direção e a maneira como os símbolos se posicionam podem revelar muitas informações sobre a manifestação espiritual ora transcrita através do ponto riscado e sua missão de trabalho.

Círculo – O Universo, a Perfeição.

- Circulo aberto – energia expandindo;

- Circulo fechado – energia concentrada;

- Circulo com um ponto – ser supremo, símbolo de Oxalá;

Um Círculo com Dois Diâmetros Entre Si – O Plano Divino, o Quaternário Espiritual.

Círculos Menores e Semicírculos – A fases da lua (símbolo de Iemanjá), forças de luz, inclui Iansã.

Círculo com Estrias Externas – O sol (símbolo de Oxalá).

- Linha reta transversa – mundo material;
- Duas linhas retas transversas
- Linha curva – polaridade;

- Triangulo – Trindade

- Hexagrama ( dois triângulos ) – masculino e feminino, as forças divinas

- Um Pentagrama -

A Estrela de Davi e o Signo de Salomão

A Linha do Oriente, Oxalá, a Luz de Deus.

Três estrelas também representam os Velhos e Almas.

- Balança, Machado ou Nuvem – Símbolos de Xangô e do Oriente

- Raio – Simbolo de Yansã ( mudança dos tempos, intensidade, forte energia)

- Espada Curva – Símbolo de poder e força, a luta do bem contra o mal, simbolo de Ogum;

- Espada Reta – Símbolo de Iansã.

- Coração – Símbolo do amor, da força dos sentimentos que unem os homens, símbolo de Oxum; a Flor também é um símbolo de Oxum.

- Tridentes – Símbolo antigo de força, representando a força do Deus Netuno que tinha no tridente a representação dos pólos que comandavam aquela civilização. Símbolo usado por exus e pomba giras devido ao sincretismo. Observam – se tridentes de risco quadrado para exus (cumpadres) e de risco arredondados para pomba giras.

- Cruzeiro – Símbolo das almas e do encontro dos desencarnados. Muito comum nos pontos de pretos velhos e exus de cemitério.

- Caveira – Não simboliza a morte. É a identificação dos espíritos que militam nas esferas da calunga pequena( cemitério ).

- Flecha para cima – Símbolo da busca espiritual , do objetivo, do alvo a ser atingido. Símbolo dos falangeiros de Oxossi.

- Arco e Flecha – Símbolo dos falangeiros de Oxossi

- Fases da lua

Cheia – Símbolo da magia oculta, símbolo de Yemanjá

Crescente – Renovação de forças

Nova – Força plena

Minguante – descarrego ou pólo invertido

- Um Quadrado – O os 4 elementos (Água, Terra, Fogo e Ar).

- Espiral - Para fora indica chamamento de força, retirando demanda.

- Bandeira Branca com Cruz Grega Vermelha – Símbolo de Ogum.

- Coração com uma Cruz no Interior – Símbolo de Nanã.

- Traços Pequenos na Vertical (chuva) – Símbolo de Nanã.

- Folhas ou Plantas – Símbolos de Ossanha.

- Cruz Latina Branca – Cruz de Oxalá.

- Cruz Grega Negra – Com pedestal, símbolo de Omulu.

- Arco-íris – Símbolo de Oxumaré.

- Estrela Branca (Oriente) – Luz dos espíritos.

- Estrela Guia (com cauda) – Símbolo da capacidade de acompanhamento (Oriente).

- Um Oito Deitado (Lemniscata) – Símbolo do Infinito.

- Cordão com Nó ou um Pano – Símbolo das crianças.

- Conchas do Mar – Símbolo das crianças.